O Arquivo
logo

Faça uma doação

Todo o conteúdo disponibilizado no site é gratuito e você pode utilizá-lo livremente. Nossa única fonte de renda provém dos anúncios, o que não é suficiente para cobrir as despesas com a hospedagem. Qualquer ajuda para manter o nosso site no ar é bem vinda. Caso deseje contribuir com qualquer valor, basta clicar na imagem abaixo.





viva_negra_1A viúva-negra (Latrodectus mactans) é uma espécie de aranha da família teridiidea, de gênero cosmopolita, distribuída por toda a América. A fêmea possui coloração negra brilhante, com larga mancha vermelha em forma de ampulheta na superfície ventral do abdômen, e cerca de 1 cm de comprimento. O nome provém do fato de a fêmea geralmente se alimentar do macho após a cópula. Sua picada é muitas vezes fatal. No Brasil, é encontrada atualmente próxima ao mar, sobretudo em praias pouco frequentadas. É amplamente encontrada em torno da Baía da Guanabara. 

Por ser uma aranha muito conhecida no Brasil e por saber-se que sua peçonha é muito forte, há a alusão de que esta é a aranha mais venenosa que existe. Porém, mesmo no Brasil, existem dois gêneros considerados de maior perigo: a aranha-marrom (Loxosceles sp.), e a armadeira (Phoneutria sp.), sendo esta última considerada por muitos a aranha mais peçonhenta do mundo, ambas encontradas em praticamente todo o país.

Durante a cópula (ato sexual), o macho introduz sua genitália (palpos modificados em bulbo espermático) conhecida como êmbolo na vagina da fêmea. Logo após a introdução dos espermatozoides, com um movimento brusco o macho quebra sua genitália dentro da espermateca para garantir sua perpetuação, impedindo que outro macho copule novamente com a mesma fêmea. E como os aracnídeos são providos de sistema circulatório aberto, o macho após a cópula morre por hemorragia perdendo seu fluxo sanguíneo.

A viúva-negra também é conhecida pelo nome de aranha-do-linho. Os sintomas da picada costumam aparecer entre 40 e 60 minutos após o ataque e se caracterizam por sudorese (eliminação excessiva de suor nas glândulas e perda de calor), dor local intensa, dor no abdômen e em casos graves, choques. As viúvas-negras podem tecer teias. Costumam a ficar em ambientes escuros e frescos.

 

 

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA:

Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Arachnida
Ordem: Araneida
Família: Theridiidae
Género: Latrodectus
Espécie: Latrodectus mactans

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

A aranha viúva negra possui um veneno que ao picar uma pessoa ou outro animal pode ser fatal. A vitima da picada pode sentir dores musculares, cãimbras e disturbios nervosos.

O nome "viúva negra" é um apelido dado a este aracnídeo, pois a fêmea costuma matar e comer o macho após a cópula

Este aracnídeo não possuem um comportamento agressivo, mas podem picar quando são atacadas ou ameaçadas

No Brasil, podemos encontrar esta espécie, principalmente, nas regiões quentes, próximas ao mar

Procuram tecer suas teias em ambientes escuros e frescos

Alimentam-se principalmente de insetos que ficam presos em suas teias

A fêmea fabrica um casulo, maior do que seu corpo, onde deposita os ovos. De cada ovo nascem dezenas de aranhas


CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:

Comprimento: fêmea (1,2 cm)
Envergadura: 5 cm (fêmea) aproximadamente. O macho é um pouco menor
Cor: preta com mancha vermelha no abdome
Região onde se encontra: em quase todos os países da América, inclusive Brasil.


A Picada da viuva negra e o tratamento

A picada da viuva negra, geralmente causa uma dor intensa (semelhante a uma picada de alfinete), que é seguida por uma dor surda que, algumas vezes, produz adormecimento da área em torno da picada. A pessoa também  apresenta caimbras e rigidez muscular abdominal ou dos ombros, costas e torax. Outros sintomas incluem a agitação, ansiedade, sudorese, cefaléia, tontura, ptose e edema palpebral, erupção cutanea e prurido, problemas respiratórios graves, nausea, vomito, aumento da produção de saliva e fraqueza. A pele da picada pode tornar-se quente.

A única medida de primeiros socorros eficaz para uma picada de viuva negra é coloca um cubo de gelo sobre a picada para reduzir a dor. Os menores de 16 anos e os maiores de 60 ou as pessoas que tenham pressão alta ou qualquer afecção cardíaca, costumam ser hospitalizadas para serem tratadas.

Nos casoa de envenenamento grave é administrado um antídoto para neutralizar os efeitos da toxina. É possivel que sejam necessárias outras medidas para tratar as dificuldades respiratórias e a pressao arterial extremamente alta. As dores e espasmos musculares podem ser aliviados com relaxantes musculares. Nos casos menos graves, é possivel acalmar a dor com banhos quentes e, nos casos graves , mediante analgésicos opiáceos.

 

As perigosas viuvas negras


viuva_macho_femeaAs viúvas-negras são aranhas perigosas e temidas desde a Antigüidade. Elas vivem em muitas regiões da Terra e calcula-se que picam cerca de 10 mil pessoas por ano, causando muitas mortes. No entanto, ser picado por uma viúva-negra dos Estados Unidos, da África, da Austrália ou do Brasil não é a mesma coisa, pois as condições climáticas, a alimentação e a quantidade de veneno injetado são diferentes. A viúva-negra dos Estados Unidos é mortal, enquanto a do Brasil tem menor quantidade de veneno. Além disso, o efeito do veneno também depende da idade da pessoa, pois uma criança tem reações diferentes daquelas de um adulto. A viúva-negra é uma aranha pequena, mal chegando a um centímetro de comprimento. A maioria é negra, com manchas vermelhas no ventre, que formam uma figura que lembra uma ampulheta. Seu tamanho reduzido e suas cores preta e vermelha tornam fácil sua identificação. Além disso, onde vive uma dessas aranhas vivem centenas, cada uma formando teias emaranhadas por entre os galhos de arbustos. No Brasil a viúva-negra ocorre de norte a sul e de leste a oeste. Uma determinada espécie é cinzenta, com manchas amarelas, e sua picada é inofensiva. A espécie de cor negra, com manchas vermelhas, é mais rara. No local da picada dessa aranha não se percebe nada, mas a dor é intensa, mais concentrada nas articulações e nos órgãos internos. A pessoa tem um pouco de febre e depois a temperatura do corpo vai baixando, aparecem calafrios, tremores, câimbras nas pernas, palpitações, suores.

A viúva-negra come filhotes de gafanhotos, grilos, baratas, saúvas, borboletas, besouros. As presas caem na teia e são imobilizadas por fios de teia. (Veja o artigo A teia de Aracne.) Eventualmente ela caça lagartixas e escorpiões. Cada aranha defende com valentia a sua teia. Nenhuma invade o terreno da outra. Qualquer violação de domicílio redunda numa luta de morte. Elas, de fato, são sensíveis ao veneno de suas irmãs e sucumbem. Apenas os indefesos machos podem subir pela teia da fêmea e alimentar-se das sobras de suas refeições. Após o acasalamento eles morrem, ficando seu cadáver suspenso na teia da fêmea. Esse fato, observado pelo povo, fez com que se concluísse que as fêmeas matam os machos após a cópula. Por isso, e por terem cor negra, elas ganharam o nome de viúva-negra.


Veneno de aranha viúva-negra tem Viagra e antibiótico

2005 - A aranha conhecida como viúva-negra ocupa, com razão, cadeira cativa nos pesadelos masculinos: afinal, nenhum macho se sente seguro perto de uma fêmea cuja principal característica é assassinar o parceiro depois do sexo. Mas, graças a pesquisadores brasileiros e chilenos, pode ser que o aracnídeo se transforme em sinônimo de prazer sexual.

A esperança vem de moléculas isoladas do veneno das viúvas-negras que vivem nos Andes por pesquisadores da Universidade de la Frontera, no Chile, e da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Uma das substâncias tem potencial para se tornar um novo Viagra, segundo a equipe. De quebra, outras substâncias do veneno poderiam virar anticoncepcionais, antibióticos e até anticáries.

O aracnídeo, conhecido cientificamente como Latrodectus mactans, chamou a atenção dos pesquisadores graças aos relatos das pessoas que têm a má sorte de ser picadas por ele. Se for do sexo masculino, além de suar em bicas e ter taquicardia, o sujeito sofre uma tremenda ereção involuntária (fenômeno conhecido como priapismo pelos médicos), que pode durar três dias. "O pênis fica rígido e escuro", conta o químico Antonio de Miranda, do Departamento de Biofísica da Unifesp.

O pesquisador conhecia o chileno Fernando Romero, coordenador dos estudos sobre o veneno da aranha, desde que ele havia feito seu doutorado em São Paulo, o que os estimulou a trabalhar juntos para entender os efeitos da substância. "Poderíamos criar uma espécie de Viagra", afirma Miranda. A equipe da universidade chilena já tinha estabelecido colônias da espécie no laboratório, o que facilitava esse objetivo.

"Hoje dispomos de tecnologias que nos permitem manejar o processo de reprodução sem mudar as condições ecológicas do animal", afirma Romero, que trabalha no projeto ao lado de Raúl Salvaticci. Na natureza, diz o pesquisador, as fêmeas do aracnídeo alimentam de três a quatro machos até a maturidade, quando então os utilizam para várias fertilizações e depois os matam.

O estudo cuidadoso das substâncias que compõem o veneno da viúva-negra conseguiu identificar diversas neurotoxinas (substâncias que agem sobre o sistema nervoso). Uma delas, um peptídeo (fragmento de proteína) parece ser o que causa a ereção em quem é picado. "Ele deve produzir um efeito vasodilatador muito forte nos corpos cavernosos [as estruturas "ocas"] do pênis", afirma o pesquisador chileno.

Espermatozóide lento

Outro peptídeo tem ação ainda mais curiosa: ele diminui a mobilidade dos espermatozóides, o que levou os pesquisadores a pensar nele como um possível anticoncepcional masculino. Miranda, da Unifesp, diz que ainda não se pode afirmar com certeza como a substância age, mas parece haver uma interferência sobre os canais de íons --uma espécie de jato molecular usada pelos espermatozóides para nadarem.

Finalmente, outra substância, da família química das poliaminas, mostrou ter boa ação antibiótica contra bactérias, em especial a Streptococcus mutans, causadora das cáries. No caso da atividade estimuladora do primeiro peptídeo, o trabalho já avançou consideravelmente, diz Miranda.

A aplicação do peptídeo isolado em ratos, camundongos e coelhos conseguiu o resultado que um humano que sofre de impotência esperaria: um efeito muito rápido, em doses relativamente pequenas e, aparentemente, sem as reações negativas causadas pelo veneno. Agora, além de avançar nos estudos in vitro e em animais, a equipe pretende melhorar as moléculas com as quais a evolução dotou a L. mactans, criando versões sintéticas delas. Só assim será possível patentear futuros medicamentos com base nas substâncias.

"Acho que a questão dos testes clínicos foge um pouco da nossa alçada", diz Miranda. Quando as substâncias estiverem prontas para os primeiros testes em humanos, a equipe deve passar a bola para a empresa farmacêutica chilena Silesia, que poderá transformar as moléculas em produtos. Se a idéia vingar, cada universidade receberá 40% do valor da patente, e os 20% restantes serão da Silesia.

O estudo recebe financiamento do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), do Ministério da Ciência e Tecnologia brasileiro, do órgão equivalente no Chile, o Fondef-Conicyt.

Aranha macho de viúva negra desenvolveu nova técnica para não ser devorado pela fêmea

viuva_negra2

19/08/2011 - Segundo cientistas da universidade de Nebraska, a aranha macho da viúva negra desenvolveu uma nova técnica para não ser devorado por sua companheira após o ato sexual.

Os machos têm procurado fêmeas que tenham se alimentado recentemente. As viúvas negras são bastante conhecidas pelo fato de que ao terminar a copula, ela devora o macho imediatamente, agora com esta pesquisa foi revelada uma reviravolta rara na luta pelo poder sexual, o macho da espécie tem o poder de escolher uma parceira.

Os cientistas viajaram até o Arizona para estudar o latrodectus Hesperus, a viúva negra americana, e o que foi constatado era o mecanismo desenvolvido pelos machos, eles detectavam um tipo de produto químico existente sobre a teia da fêmea e determinava se ela estava bem alimentada ou não, aumentando assim as chances de não ser devorado.

O Dr. Chad Johnson que liderou as pesquisas elaborou testes para analise comportamental das aranhas, nestes experimentos eram colocadas aranhas fêmeas em diversas teias, umas bem alimentadas e outras com fome.

Boa parte dos machos não chegou perto das teias das aranhas fêmeas famintas, o que fez com que os cientistas deduzissem que existe algum tipo de química liberado nas teias que faz com que o macho reconheça quem esta bem alimentada, e assim aumentar sua chance de sobrevivência.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Vi%C3%BAva-negra
       http://www.suapesquisa.com/mundoanimal/viuva_negra.htm
       http://www.editorasaraiva.com.br/eddid/Ciencias/biblioteca/artigos/viuva_negra.html
       Folha On-line

      http://www.jornalciencia.com

Comentários   

 
#21 Guest 01-08-2014 00:44
¡Saludos! Muy útil consejos dentro de esta mensaje !
Es que producen que harán los mayores . Muchas gracias por compartir!
 
 
#20 Guest 24-11-2013 22:52
mesquihna kkkkkkkkkkkkkkk kkkkkk
 
 
#19 Guest 24-11-2013 22:48
alem de ser venenosa ela é muito feia kkkk
 
 
#18 Guest 02-05-2013 00:18
eu pegeui uma aranha marom e nem tive medo
 
 
#17 Guest 22-04-2013 22:24
eu fui picado por uma dessass e estiou muito mau fooi hj pela manhã e estou sentido casanço dores e suor sobre as maos por favor me digue,m se é picda de ivuva negra
 
 
-3 #16 carai 03-09-2012 14:14
uma vez, fui cortar minha floresta, ai eu achei uma parecida, q mi piko vcs sabem ondi ai fui pru ospital, e fiquei de cama pur muito tempo.
 
 
-10 #15 laíse 10-07-2012 20:17
cuidado ela vai pegar vc.....
 
 
-9 #14 victor miguel 03-07-2012 15:01
safada , ela nao gosta de homem . ela é sapatao, lesbica
 
 
#13 Guest 29-04-2012 22:52
quero ter uma!!!!!!!!!!!!
 
 
-8 #12 Guest 29-04-2012 22:48
que massa
 

Adicionar comentário

ATENÇÃO:
- Não utilize os comentários para fazer perguntas ou enviar mensagens à administração do site;
- Não utilize palavrões;
- Não faça comentários ofensivos.

Código de segurança
Atualizar

GoogleNewsPurchase Priligy


Curta nossa página