Símbolos de Reiki

    ReikiO Reiki é uma prática de cura ancestral, e seu princípio baseia se em nossa capacidade de captar e transferir a energia do Universo através do toque. Através desta energia é possível realizar a cura nos níveis físico, emocional e mental. Os símbolos do Reiki permitem que os curadores levem sua prática à um passo adiante, lhes permitindo aumentar a energia e usa la um ...

    propósito específico. Embora os símbolos do Reiki tradicionalmente devam ser mantidos em segredo, ao longo dos anos eles conseguiram um pouco de exposição. Os símbolos são extremamente poderosos e sagrados e portanto devem ser tratados com o mais profundo respeito. Compostos da união de mantras e yantras, os símbolos do Reiki podem ser entendidos como botões que ao serem acionados ou desligados trazem resultados na vida de quem o pratica. Esses instrumentos vibracionais têm a função de captação, interseção e restauração da energia primordial cósmica. Eles limpam energeticamente pessoas, lugares e objetos e permitem uma melhor visão das nossas capacidades físicas e extra-sensoriais.

     

    Cho ku rei: O Símbolo do Poder

    Cho ku rei

    É o primeiro símbolo do Reiki e um dos mais utilizados por ser o mais poderoso. Ele aumenta o fluxo da energia canalizada e faz com que a energia permaneça por muito mais tempo no receptor e no ambiente. O Cho Ku Rei traz luz para o local, já que faz conexão imediata com a energia primordial cósmica. É o único símbolo que pode ser utilizado pelos reikianos sintonizados no nível 1.

    Esse símbolo nos conecta com o elemento terra e com o próprio magnetismo do planeta. Cada um dos pontos de interseção da linha vertical está ligada a uma das 7 notas musicais, uma das 7 cores do arco-íris, um dos 7 dias da semana e a um dos 7 principais chakras. Ele pode ser usado para proteger os chakras antes de um tratamento. Traça-se o Cho Ku Rei nas palmas das mãos e na frente do corpo em cada um dos 7 chakras de baixo para cima.

    Leia também - Pantáculos e símbolos mágicos

    Pode-se usar o símbolo para autoproteção, proteção ou purificação de ambientes, objetos e pessoas.

    O Cho Ku Rei é um ótimo símbolo para aumentar ou diminuir o nível de energia que o Reikiano vai aplicar. Ele pode ser identificado com um desenho de uma bobina (que pode ser desenhada no sentido horário ou anti-horário) e representa o Chi ou seja a própria fonte da energia vital universal. Ao visualizar este símbolo, imagine uma “alavanca”. Ativado para o lado esquerdo ele diminui a força da energia e para a direita ele a aumenta.

    O universo é infinito assim como as energias que o compõem, porém, como usar essas energias em nosso favor para alcançar maior paz espiritual ou mesmo em nossos projetos pessoais? O símbolo Cho Ku Rei pode ser a resposta que você procurava para se alçar ainda mais alto no universo e em sua vida.

    Às vezes nos sentimos confusos ou intimidados devidos a muitos fatores: nossas energias em baixa, ambientes com energia tóxica, ou mesmo objetos que portam energias em vibrações diferentes daquelas que estamos a procura naquele momento, entretanto, diferentemente do que pensamos é possível limpar essas energias, não apenas do nosso corpo, mas de ambientes e objetos, possibilitando uma maior circulação e renovação de energias locais.

    Às vezes nos sentimos cansados ou esgotados sem razão, mesmo quando estamos bem-dispostos e com a áurea recarregada, isso se deve a ambientes com energia parada ou negativada, isso pode acontecer até mesmo na nossa casa, quando nos descuidamos de nossos afazeres espirituais e energéticos. Mas calma, há uma maneira de concertar esses pequenos acidentes energéticos do nosso dia a dia. Para executar o símbolo:

    1 - Para praticar o símbolo Cho Ku Rei é necessário antes de qualquer coisa, estar em uma posição confortável, pois, seu corpo faz parte do universo e para criar a sintonia necessária para a mudra é preciso que o nosso corpo esteja ele também em harmonia com as forças universais, portanto, antes de tudo, sente-se em posição de lótus ou em qualquer outra posição que lhe proporcione conforto.

    2 - Respire fundo três vezes para que seu corpo e espirito se acalmem e estejam preparados para entrar em sintonia com o mundo, una apenas as pontas dos seus dedos deixando sua mão em formato de concha, com os cotovelos alinhados, inspire e expire sete vezes com calma e vagarosamente, sinta a energia fluindo e limpando seu corpo o ambiente em que se encontra.

    É recomendado praticar o símbolo Cho Ku Rei ao menos três vezes durante a semana para manter as energias sempre fluindo principalmente em seu lar e ambiente de trabalho. Se você gostar do formato desse símbolo, não deixe de ver o colar místico com o símbolo Cho Ku Rei para você ter esse poderoso amuleto sempre com você. Procure-o em shop.wemystic.com.br.

    Sei He Ki: O Símbolo da Harmonia

    Sei He Ki

    Quando você estiver precisando de purificação e equilíbrio mental, o Sei He Ki é símbolo ideal para se usar. Sei He Ki significa “Quando Deus e o homem se tornam um”. O formato do Sei He Ki se assemelha a uma crista de ondas se preparando para chocar sobre uma praia. Ele também pode ser usado para equilibrar os lados direito e esquerdo do cérebro, além de ser um símbolo de harmonia é frequentemente visto como um sinal de proteção.

    É o segundo símbolo do Reiki e quer dizer Harmonia. De origem budista, seu formato lembra o de um dragão, que tradicionalmente significa proteção e transmutação. Ele nos liga ao elemento água e ao magnetismo da lua. Esse símbolo encontra-se desenhado na base da estátua do Amida Buda Japonês no templo budista do monte Kurama, onde o método Reiki foi descoberto. Sei He Ki significa a harmonia das emoções e a transformação das emoções negativas em positivas. Por meio dele, a pessoa consegue se conectar com aspectos emocionais nocivos e assim consegue processá-los e livrar-se deles.

    Pouco se fala sobre ele, no entanto, o Sei He Ki é um dos símbolos do Reiki que mais merece a sua atenção, devido a tamanha versatilidade de seus benefícios. Este é o segundo símbolo do Reiki e possui um intrigante traçado, que pode ter diversas interpretações. Para alguns, representa um dragão; para outros, chega próximo a representação do um dos moais da Ilha de Páscoa ou de carrancas em determinadas embarcações. Atuante sobre o corpo emocional e a mente inconsciente, o Sei He Ki está relacionado a purificação, proteção, harmonia e equilíbrio entre forças contrárias. Suas utilizações são praticamente ilimitadas e, ao contrário do que muitos dizem, esse símbolo pode ser usado sozinho.

    A começar pelo seu nome, o segundo símbolo do Reiki, Sei He Ki, significa o momento em que o céu e a terra se encontram, ou em que Deus e homem se tornam um só. Também pode receber a tradução de “tudo o que está acima, também está abaixo”. O cérebro humano, como se sabe, está dividido em dois hemisférios. O direito, responsável por comandar o lado esquerdo do corpo, é o que rege a intuição, a imaginação, os sonhos, os sentimentos e outros. Já o esquerdo, controla o lado direito do corpo, e é conhecido por ser o hemisfério racional, lógico.O Sei He Ki, por sua vez, será responsável por harmonizar ambos os hemisférios, para que o indivíduo não viva somente em um mundo de sonhos ou puramente racional. Toda a existência se baseia em um jogo de contrários. O equilíbrio e a harmonia na vida dependem que ambas as forças estejam igualadas.

    Se você é uma pessoa que constantemente deixa aflorar suas emoções, ou faz o tipo que as reprime e finge não sentir, o Sei He Ki entra em cena para harmonizar casos como estes. Pode ser usado para equilibrar mentes inquietas devido a problemas como a raiva, o medo, o nervosismo, a ansiedade e até mesmo a depressão. O símbolo auxilia o paciente a descobrir a causa de sua aflição, entendendo os porquês de estar se sentindo assim e, portanto, encontrando a chave para sua recuperação. Ou seja, o Sei He Ki funciona como uma espécie de chave de acesso ao inconsciente, tornando mais fácil ao paciente tratar aquilo que lhe é indesejável.

    Leia também - Swástika – o símbolo do Deus Sol

    No entanto, como dito logo durante as primeiras linhas deste artigo, o Sei He Ki é um dos mais versáteis símbolos do Reiki, e atua sobre uma imensa gama de possibilidades. Elas começam na melhora das dores de cabeça e podem te ajudar até mesmo a encontrar objetos perdidos. Existem relatos que o Sei He Ki é capaz, inclusive, de tratar casos de desobsessão (quando uma pessoa está sendo prejudicada pela interferência de Espíritos, sejam eles encarnados ou não). Veja como esse símbolo funciona em alguns dos casos mais pedidos.

    Dores de cabeça geralmente são causadas devido a instabilidades mentais ou emocionais, as quais se refletem em músculos e nervos em constante tensão. O símbolo Sei He Ki nesse caso é utilizado para dissipar os problemas emocionais que possam estar causando as dores físicas. Antes de recorrer a qualquer tipo de medicamento, use o Sei He Ki e lembre-se de beber muita água, pois uma das maiores causas para dores de cabeça é a desidratação.

    Todo o tipo de dependência ou exagero que o paciente estiver cometendo pode ser tratado através do segundo símbolo do Reiki. Tabagismo, dependência química, obesidade e todo o tipo de excesso pode ser eliminado com o Sei He Ki. O símbolo tem a função de restaurar o equilíbrio emocional e psicológico sobre o corpo físico do indivíduo, promovendo uma cura em profunda escala. Para obter esses resultados, o reikiano deverá visualizar ou desenhar o símbolo Reiki à volta do paciente, eliminando o negativismo e quaisquer influências do meio que possam estar prejudicando a melhora do indivíduo.

    Assim como o símbolo é capaz de auxiliar no processo de desintoxicação e equilíbrio sobre os maus hábitos, relacionamentos conturbados e abusivos também encontram solução com este símbolo Reiki. Caso esteja envolvido em uma relação de difícil resolução, o Sei He Ki ajuda o paciente a encontrar uma saída sensata e cordial. Nos casos daqueles relacionamentos onde a parte oprimida não enxerga ou não tem coragem de enfrentar o fim, o tratamento com o Sei He Ki pode ajudar a pessoa a enfrentar e resolver a situação, sem temer.

    Na vida pessoal ou profissional, dar peso às suas palavras pode resultar em muitos objetivos alcançados. Aqueles que necessitam realizar sonhos, atingir objetivos, podem fazer uso desse símbolo para trabalhar sobre a mente subconsciente, ajudando-o a ter maior controle e poder sobre suas palavras e a forma como as coloca. Se estivermos falando de palavras escritas, em um documento, uma carta ou outra forma em papel, desenhe o símbolo no papel somente com sua imaginação. Esse processo fará com que cada palavra escrita seja muito mais poderosa.

    Símbolo de harmonia e proteção, o Sei He Ki atua também como uma forma de escudo ao redor do reikiano. Ao desenhado à sua volta, ele ajudará a proteger o indivíduo contra vibrações negativas, permitindo apenas que boas energias cheguem até você. Durante cerimônia de purificação no Reiki, o símbolo é utilizado como escudo protetor, auxiliando na remoção de toda e qualquer energia negativa presente na aura ou no corpo físico do paciente. Em meio a medicina tradicional, médicos que optam pela adoção de algumas técnicas alternativas podem fazer uso desse símbolo antes, durante ou após processos cirúrgicos. Nesse espectro, o Sei He Ki funciona como um antisséptico e também como facilitador de cicatrizações.

    Desde pessoas com a fama de serem esquecidas, até mesmo estudantes em vésperas de exames podem fazer uso desse símbolo para trabalhar a capacidade de memorização. Se está estudando, desenhe o Sei He Ki nas páginas que precisa decorar e veja como será mais fácil absorver o conteúdo durante a leitura. Quem está sempre se esquecendo aonde deixou as chaves do carro, a carteira ou até mesmo o nome de algumas pessoas, basta visualizar o símbolo no topo de sua cabeça. Esse resultado se dá graças a capacidade do Sei He Ki em conectar ambos os hemisférios do cérebro humano.

    Se você não é desmemoriado mas tem algum objeto perdido, o símbolo novamente atua em seu benefício. Para encontrar algo desaparecido, basta desenhar mentalmente o símbolo à sua frente, enquanto pede para que o objeto apareça. Agora o segredo é deixar de procurar, deixando que a solução venha em breve, ou que você se recorde do local onde deixou.

    Hon Sha Ze Sho Nen: O Símbolo da Distância

    Hon Sha Ze Sho Nen

    O conceito do Hon Sha Ze Sho Nen é um pouco mais difícil de entender do que alguns outros símbolos do Reiki, pois é uma energia mais complexa. O significado de Hon Sha Ze Sho Nen é “não ter presente, passado ou futuro”, e é usado para enviar energia através do tempo e do espaço. Embora não possa mudar o passado, ele pode ajudar a curar velhas feridas, reformulando suas lembranças e transformando-as em experiências de aprendizado. O terceiro símbolo do Reiki tem origem nos kanjis do Japão, que são os caracteres, ideogramas da língua japonesa. Traduzido literalmente significa: “nem passado, nem presente, nem futuro”; e pode ser entendido também como a saudação budista namastê – que quer dizer: “o Deus que existe em mim saúda o Deus que existe em você”.

    Esse símbolo nos liga ao elemento fogo e à energia do sol. Ele dirige a energia para atuar sobre a mente consciente ou corpo mental. Ele é usado para enviar energia Reiki à distância para pessoas ausentes superando os limites físicos. Isso acontece porque ao acionarmos o símbolo, abrimos um portal que faz ligação com outros seres, mundos, tempos ou níveis de percepção. Dessa forma podemos enviar energia para tratar feridas do passado, e mesmo mandar energia Reiki para o futuro fazendo com que armazenemos essa energia para um determinado momento de nossa vida.

    Aceito inclusive pelos adeptos fidedignos da medicina tradicional, o Reiki, ao contrário do que muitos imaginam, não consiste em uma religião, mas sim em uma técnica de equilíbrio e cura a partir da manipulação da energia. E para que essa energia seja corretamente canalizada e direcionada, aprendizes do Reiki no segundo nível devem ativar símbolos sagrados, como o Hon Sha Ze Sho Nen. A capacitação de um reikiano acontece em 4 níveis, sendo eles o Shoden, Okunden, Shinpinden e Gukukaiden. Durante essas etapas, o aprendizado inclui alguns símbolos, sagrados e poderosos, que são estabelecidos a partir da união entre mantras e yantras.

    O Hon Sha Ze Sho Nen é o terceiro símbolo aprendido no segundo nível de Reiki, representando do tempo e espaço. Formado por kanjis japoneses, os ideogramas, esse símbolo significa literalmente “nem presente, nem passado, nem futuro”. Para muitos, pode ainda ser entendido como “a Divindade que existe em mim saúda a Divindade que existe em você” associado, portanto, à saudação budista namastê.

    Leia também - Ourobos, a serpente que devora a própria cauda

    No Reiki, o Hon Sha Ze Sho Nen é o símbolo da longa distância, utilizado como forma de conectar o reikiano a outros seres, mundos e níveis de percepção. Ou seja, durante uma sessão, ele é usado para enviar energia a qualquer lugar, a hora que quiser, seja em um momento presente, passado ou futuro. A frequência energética emitida por este símbolo age também no aspecto mental de terapeuta e paciente, ajudando a trabalhar melhor algumas questões da mente e consciência – pontos esses geradores de equilíbrios e desequilíbrios, por consequência, também no corpo físico.

    O símbolo também é muito utilizado pelo reikiano que deseja enviar energia através do tempo e espaço, bem como se desvencilhar das ligações de tempo de passado e futuro, com relação ao presente. O Hon Sha Ze Sho Nen direciona a energia do reikiano para o consciente, intervindo nas ondas quânticas, trazendo o “continuum” de tempo. Diante desse poder de manipulação do espaço-tempo, o símbolo permite ao reikiano reprogramar o fato que gerou determinado problema ao paciente. Para isso, ele envia a energia Reiki até o momento em que a situação ocorreu, mesmo estando ela no passado.

    Considerando a interação entre presente e futuro, essa energia é então enviada ao futuro, programando a forma como ela realmente deverá atuar no entendimento do paciente diante de determinado evento já esperado. Nesse caso, a energia será armazenada e acumulada num tempo futuro, sendo entregue e recebida pelo paciente na hora certa. Como exemplo, podemos citar situações como uma entrevista de emprego, uma viagem, um exame médico ou outras. Nestes casos, o paciente que já teve uma má experiência ou trauma com qualquer uma delas, têm a oportunidade de ser “reprogramado” para aprender a lidar com elas no futuro.

    Para dar início a essa transição espaço-tempo, é possível que o paciente apresente ao reikiano uma foto da época do trauma como forma de facilitar esse direcionamento energético. Caso não a possua, basta fornecer dados como uma data aproximada de quando ele aconteceu, para que o terapeuta se direcione para lá, pensando no evento. Se o paciente não dispuser nem ao menos de uma data aproximada da época do trauma, basta que o reikiano pense no problema, fazendo afirmações positivas durante três vezes, direcionado a energia Reiki até a causa do problema, proporcionando a solução para o mesmo.

    Além de casos com os citados, esse símbolo funciona de maneira bastante ampla, ainda que de um modo geral seja utilizado para entender e libertar o paciente de traumas (recentes, de infância ou até mesmo de vidas passadas), estresses e demais situações de bloqueio mental. Algumas dessas utilizações acontecem também para:

    Energizar a distância, seja um paciente que não pôde comparecer à sessão, que não pode ser tocado (devido a riscos de contágio ou lesões) ou mesmo durante autotratamentos;

    Com base nos trânsitos planetários, o símbolo também pode ajudar nas transformações das situações prestes a acontecer;

    Quando no nível 3-A, o reikiano é capaz de enviar Reiki para áreas que sofreram com catástrofes; para cidades, regiões ou países inteiros sob conflito; ou ainda para grupos ou organizações;

    Para tratar e energizar crianças e adultos enquanto estão dormindo;

    Pode ser usado também em plantas, animais e até mesmo cristais;

    Pessoas com pendências kármicas de outras vidas também podem ter essa questão trabalhada através do símbolo Hon Sha Ze Sho Nen;

    Atua ainda em doenças enraizadas nos pacientes, indo diretamente na origem das mesmas. Ligado ao elemento fogo e à energia solar, o Hon Sha Ze Sho Nen é um símbolo que precisa da energia do primeiro símbolo (Cho Ku Rei) para ser ativado. Durante um tratamento, os símbolos do Reiki devem ser utilizados em ordem decrescente, sendo ela: primeiro o Hon Sha Ze Sho Nen; depois, caso o receptor apresente problemas emocionais, o Si He Ki; e por fim o primeiro símbolo Cho Ku Rei.

    Como já se pôde perceber, o símbolo Hon Sha Ze Sho Nen representa o tempo e o espaço. Portanto, muitas vezes é reservado para o envio de Reiki à distância. Algumas análises dizem ainda que tempo e espaço são, nada menos, que ilusões da mente. O que realmente existe é o vazio e o agora. É difícil imaginar que alguém tenha pensamento diferente sobre o tempo, que não linear. Ou seja, geralmente acredita-se que um passado existiu, que existe um presente e que o futuro, inevitavelmente, existirá. No entanto, para os reikianos a linearidade não funciona dessa forma. O conceito de tempo para um iniciado em Reiki prega a existência única do presente, e que tanto o passado quanto o futuro, coexistem também no presente. Ou seja, tudo está acontecendo agora, em uma linha temporária vertical.

    O símbolo Hon Sha Ze Sho Nen atua especialmente sobre os 5º, 6º e 7º chackras, respectivamente o laríngeo, frontal e coronário. Pode, inclusive, pode ser usado para eliminar o carma do paciente, bem como para ter acesso aos registros akáshicos. Os registros akáshicos funcionam como uma espécie de disco rígido onde se encontram armazenados conhecimentos e a sabedoria adquirida através das muitas encarnações do indivíduo. Neles estão presentes todos os pensamentos, sentimentos, emoções, compromissos kármicos e tudo aquilo que a mente emitiu desde a sua origem.

    Dai Ko Myo: O Símbolo dos Mestres

    Dai Ko Myo

    O Dai Ko Myo é o símbolo mais sagrado do Reiki, e é concebido apenas para mestres. Ele possui uma vibração muito mais elevada do que todos os cinco símbolos do Reiki mencionados neste artigo. Os poderes de cura do Dai Ko Myo são abrangentes, sendo capaz de curar os Chakras superiores, a Aura e Alma como um todo. O Dai Ko Myo é um símbolo de empoderamento e significa “grande iluminação” ou “luz brilhante”.

    O quarto e último símbolo do método Reiki é conhecido como símbolo mestre ou símbolo da realização. Ele significa aumento de poder ou também “Deus brilhe sobre mim e seja meu amigo”. Com origem nos kanjis japoneses, ele significa o tratamento e resgate da alma, visando sua liberação dos ciclos reencarnatórios conforme prega o budismo. Por concentrar muita energia positiva, esse símbolo é capaz de operar mudanças profundas no receptor. Ele nos liga ao elemento ar e à própria força criadora do universo, o próprio Deus. Ele pode ser usado como símbolo de proteção quando o desenhamos no ar e o vestimos como se fosse um grande manto protetor. Ele também potencializa o efeito dos outros 3 símbolos anteriores.O Dai Koo Myo é ensinado em seminários do nível 3A do Reiki.

    Conhecido como mestre e o mais poderoso, o símbolo Dai Ko Myo pode ser utilizado somente por mestres de Reiki. Seu poder combina e potencializa as propriedades dos três primeiros símbolos (Cho Ku Rei, Sei He Ki e Hon Sha Ze Sho Nen), elevando a frequência vibracional e facilitando o acesso ao mundo espiritual. De um modo geral, Dai Ko Myo é o símbolo que traduz todos os demais três símbolos do Reiki, representando a energia de cada um deles em um todo. Em tradução literal, “Dai” significa grande, “Ko” tem o sentido de suave, e “Myo” significa luz brilhante. Ou seja, Dai Ko Myo basicamente por representar uma “grande luz” ou ainda “luz clara e brilhante”.

    Esse sentido de iluminação proporcionado pelo símbolo pode ser interpretado como algo evidente ou de claro entendimento; algo que encaminha para a compreensão e o conhecimento. Este é um símbolo Reiki que representa o conhecimento interior, a verdade. Símbolo de cura para a alma, ele é ensinado em seminários do nível 3A do Reiki e tem origem nos kanjis japoneses. Pode ainda receber outras traduções para seu significado, como “o que nos leva de volta à Deus” ou ainda “que Deus brilhe sobre mim e seja meu amigo”.

    Dai Ko Myo é o símbolo de mais elevada vibração, consequentemente com maior poder de transformação espiritual. Diz-se que o símbolo contribui para a cura da alma, uma vez que as energias são enviadas para as camadas mais sutis da aura do paciente, bem como aos chackras superiores. Dessa forma, a partir do momento em que alma e espírito são curados, mente e corpo físico também se beneficiam da cura. Ainda em termos de cura, o símbolo Reiki Dai Ko Myo auxilia na cura do karma. Cura para todos os fins, para muitos mestres, esse símbolo representa toda a essência do Reiki, o que inclui o amor e a capacitação pessoal. Está conectado ao elemento ar, bem como à própria força criadora do universo – Deus, em sua plenitude.

    Leia também - Triquetra

    De imenso poder, esse é um símbolo que atua individualmente, potencializa os efeitos de outros símbolos e ainda apresenta incríveis benefícios quando utilizado em processos de meditação. Durante a meditação, por exemplo, ele é capaz de trazer a luz ao reikiano, que tem seus bloqueios eliminados em todos os níveis – os quais ultrapassam todos os corpos de um indivíduo.

    Para exemplificar melhor essa questão, devemos ressaltar que cada símbolo Reiki concentra sua atuação em um dos corpos, sendo eles:

    Cho Ku Rei: sob forte ressonância a nível de corpo físico;

    Sei He Ki: atua sobre o corpo emocional;

    Hon Sha Ze Sho Nen: represente o corpo mental;

    Dai Ko Myo: trabalha a nível do corpo espiritual.

    Assim sendo, acredita-se que o Dai Ko Myo trabalha com as curas miraculosas, onde ela acontece para qualquer doença originária partir de crenças subconscientes, além dos chackras e a aura. Durante tratamentos, o uso deste símbolo se mostra extremamente eficaz, uma vez que age diretamente na raiz das doenças (corpo espiritual) e, consequentemente, mostra resultados no corpo físico e todos os demais pelo caminho.

    Dai Ko Myo funciona, de um modo geral, como potencializador a todo e qualquer processo de cura ou transformação do indivíduo. Portanto, pode ser ativado em qualquer lugar ou situação. Sua ativação depende da repetição do mantra, que deve ser ativado por três vezes, em sequência.

    Para aplicar o símbolo durante uma sessão de Reiki, será preciso que o reikiano desenhe o símbolo nas palmas de suas mãos e, em seguida, visualize ou desenhe o símbolo sobre o chackra coronário (da cabeça) do paciente, bem como nas palmas das mãos e na área do corpo a ser tratada pela energia Reiki. Alguns outros meios de se ativar o símbolo ocorrem ao desenhar o símbolo com o dedo, sobre seu terceiro olho. Veja alguns de ser efeitos quando utilizado individualmente.

    Fornece iluminação ao praticante, ajudando-o a se tornar mais intuitivo e psíquico;

    Retira toda a energia negativa do corpo, seja ele físico, emocional, mental ou espiritual, e a liberta;

    Energiza cristais transparentes, podendo inclusive torna-los curativos;

    Potencializa os efeitos de remédios homeopáticos, além de ervas e outros medicamentos naturais;

    Ajuda no desenvolvimento e fortalecimento do crescimento pessoal, espiritual, intuitivo e autoconsciência.

    Ajuda a melhorar a imunidade, bem como o fluxo energético através do corpo.

    Como já introduzido, esse é um símbolo potencializador, e geralmente é ativado em conjunto com outros símbolos a fim de sintoniza-lo para outras finalidades. Confira o resultado de algumas dessas combinações:

    Para autotratamento: utiliza-se o Dai Ko Myo e, em seguida, o Cho Ku Rei;

    Para tratar problemas emocionais: a sequência de símbolos começa com o Dai Ko Myo, depois Sei He Ki e, por fim, Cho Ku Rei;

    Programação de autopurificação de cristais e pedras: segue-se a ordem de Dai Ko Myo, depois Hon Sha Ze Sho Nen. Em seguida, programe-os com o Cho Ku Rei e passe para o Sei He Ki. Sele o processo visualizando o Dai Ko Myo;

    Para irradiar energia: na ordem, Dai Ko Myo, Hon Sha Ze Sho Nen, Sei He Ki e Cho Ku Rei serão capazes de irradiar energia a um ilimitado número de pessoas, simultaneamente. Essa combinação pode ser muito útil em processos de cura direcionados a multidões, inclusive cidades, países e todo o planeta Terra. Ecossistemas inteiros também podem ser beneficiados com essa combinação.

    Raku: O Símbolo do Fogo da Serpente

    Raku

    Este é um símbolo usado no nível dos mestres e é conhecido como a “serpente de fogo”. É desenhado em forma de serpente ou forma de raio e é usado para aterramento após o trabalho de Reiki. Desenhado da cabeça ao chão, a função do Raku é permitir que o corpo receba as energias sagradas do Reiki. É usado em iniciações de um trabalho de Reiki, pois abre o caminho para as energias celestiais trabalharem.

    O Raku é muito mais do que um mecanismo para ligar a energia à Terra no final do processo iniciático, embora também se use para esse fim. É o objetivo do sistema inteiro e representa a Iluminação em si. O Raku é o fim do processo, o alcance do Nirvana interior. É o alcance da ausência do ego. Quando Buda atingiu a Iluminação, ele voltou ao plano terrestre para ensinar o que aprendera. Quando completou seus ensinamentos e, finalmente, partiu, ou morreu, entrou no estado de Parinirvana ou ascensão. Desse estado, que vai além do Nirvana para o Vazio, não há retomo nem reencarnação num corpo. O Buda Sakyamuni não voltará mais; ele deixou instruções sobre como todos podem atingir o mesmo estado. Outras pessoas também podem atingir a Iluminação e tornar-se Budas.

    Isso pode ser interpretado como um repouso desejado, uma conquista abençoada da paz total. A Iluminação, da maneira simbolizada pelo Raku, é a liberação da ilusão do mundo material. Na meditação, aparece a imagem da entidade adorada pelo adepto. A pessoa experiente em meditação consegue a concentração absoluta, libertando sua mente da distração e de toda vontade egoísta. Ocorre a unidade entre a entidade adorada e a pessoa que a adora, a união ou não-dualidade da mente. A liberdade de desejos significa liberdade de reencarnações e ilusões, e a pessoa que medita ou a adepta entra no Nirvana. Ela está livre, cheia de verdade e alegria. E. A. Burtt, em seu livro: The Teachings of the Compassionate Buddha, define o Nirvana como "libertação, paz interior e força, visão da verdade, alegria da unidade completa com a realidade, e amor por todas as criaturas do universo"

    A mente constitui-se dos sentidos entrando em contato com seus objetos. As causas são os sentidos, as condições são os objetos; mas as causas e as condições são realmente uma só.

    O objeto cria a aparência — as pessoas podem vê-lo de forma diferente. As percepções diferem, por exemplo, quando duas pessoas vêem uma ár¬vore; uma pode ver somente folhas mortas e limpar o chão. Projetamos nossas ima¬gens na realidade, e o que criamos está baseado na nossa crença e condicionamento. A não-dualidade da mente é a resolução dos opostos — o conhecimento e a com¬preensão de que os dois, embora pareçam opostos, na realidade são um.

    Leia também - Rosácea Energética

    Ao se completar o processo com a Iluminação, a crença e o condicionamento são substituídos pelo Vazio e pelo Nirvana. A ilusão é descartada e o que é real ( a mente, o Vazio e a Natureza de Buda ) permanece. O objeto e a mente são unos e a ilusão do mundo material desaparece. As sementes da Iluminação são realizações da consciência. Com a atenção, o estado de alegria do Nirvana inferior é atingido. Trata-se da união das Partes com o Todo (Uno). O Raku simboliza o Absoluto e a Nona Consciência. Também é o ´`Éter, o Espírito e o Vazio. O eu é substituído pelo Todo e o resultado é a libertação.

    O Raku também pode ser usado nas seguintes situações:

    - Para eliminação de dores nas costas;

    - Durante meditações, para mior equilíbrio e receptividade;

    - Para procedimentos de cura, realinhando os chakras;

    - Para que o paciente seja mais forte animicamente, acredite mais em si e seja mais independente;

    - Para eliminar sintomas de estagnação ou pregiça;

    - Para harmonização de ligações doentias;

    O Raku pode ser usado no final de um trabalho de Reiki como forma de aterrar e absorver todos os benefícios da energia vital. Se você precisar de um momento de ancoragem no dia-a-dia, o Raku pode ser ótimo para lhe ajudar. Ele é semelhante ao modo como o Savasana é usado no final do Yoga para ajudar a absorver todos os benefícios desta prática. Ele simboliza o fim de em processo ou o alcance do Nirvana.

    Conclusão

    Os símbolos do Reiki são poderosos instrumentos para obtermos ajuda, proteção e vitalidade através do fluxo da energia vital do Universo. Acredita se que foram criados por Mestres da Luz extremamente evoluídos, com o intuito de ajudar na cura da humanidade e do planeta. Segundo a tradição, o uso dos símbolos feito de modo sério e com amor incondicional, provoca mudanças positivas no seu praticante, aumentando sua consciência e elevando muito a sua saúde física, mental, emocional e espiritual.

     

    Fonte: http://reikinivel4.blogspot.com
               https://www.cristaisaquarius.com.br
               http://www.wemystic.com.br

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco