ovinu topo12/01/2018 - Quanto impulso a reportagem do New York Times sobre os OVNIs terá para levá-la para dentro de 2018 depende em grande parte do próprio The New York Times. A cobertura constante de acompanhamento da sua notícia de 16/12/17 sobre o programa Pentagono de US $ 22 milhões para a Identificação de Ameaças Aeroespaciais Avançadas (sigla AATI em inglês) nos lembra do que já sabemos, que nada coloca a mídia corporativa para se movimentar melhor do que a Gray Lady (esse tipo de coisas). O tráfego do leitores foi enorme, as expectativas são altas e, como os críticos apontam, o Times tem uma tonelada de pontas soltas para abordar. Incentivos em grande quantidade. Mas até que ponto dessas águas inexploradas desta espécie de jornalismo os gerentes estão dispostos a nadar?

    cartabraz1Ao final do Fórum de Brasília, foi redigida a "Carta de Brasília", um documento onde os ufólogos dão como certa a existência de discos voadores, sua origem extraterrestre, bem como sua atividade no planeta Terra desde os primórdios da humanidade. Nesta carta, os participantes do fórum afirmam ter conhecimento dos programas secretos do governo brasileiro de pesquisa de Objetos Voadores Não Identificados e solicitam a abertura ao público dos arquivos oficiais brasileiros sobre o tema.

    alipaz109/10/2018 - O artigo abaixo foi escrito por S.C. Stuart, para a revista PC Magazine, onde ele entrevistou Bill Diamon, Presidente e CEO do Instituto SETI, que procura por sinais de vida inteligente vindos de fora do nosso planeta (se você não tiver tempo para ler a entrevista toda, pule para os últimos parágrafos para saber porque os alienígenas virão em paz). Os humanos têm olhado para as estrelas por milênios, imaginando se somos os únicos seres inteligentes no universo. Estatisticamente, é altamente ilógico (como Spock diria) estarmos sozinhos. Além deste planeta de 7 bilhões de pessoas, há 46 bilhões de anos-luz entre nós e a borda do universo conhecido. Deve haver alguém ou alguma coisa lá fora.

    ovniscom1O indiano Sabir Hussain, diretor da Sociedade Indiana para Estudos Extraterrestres, sigla INSETS, preocupado com a dependência energética da Índia, escreveu o artigo: Muitos perguntam como o desacobertamento dos OVNIs estaria conectado à independência energética da Índia(e de todo mundo, é claro). Para saber a resposta, vamos primeiro analisar os OVNIs – eles geralmente tem o formato redondo, com um fundo achatado e um domo no topo, não possuem asas, nem caudas ou motores externos visíveis, mas muitas vezes há um brilho ao seu redor. Eles podem pairar no ar silenciosamente, manobrar vagarosamente por sobre uma área, algumas vezes à baixa altitude, e repentinamente partirem à uma velocidade extraordinária, sem deixarem nenhum sinal para trás. Eles também fazer curvas em 90 graus. Como é possível para os OVNIs exibirem este tipo de padrão de voo?

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco