O Arquivo
logo

Faça uma doação

Todo o conteúdo disponibilizado no site é gratuito e você pode utilizá-lo livremente. Nossa única fonte de renda provém dos anúncios, o que não é suficiente para cobrir as despesas com a hospedagem. Qualquer ajuda para manter o nosso site no ar é bem vinda. Caso deseje contribuir com qualquer valor, basta clicar na imagem abaixo.





transmutatopo4Energia Sexual Transmutada - As páginas da história estão repletas dos feitos de grandes líderes, cujas realizações podem ser diretamente relacionadas à influência de mulheres, que despertaram as faculdades mentais criadoras, pelo estímulo do desejo sexual. Napoleão Bonaparte foi um deles. Quando inspirado por Josefina, sua primeira  mulher, ele era irresistível e invencível. Quando o “bom senso” ou a faculdade de raciocínio o induziram a por Josefina de  lado, começou o declínio. A derrota e a ilha de Santa Helena não estavam muito distantes.

 

Se o permitisse o bom gosto, poderíamos mencionar facilmente dezenas de homens, conhecidos pelo povo americano, que alcançaram grandes alturas, em matéria de realizações, sob a influência estimulante das esposas, destruindo-se quando dinheiro e poder lhes subiam à cabeça e abandonavam a antiga esposa por uma nova. Napoleão não foi o único homem a descobrir que a influência sexual de fonte certa é mais poderosa que qualquer substituto de conveniência, que possa ser criado pela simples razão.


A mente humana responde ao estímulo


Entre os maiores, os mais poderosos estímulos, está o impulso sexual. Quando dominada e transmutada, essa força arrasadora é capaz de elevar os homens à esfera mais alta do pensamento, que lhes possibilita vencer as fontes de preocupações e aborrecimentos triviais, que lhes cobrem o caminho, no plano inferior.

Com o propósito de refrescar a memória, em relação aos fatos conhecidos através das biografias de certos homens, apresentamos aqui os nomes de homens de realizações notáveis, todos eles de natureza sexual desenvolvida. O gênio que possuíam, sem dúvida tinha origem na transmutação da energia sexual:

 

George Washington

Napoleão Bonaparte

William Shakespeare

Abraham Lincoln

Ralph Waldo Emerson

Robert Burns

Thomas Jefferson

Elbert Hubbard

Elbert H. Gary

Woodrow Wilson

John H. Patterson

Andrew Jackson

Enrico Caruso


Seu próprio conhecimento de biografias possibilitar-lhe-á acrescentar outros à lista. Encontre, se for capaz, um único homem em toda a história da civilização, que alcançou sucesso notável, em qualquer profissão, e que não tenha sido impulsionado por uma natureza sexual bem desenvolvida.

Se não quiser depender de biografias de homens não mais vivos, faça um inventário dos que você sabe serem de grandes realizações, procurando achar um entre eles que não seja sexualmente bem dotado.

Energia sexual é a energia criadora de todos os gênios. Nunca houve, nem haverá jamais, grande líder, construtor ou artista, a quem falte a força propulsora do sexo.

Certamente ninguém interpretará errado essas afirmações, entendendo que todos os sexualmente fortes sejam gênios. O homem só atinge o status de gênio quando e se estimular a mente de modo a reunir as forças a seu dispor, pela faculdade criadora da imaginação. O principal entre os estímulos capazes de produzir esse “avanço” é a energia sexual. A simples posse da energia não é suficiente para produzir o gênio. A energia deve ser transmutada de desejo de contato físico em outra forma de desejo e ação, antes de elevar alguém à capacidade de gênio.

Longe de se tornarem gênios pelo grande desejo sexual, a maioria dos homens se degrada, por incompreensão e uso errado dessa grande força, ao status dos animais inferiores.


Perde-se Muita Energia Sexual


Descobri, pela análise de mais de vinte e cinco mil pessoas, que os homens que alcançam sucesso de maneira notável, raramente o conseguem antes dos quarenta anos e, com mais freqüência, só acertam o passo verdadeiramente, depois de passarem dos cinqüenta. Esse fato causou tanto assombro, que me induziu ao seu estudo, com o maior cuidado.

O estudo revelou o fato de que a razão principal do sucesso dos homens não começar antes dos quarenta a cinqüenta anos, é a tendência que manifestam em dissipar as energias, por excessos na expressão física da emoção sexual. A maioria dos homens nunca aprende que o impulso sexual tem outras possibilidades, que transcendem muito, em importância, o da simples expressão física. A maioria dos que fazem tal descoberta, fazem-no depois de ter perdido muitos anos, num período em que a energia sexual está no auge, antes da idade de quarenta e cinco a cinqüenta. A isso se seguem, geralmente, realizações dignas de nota.

As vidas de homens até os quarenta anos, e, às vezes, bem além disso, refletem a continua dissipação de energias, que poderiam ter sido canalizadas, com muito maior proveito, em outros setores. As emoções melhores e mais poderosas são, impensadamente, dissipadas aos quatro ventos. Desse hábito masculino nasceu a expressão: “Dissipar-se numa vida de desatinos”.

O desejo de expressão sexual é, sem dúvida, a mais forte e mais compulsória das emoções humanas. Por essa mesma razão, o desejo, quando controlado e transmutado em ação, que não seja a da expressão física, pode elevar até grandes realizações.


A Natureza Fornece Grandes Estimulantes


Não faltam à História, exemplos de homens que atingiram o status de gênios, como resultado dos usos de estimulantes artificiais da mente, em forma de álcool e narcóticos. Edgar Allan Poe escreveu “O Corvo”, sob a influência do álcool, “sonhando sonhos que nenhum mortal ousou sonhar antes”. James Whitcomb Riley também escreveu suas melhores obras, enquanto sob a influência do álcool. Talvez foi assim que ele viu “O entremear ordenado do real e do sonho, o moinho sobre o rio e a névoa sobre a correnteza.” Robert Burns escrevia melhor quando intoxicado. “Pelos velhos tempos, minha querida, tomaremos ainda um gole de bondade, pelos velhos tempos”.

Que seja lembrado, porém, quantos desses homens acabaram se destruindo, no fim. A natureza preparou suas próprias poções, com as quais os homens podem, com segurança, estimular a mente, de modo a captar belos e raros pensamentos, vindos de ninguém sabe donde! Não se encontrou, jamais, substituto, para os estimulantes naturais.

É fato conhecido dos psicólogos, que existe uma intima relação entre o desejo sexual e o impulso espiritual – fato que explica o comportamento peculiar de pessoas que participam de orgias, conhecidas como “despertar” religioso, comum entre tipos primitivos.

As emoções humanas governam o mundo e estabelecem o destino da civilização. As pessoas sofrem influências em suas ações, não da razão, mas dos “sentimentos”. A faculdade criadora da mente se põe em ação puramente por meio de emoções e não pela razão fria. A mais poderosa de todas as emoções humanas é a do sexo. Há outros estímulos mentais, alguns já enumerados, mas nenhum deles, ou todos juntos, podem igualar o poder impulsionador do sexo.

Estímulo mental é toda a influência que, temporária ou permanentemente, aumenta a intensidade do pensamento. Os dez estímulos principais aqui descritos são aqueles a que mais comumente se recorre. Através dessas fontes pode-se comungar com a Inteligência Infinita ou entrar, à vontade, no depósito do subconsciente, tanto no próprio, como no de outra pessoa, o que é o processo que constitui o gênio.


Sexo e Habilidade de Vendas


Um professor, que treinou e dirigiu os esforços de mais de trinta mil vendedores, fez a assombrosa descoberta de que homens de grande poder sexual são os vendedores mais eficientes. A explicação é que o fator de personalidade conhecido como “magnetismo pessoal” é nada mais, nada menos, que energia sexual. Pessoas de grande poder sexual sempre têm grande estoque de magnetismo. Cultivada e compreendida, essa força vital pode ser aproveitada e empregada com grandes vantagens, nas relações entre as pessoas. Essa energia pode ser comunicada a outros, pelos seguintes meios:


1. Aperto de mãos: o toque da mão indica, instantaneamente, a presença ou a falta de magnetismo.


2. Tom de voz: Magnetismo ou energia sexual é o fator que da cor à voz ou torna-a musical e encantadora.


3. Postura e porte do corpo:·Pessoas sexualmente fortes movem-se vivamente, com graça e desembaraço.


4. Vibrações do pensamento: Pessoas sexualmente fortes misturam emoção sexual aos pensamentos, ou podem fazê-lo se o quiserem, influenciando, com isso, quem as cerca.


5. Adornos do corpo: Pessoas sexualmente fortes são, geralmente, ciosas de sua aparência pessoal. Costumam escolher as roupas no estilo que combina com sua personalidade, físico, pele etc.


Ao empregar vendedores, o gerente de vendas capaz procura a qualidade de magnetismo pessoal como primeira exigência num vendedor. Os que não têm energia sexual nunca se entusiasmarão nem inspirarão entusiasmo aos outros e o entusiasmo é um dos requisitos mais importantes em matéria de vendas, seja qual for o produto a ser vendido.

Quem fala em público, o orador, pregador, advogado ou vendedor, não possuindo energia sexual é um fracasso, no que se refere a ter influência sobre os outros. Acrescente a isso o fato de que a maioria das pessoas só pode ser influenciada apelando-se para as emoções, e você compreenderá a importância da energia sexual, como parte da capacidade natural do vendedor. Vendedores-chefes chegam à chefia em vendas, porque, consciente ou inconscientemente transmutam energia sexual em entusiasmo de vender! Nessa afirmação se pode encontrar uma sugestão bem prática quanto ao verdadeiro significado da transmutação sexual.

O vendedor que sabe como desviar a mente do assunto sexo, dirigindo-a ao esforço de vender, com o mesmo entusiasmo e determinação que aplicaria ao propósito original, adquiriu a arte da transmutação sexual, saiba-o ou não. A maioria dos vendedores que transmutam a energia sexual o fazem sem perceber absolutamente o que estão fazendo, ou como o fazem.

A transmutação de energia sexual exige mais força de vontade do que a pessoa média quer usar para esse fim. Os que acharem difícil reunir força de vontade suficiente para a transmutação, podem, gradualmente, adquirir essa capacidade. Embora isso exija força de vontade, a compensação para quem o fizer será mais do que merecedora do esforço.

 

Demasiadas Crenças Falsas Sobre Sexo


A grande maioria das pessoas parece ser imperdoavelmente ignorante acerca do que se refere ao assunto do sexo. O impulso sexual foi grosseiramente incompreendido, difamado e ridicularizado por ignorantes e perversos.

Homens e mulheres abençoados – sim, abençoados – com forte índole sexual, são geralmente encarados como gente que merece ser observada. Em vez de serem abençoados, geralmente são chamados de amaldiçoados.

Milhões de pessoas, mesmo nessa época de esclarecimento, sofrem de complexos de inferioridade, desenvolvidos por causa da falsa crença de que uma natureza sexualmente forte representa maldição. As afirmações sobre a virtude da energia sexual não devem ser encaradas como justificação para os libertinos. A emoção sexual só é virtude quando usada com inteligência e discernimento. Pode ser mal empregada, e o é, freqüentemente, a ponto de aviltar, em vez de enriquecer, tanto o corpo como o espírito.

Pareceu significativa para o autor, a descoberta de que praticamente todo líder a quem teve o privilégio de analisar, fosse homem cujas realizações eram grandemente inspiradas por uma mulher. Em muitos casos, a “mulher em questão” era uma esposa modesta, que não aparecia, e da qual o público pouco ou nada ouvira falar. Em alguns casos, a fonte de inspiração foi localizada como sendo a “outra mulher”.

Toda pessoa inteligente sabe que estímulos em excesso, por bebidas alcoólicas e narcóticos, são formas destrutivas de intemperança. Nem todos sabem, contudo, que excessos na expressão sexual possam tornar-se hábito tão destrutivo e prejudicial ao esforço criador, quanto narcóticos e bebidas.

A loucura sexual não é essencialmente diferente da loucura por tóxicos. Ambas fazem perder o controle das faculdades de raciocínio e da força de vontade. Muitos casos de hipocondria (doença imaginária) surgem de hábitos desenvolvidos por ignorância da verdadeira função do sexo.

É fácil de ver que a ignorância em matéria de transmutação de sexo impõe enormes penalidades ao ignorante, por um lado, enquanto o priva de benefícios igualmente enormes, por outro.

Ignorância difundida em matéria de sexo deve-se ao fato de que o assunto foi cercado de mistério e negro silêncio. A conspiração do mistério e do silêncio tem tido o mesmo efeito sobre as mentes jovens, que a psicologia da proibição. O resultado é a curiosidade crescente e desejo de adquirir conhecimentos nesse assunto verboten (proibido); e, para vergonha de legisladores e da maioria dos médicos – que pela instrução são os mais aptos a educar a juventude no assunto – não tem sido fácil encontrar os dados.


A Lição dos Anos Férteis


Raramente começa o indivíduo esforço altamente criador, em qualquer campo de atividades, antes dos quarenta anos. O homem médio alcança o período de maior capacidade de criação, entre quarenta e sessenta anos. Essas afirmações se baseiam na análise de milhares de homens e mulheres, submetidos a cuidadosa observação. Elas devem servir de estímulo aos que não conseguem nada antes dos quarenta e aos que se amedrontam com a aproximação da “velhice”, por volta do marco dos quarenta anos. Entre os quarenta e cinqüenta é que se situam, via de regra, os anos mais férteis. O homem deve aproximar-se dessa idade, não com medo e tremendo, mas com esperança e ansiosa antecipação.

Se você quiser provas de que a maioria dos homens não começa a melhor obra antes dos quarenta, estude as realizações dos homens mais bem sucedidos nos Estados Unidos e as encontrará.

Henry Ford só chegou à realização depois dos quarenta. Andrew Carnegie passava bem dos quarenta quando começou a colher os frutos de seus esforços. James Hill, aos quarenta, ainda operava o telégrafo. Suas estupendas realizações só tiveram lugar depois dessa idade. Biografias de industriais e financistas americanos estão cheias de provas de que o período dos quarenta aos sessenta é a idade mais produtiva do homem.

Entre os trinta e os quarenta, o homem começa a aprender (se é que chega a aprender) a arte da transmutação sexual. Essa descoberta é, geralmente, casual, e com freqüência, quem a faz está totalmente inconsciente da descoberta. Você pode observar que seus poderes de realização aumentaram por volta dos trinta e cinco aos quarenta anos, mas na maioria dos casos, não conhece a causa dessa transformação. Não sabe que a natureza começa a harmonizar as emoções do amor e do sexo no indivíduo, entre as idades de trinta e quarenta anos, de modo que ele possa aproveitar essas grandes forças, aplicando-as conjuntamente, como estímulos à ação.


Somente Você Pode Conduzir-se ao Gênio


O sexo, em si, já é um grande impulso à ação, mas suas forças são como o ciclone – muitas vezes, incontroláveis. Quando a emoção do amor começa a se misturar à emoção sexual, o resultado é serenidade de propósitos, compostura, exatidão de julgamento e equilíbrio. Qual a pessoa que, tendo atingido os quarenta anos, tem a infelicidade de ser incapaz de analisar essas afirmações e corroborá-las pela experiência?

Levado pelo desejo de agradar a mulher, baseado apenas na emoção sexual, o homem pode ser e o é, geralmente, capaz de grandes realizações, mas suas ações podem ser desorganizadas, destorcidas e totalmente destrutivas. Levado pelo desejo de agradar a mulher, baseado apenas no sexo, o homem pode furtar, enganar e até cometer homicídio. Mas se a emoção do amor se misturar a emoção sexual, o mesmo homem guiará as ações com mais sanidade, equilíbrio, compostura e esforço construtivo. Essas três emoções, combinadas, podem erguê-lo a altitude do gênio.

Emoções são estados de espírito. A natureza forneceu ao homem verdadeira “química da mente”, que opera de maneira semelhante aos princípios da química. Sabe-se que o químico pode criar um veneno letal, misturando certos elementos, nenhum dos quais – de per si – é prejudicial, em proporções certas. As emoções podem, do mesmo modo, ser combinadas de maneira a criar um veneno letal. As emoções do sexo e do ciúme, quando misturadas, podem tornar a pessoa numa fera insana.

A presença de uma ou mais emoções destrutivas na mente humana, pode desencadear, pela química da mente, um veneno capaz de destruir o senso de justiça e eqüidade.

O caminho para o gênio consiste no desenvolvimento, controle e uso do sexo, amor e romance. Em resumo, o processo pode ser o seguinte:

Encoraje a presença dessas emoções, como pensamentos dominantes em seu cérebro e desanime a presença das emoções destruidoras. A mente é criatura do hábito. Vive dos pensamentos dominantes que lhe fornecem. Pela força de vontade pode-se desanimar a presença de uma emoção e encorajar a presença de outra. O controle da mente pelo poder da vontade não é difícil. O controle vem da persistência e do hábito. O segredo do controle está em compreender o processo da transmutação. Quando uma emoção negativa se apresenta na mente, pode ser transmutada numa emoção positiva ou construtiva, pelo simples processo de mudar os pensamentos.

Não há outro caminho para o gênio, senão o auto-esforço voluntário! Pode-se alcançar os píncaros da realização financeira ou comercial, pela simples força propulsora da energia sexual. A história, porém, está repleta com as provas de que o homem pode e, geralmente o faz, trazer consigo certos traços de caráter, que lhe roubam a capacidade de manter ou de apreciar sua fortuna. Isso merece ser analisado, pensado e meditado, pois expõe uma verdade, cujo conhecimento pode auxiliar tanto mulheres como homens. Ignorá-lo, custou a milhares de pessoas o privilégio da felicidade, embora possuíssem riquezas.


A Poderosa Experiência do Amor


Recordações de amor não passam jamais. Perduram, orientam e influenciam muito tempo depois que a fonte do estímulo desapareceu. Nada há de novo nisso. Todos os que se sentiram tomados de amor verdadeiro, sabem que deixam traços permanentes no coração humano. O efeito do amor perdura, porque o amor é espiritual por natureza. O homem que não pode ser levado a grandes alturas de realizações pelo amor está perdido – está morto, embora possa parecer vivo.

Volte a seus anos passados, às vezes, e banhe a mente nas maravilhosas recordações do amor passado. Suavizará a influência de preocupações e aborrecimentos presentes. Isso lhe dará uma fonte de fuga das desagradáveis realidades da vida e, talvez – quem sabe? – sua mente lhe trará, nesse refúgio temporário no mundo da fantasia, idéias ou planos que podem mudar inteiramente o status financeiro ou espiritual de sua vida.

Se você acha que é infeliz por ter amado e perdido o amor, ponha de lado tal pensamento. Quem amou verdadeiramente nunca perde por completo. O amor é caprichoso e temperamental. Vem quando quer e vai sem avisar. Aceite-o e goze-o enquanto dura, mas não perca tempo em se preocupar com sua partida. A preocupação não o trará de volta.

Despache também o pensamento de que o amor só vem uma vez. O amor pode ir e vir inúmeras vezes, mas não há duas experiências amorosas que nos afetem de maneira igual. Pode haver e, geralmente há, uma experiência amorosa que deixa marcas mais profundas no coração que as outras, mas todas as experiências são benéficas, exceto para quem se torna ressentido e cínico quando o amor parte.

Não deve haver desapontamento em matéria de amor e nem haveria se as pessoas entendessem a diferença entre as emoções do amor e do sexo. A diferença principal é que o amor é espiritual, enquanto o sexo é biológico. Nenhuma experiência que afete o coração humano com força espiritual pode ser prejudicial, exceto por ignorância ou ciúme.

O amor é, inquestionavelmente, a maior experiência da vida. Permite a comunhão com a Inteligência Infinita. Quando misturado às emoções do romance e do sexo, pode levar bem alto na escada do esforço criador. As emoções do amor, sexo e romance são facetas do eterno triângulo do gênio realizador.

O amor é uma emoção de muitas faces, matizes e cores. O tipo de amor mais intenso e ardente é o que se experimenta quando se reúnem as emoções de amor e sexo.

Os casamentos que não são abençoados com a eterna afinidade do amor, bem equilibrado e proporcionado com o sexo, não podem ser felizes – e raramente perduram. Amor apenas não trará felicidade no casamento, nem só o sexo. Quando essas duas maravilhosas emoções se conjugam, o matrimônio trará um estado de espírito, que é o mais espiritual a que se pode chegar neste mundo.

Quando a emoção do romance se acrescenta às do amor e do sexo, removem-se os obstáculos entre a mente finita do homem e a Inteligência Infinita. Nasce então o gênio!


Trivialidades Podem Arruinar o Casamento


Eis uma interpretação que pode, se devidamente compreendida, trazer harmonia ao caos que existe em muitos casamentos. As desarmonias, freqüentemente expressas em queixumes, podem ser, em geral, atribuídas à falta de conhecimentos sobre o assunto sexo. Onde predominam o amor, romance e compreensão perfeita da emoção e função do sexo, não existe desarmonia entre os casais.

Feliz o marido cuja mulher entende a verdadeira relação entre as emoções do amor, sexo e romance. Para o homem motivado por esse triunvirato sagrado, nenhuma tarefa é pesada, porque até os mínimos esforços se transformam em tarefa de amor.

Há um velho ditado que diz que “a mulher pode fazer ou desfazer o marido”, mas nem sempre a razão é clara. “Fazer” e “desfazer” são resultados da compreensão ou falta de compreensão, por parte da mulher, das emoções do amor, sexo e romance.

Se a mulher permite que o marido perca o interesse nela e se interesse por outras mulheres, é geralmente pela ignorância ou indiferença dela, em relação a sexo, amor e romance. Essa afirmação pressupõe, é claro, que outrora existiu amor verdadeiro entre marido e mulher. Os fatos também se aplicam ao homem que permite que desapareça o interesse da mulher nele.


Casais, muitas vezes, brigam por múltiplas trivialidades.


Se as analisarmos com precisão, a causa real dos aborrecimentos pode, com freqüência, ser encontrada na indiferença ou ignorância nesses assuntos.


Como as Mulheres Conseguem Poder


A maior força motivadora do homem é o desejo de agradar à mulher! O caçador que brilhava nos tempos pré-históricos, antes da aurora da civilização, fazia-o pelo desejo de parecer grande aos olhos da mulher. A natureza do homem não mudou, nesse aspecto. O “caçador” de hoje não traz para casa as peles de animais selvagens, mas demonstra o desejo de agradá-la fornecendo-lhe belas roupas, automóveis e riqueza. O homem conserva o mesmo desejo de agradar à mulher, que o caracterizava na aurora da civilização. A única coisa que mudou foi o método de agradar. Homens que acumulam grandes fortunas e atingem altos píncaros de poder e fama, fazem-no, principalmente, para satisfazer o desejo·de agradar à mulher. Tirem-lhes as mulheres da vida e grandes fortunas seriam inúteis à maioria deles. É esse desejo inerente de agradar à mulher que dá a ela a poder de fazer ou desfazer o homem.

A mulher que compreende a natureza do homem e, com tato, a cultiva, não deve temer competição de outras mulheres. Homens que são “gigantes”, de indômita força de vontade, ao lidar com outros homens, são facilmente manejados pela mulher eleita.

A maioria dos homens não admite ser facilmente influenciável pela mulher que prefere, porque é da natureza do homem querer ser reconhecido como a mais forte da espécie. Além disso, a mulher inteligente reconhece esse aspecto importante e, muito sabiamente, não cria caso.

Há homens que sabem estar sendo influenciados pela mulher que escolheram – esposa, namorada, mãe ou irmã – mas, com muito tato, se refreiam em rebelar-se contra a influência, porque são suficientemente inteligentes para saber que nenhum homem é feliz ou completo, sem a influência modificadora da mulher certa. O homem que não reconhece essa verdade importante priva-se do poder que já fez mais para ajudar os homens a alcançar sucesso, que todas as outras forças combinadas.


PONTOS A FIXAR:


Dois fatos surpreendentes sobre a energia sexual fornecem-lhe nova visão dessa vasta fonte de poder pessoal:

– A energia sexual pode ser fonte de gênios, tão potentes como Thomas Edison ou Andrew Jackson.

– A energia sexual está nos bastidores do entusiasmo, da imaginação criadora, do desejo intenso, da persistência e de todas as qualidades que podem fazê-lo rico e feliz.

Ajude-se a encontrar o elevado plano de pensamento que lhe fornecerá “palpites” inestimáveis.

Você poderá sintonizar o depósito subconsciente de idéias de outras pessoas.

O grande segredo de todo inventor de talento está agora em suas mãos, em duas fases simples, mas espantosas. Você poderá ver que nem mesmo a “razão” poderá ajudá-lo tanto quanto o ajuda e orienta a energia sexual – não se lhe negando a expressão natural – usada de maneira que muitos homens só descobrem tarde demais.

Nas origens de todo poder vital jazem as origens de infindável riqueza.

 

Transmutando a Energia Sexual

 

transmuta2


Você por algum razão bizarra que ser visto como se fosse um extra-terrestre? Por algum motivo estranho você quer causar constrangimento sem ofender ou revelar qualquer tipo de verdade de ordem pessoal? Você teria algum interesse, sem contar nenhuma piada suja e sendo um sujeito de ilibada reputação no campo dos relacionamentos amorosos, em ser visto como uma aberração sexual? Se a resposta para essas perguntas for NÃO, então nunca fale para seus amigos e conhecidos sobre transmutação da energia sexual.

Você deseja ficar sozinho e encerrar uma conversa?


Você deseja afastar-se por um bom tempo de seus amigos e das baladas?


Você quer ser visto como um cara diferente, irreverente e até mesmo mesmo excêntrico?


Se a resposta para todas essas perguntas for SIM, então fale para eles sobre transmutação da energia sexual. Se pelo menos 99% dos olhares não traduzirem uma expressão de: - Mas que porra é esta?!? Então prometo que não falo mais no assunto daqui por diante, mesmo que a transmutação da energia sexual seja o uso mais inteligente da força criadora que há em nós, em nosso corpo. Certo?

Mas que porra é esta?!?

Desculpem o linguajar chulo, mas se fosse usar uma linguagem mais formal, algo assim hermética-cabalística-gnóstica-thelêmica vocês iriam de novo perguntar:

- Mas que porra é esta?!?

E talvez ainda desse no saco... Desculpem, desculpem agora não só pelo popular mas também pela dupla mensagem. E um dos pontos principais aqui é justo a linguagem.

Reparem no termo: Porra! Não, não é o capitão Nascimento. Calma, não quis ofender ninguém, cuidado com essa testosterona aí... Consultemos o pai dos burros:


n substantivo feminino
1 Diacronismo: antigo.
clava com ponta redonda e reforço de ferro
2 pedaço de pau; porrete, cacete
3 Uso: tabuísmo.
o pênis
4 Uso: tabuísmo.
m.q. esperma
5 Uso: informal.
algo muito ruim; porcaria, merda
Ex.: vou jogar fora esta p. deste telefone celular
n interjeição
6 expressão de surpresa, espanto
Ex.: p.! que carrão você comprou!
7 expressa uma reação de dor ou aborrecimento
Ex.: p.! quem deixou essa pedra no caminho?


prov. de porro, vegetal de talo largo e um bulbo num dos extremos, sugerindo a comparação com um bastão de cabo grosso; Corominas comenta que um lat. *porrèa, de caráter adj., '(maça) semelhante a um porro (alho)', der. do lat. pòrrum ou porrus,i 'porro (alho)' poderia explicar o voc. port.; ver porr-


A palavra "porra" é rica na sua polissemia. Porra é uma palavra porreta e do alho mesmo.


O que nos interessa é o quarto significado.


4 Uso: tabuísmo.
m.q. esperma


Mas que porra é esta de tabuísmo???

Fala o Houaiss: palavra, locução ou acepção tabus, consideradas chulas, grosseiras ou ofensivas demais na maioria dos contextos [São os chamados palavrões e afins, e referem-se ger. ao metabolismo (cagar, mijar, merda), aos órgãos e funções sexuais (caralho, pica, boceta 'vulva', colhão, cona, foder, pívia, crica, pachoucho etc.), incluem ainda disfemismos pesados como puta, veado, cabrão, paneleiro, expressões tabuizadas (puta que pariu) etc.]

Assim esperma e porra são sinônimos, só que porra é um tabuísmo de esperma.

Então falar: "mas que porra é esta?!?" é como "mas que esperma é este?!?". Convenhamos que a segunda frase perde todo o seu impacto.

Assim transmutação da energia sexual é a ciência e a arte da transformação de nosso esperma, ou ainda, a ciência e a arte da transformação da porra, mas cá entre nós, a segunda definição não cai nada bem.

Já pararam para pensar que em uma única ejaculação um homem saudável expressa a potência para repovoar o Brasil inteiro? Sim, como diz a velha música:

200 milhões em ação, pra frente Brasil, salve a seleção! De repente é aquela corrente pra frente,...

É quase como dizer que em uma única ejaculação, redunde ela num rebento ou não, você está cometendo um genocídio. Não, não se sinta culpado. Apenas reflita na potência vital que você carrega entre as pernas e no fato de toda essa potência ter sido simplesmente vulgarizada através da linguagem, da pseudo religião e da falsa moral.

Fica a pergunta:

Por que razão ocorre uma espécie de vulgarização de algo que é simplesmente a nossa origem, a fonte formadora de nosso corpo, a fonte de nossa masculinidade e capacidade de criar vidas?

Transmutar é mudar uma coisa em outra, no caso, a transmutação da energia sexual é transformar o esperma em um substância diferente, mais sutil, mais forte e mais potente, conferindo ao homem que realiza essa transmutação mais energia, mais longevidade e potência, mais saúde e mais controle sobre si mesmo e seus processos vitais.

A Transmutação pode ter a mesma finalidade da Vasectomia: o controle da natalidade, ou melhor dizendo, o controle da fecundidade, com uma vantagem adicional, ela não requer nenhuma intervenção cirúrgica no corpo do homem. Ela, a transmutação sexual, é um processo natural. Natural no sentido de não agredir o corpo, mas que precisa ser aprendido e apreendido, porque fomos levados a acreditar que a energia sexual tem como única finalidade a reprodução e aqueles breves e intensos segundos de prazer que se seguem à ejaculação. Atenção que aqui estou escrevendo mais para os meninos, ok?

Por outro lado requer uma disciplina com relação ao controle da ejaculação e a reabsorção da energia do esperma pelo próprio corpo do homem. Essa reabsorção envolve uma mudança na natureza da energia sexual. Essa mudança é chamada de transmutação da energia sexual. Essa mudança é feita através de técnicas ecológicas, naturais, que não agridem o corpo do homem, e que envolvem respiração adequada, posturas adequadas, concentrações e visualizações adequadas.

Exemplo, tudo o que você come é metabolizado pelo seu corpo em sangue, sêmen e resíduos.

O sêmen é a substância mais sutil e preciosa produzida pelo corpo do homem. Nele está a semente de uma nova vida, em diversos sentidos, tanto no sentido da reprodução física quanto no sentido da evolução espiritual.

Os taoístas, mestres chineses na arte da transmutação da energia sexual, dizem que cada ejaculação representa em termos vitais e energéticos um dia a menos de vida.

 

transmuta1

 

 


Transmutar a energia sexual é metabolizar essa substância do esperma no próprio corpo, através de uma série de técnicas de respiração, concentração e posturas. Essa Alquimia da energia sexual pode ser feita por via solitária ou dual (homem-mulher). Os alquimistas eram antigos mestres da transmutação da energia sexual. O sêmen era chamado de mercúrio filosófico pelos alquimistas. Sabemos que Mercúrio (ou Hermes), é a mítica divindade grega capaz de levar uma coisa de um lugar para o outro, de um plano para o outro, de um nível para o outro. No caso da energia sexual, ela, ao ser transmutada, pode ser levada de nosso centro sexual para outros centros vitais de nosso corpo, ativando-os, energizando-os e curando-os. Por isso o termo mercúrio filosófico ou alquímico, uma referência ao fato de o mercúrio deles não ser o mercúrio vulgar.

Enquanto a Química moderna visa tão somente transformar substâncias, a antiga Alquimia visava (e visa) transmutar o homem num homem diferente.

A Alquimia é uma realidade no que tange a capacidade de transmutar os metais.

Em 1975, na Espanha, diante das câmeras de tv, diante da platéia e de uma série de cientistas e especialistas (inclusive de um ilusionista), um homem que dizia ser o mítico Conde Saint Germain e que depois revelou ser apenas um mensageiro, realizou uma prova pública da Alquimia, transformou um pedaço de chumbo em ouro, provando para o mundo que a Alquimia era (e é) uma ciência real. Eis o que os especialistas disseram quando analisaram o metal transmutado:

- É impossível, mas aconteceu.

Isso foi filmado e se encontra gravado.

Supreso? Bem, eu fiquei estupefacto, mesmo acreditando na possibilidade.

Assim como é em baixo, é em cima. Assim como pode ser feito fora do corpo, a Alquimia também pode ser realizada dentro do corpo, através de nossa semente, emoções e pensamentos.

Veja, através do esperma, nossa semente, nós temos condições de dar forma ao corpo de um espírito, a chamada encarnação.

O nosso corpo é um laboratório alquímico fantástico que renova o pâncreas, a nível celular, completamente a cada 24 horas.

Assim, através da transmutação do esperma nós podemos dar uma forma mais sutil a nós mesmos, um corpo cheio de energia, impregnado de força e potência, capaz de irradiar vitalidade e magnetismo.

E ainda volto a perguntar, por que motivo a substância mais fina e preciosa produzida pelo corpo é vista com tanta vulgaridade?

Nessa passagem Jesus fala de nascimento e, portanto, de natal, mas fala de uma maneira velada, e mesmo Nicodemos, que era mestre em Israel, não o entende. Nessa passagem Jesus fala da transmutação da energia sexual. Num próximo post esclareço a simbologia por trás das palavras do mestre gnóstico Jesus.


»JOÃO [3]


1 Ora, havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

2 Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.

3 Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

5 Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.

7 Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.

8 O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.

9 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode ser isto?

10 Respondeu-lhe Jesus: Tu és mestre em Israel, e não entendes estas coisas?

11 Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testemunhamos o que temos visto; e não aceitais o nosso testemunho!

12 Se vos falei de coisas terrestres, e não credes, como crereis, se vos falar das celestiais?

13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem.

14 E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;


Existe um natal da alma, um nascimento da alma, que independe de tempo ou lugar porque se dá no espaço sagrado de nós mesmos.

Antes de entrarmos na interpretação de João 3; 1 a 14, sobre a transmutação da energia sexual criadora e o significado do segundo nascimento (notem que sincronicamente o ensinamento do mestre sobre esse ponto termina no parágrafo 14, que nos remete a Temperança e seus vasos alquímicos no Tarot, apesar do capítulo 3 ser mais longo), o natal da alma, precisamos lembrar do princípio hermético da analogia, chave lógica para a compreensão do ensinamento do rabi Jesus nesse ponto.

O Princípio da Correspondência

"O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima." - O CAIBALION -

"Este Princípio contém a verdade que existe uma correspondência entre as leis e os fenômenos dos diversos planos da Existência e da Vida. O velho axioma hermético diz estas palavras: "O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima.’ A compreensão deste Princípio dá ao homem os meios de explicar muitos paradoxos obscuros e segredos da Natureza. Existem planos fora dos nossos conhecimentos, mas quando lhes aplicamos o Princípio de Correspondência chegamos a compreender muita coisa que de outro modo nos seria impossível compreender. Este Princípio é de aplicação e manifestação universal nos diversos planos do universo material, mental e espiritual: é uma Lei Universal.

Os antigos Hermetistas consideravam este Princípio como um dos mais importantes instrumentos mentais, por meio dos quais o homem pode ver além dos obstáculos que encobrem à vista o Desconhecido. O seu uso constante rasgava aos poucos o véu de Isis e um vislumbre da face da deusa podia ser percebido. Justamente do mesmo modo que o conhecimento dos Princípios da Geometria habilita o homem, enquanto estiver no seu observatório, a medir sóis longínquos, assim também o conhecimento do Princípio de Correspondência habilita o Homem a raciocinar inteligentemente,do Conhecido ao Desconhecido. Estudando a mônada, ele chega a compreender o arcanjo".

A raiz e a copa se espelham.

O caso do homem que se dizendo um antigo alquimista produz, na frente das câmeras de tv, da platéia e dos especialistas, em 1975, na Espanha, a transformação de chumbo em ouro, é algo pouco crível mesmo sendo real.

O impossível como possibilidade é apenas a realização daquilo que não se pensava como tal.

Porque se o homem concebe algo esse algo se torna possível.

Se assim não fosse como ele poderia concebê-lo?

De onde teria vindo aquela idéia?

E quando o impossível se realiza diante dos olhos do homem ele olha mas não vê; ou vê mas esquece; ou não esquece, mas justifica, e volta a dizer:

- Fraude! Isso é impossível.

E a própria ciência realiza o impossível tornando possível aquilo que não se julgava como tal, mas o agora possível - a transmutação dos metais - sai tão caro que o processo não compensa.

O que é isso?

Alquimia, a transmutação do chumbo em ouro.

E se tal é possível como uma operação externa ao corpo do homem também o será com relação ao seu interior.

Mas o que é isso?

A transmutação da energia sexual.

O mais difícil não é transmutar o chumbo em ouro, mas a ignorância preconceituosa em pura ignorância.

"Não sei."

Reconhecer isto é o mais difícil muitas vezes.

 

KUNDALINI, SEXO & TANTRISMO


Por Karl Bunn - Todos esses assuntos eram tremendamente secretos até há 50 anos. No passado, pessoas morriam por causa de seus segredos. Mas hoje estes temas podem ser encontrados em livros ensebados ou em luxuosos volumes das livrarias esotéricas.

Para o curioso, tudo isso não passa de literatura exótica ou bizarra. Para o hedonista, formas de requintar ainda mais sua busca por novas sensações. Para o leitor do exoterismo pop possivelmente a última novidade. Mas como fica isso tudo para o buscador sincero, o boddhisattwa caído?

Um terrível drama... Dependendo da escolha que fizer, sua alma rolará definitivamente ao Abismo achando que está galgando os degraus da suprema espiritualidade. Sem dúvida, difícil no mundo de hoje achar o velho e bom Caminho Iniciático que possa levar nossos passos de volta à Mansão Celestial.

1. KUNDALINI

A falsa literatura do exoterismo pop acha que Kundalini é uma mola ou uma força que sobe e desce segundo certas práticas sexuais. Nada mais falso! Kundalini raramente sobe pela coluna de alguém. São requeridos do praticante muita santidade e méritos morais ou de Conduta Reta para Kundalini despertar e depois subir. Kundalini jamais desperta e sobe nos adeptos do espasmo sexual, nem na coluna vertebral dos adúlteros e promíscuos. No mundo atual, pela promiscuidade e pela ampla e geral degeneração sexual, geralmente as pessoas ativam a Serpente Negativa, a famosa Cola Satânica, o rabo energético da serpente negra que mergulha no Abismo pelas práticas tântricas e alquímicas tenebrosas.

As sensações e sintomas do despertar da Serpente Negativa e da Kundalini são bem diferentes em vários aspectos e similares em outros - por isso mesmo muitos crêem que estão indo bem com suas práticas quando, na realidade, estão caindo cada vez mais no abismo. Só uma pessoa dotada de clarividência positiva [algo raríssimo hoje] pode ver isso de forma clara e direta.

Porém, em resumo: Kundalini não sobe na coluna dos fornicários e hedonistas.

2. TANTRISMO

Esta palavra possui inúmeros significados... Para a Gnose, Tantrismo é essencialmente a doutrina sexual para Aspirantes e Adeptos. A prática do sexo tântrico na Gnose, cumpridos previamente todos os requisitos de santidade e Conduta Reta, resume-se ao casal unir-se sexualmente sem jamais perder a energia, nem mediante o orgasmo nem mediante a ejaculação. Vale dizer, para usar uma expressão comum a ambos: Sem jamais alcançar o espasmo sexual.

Evidentemente que o sexo tântrico não é uma briga, uma luta corporal, um ato brutal e violento. É algo bem mais suave que uma dança romântica entre dois seres que se amam e se querem, e que jamais têm pressa ou o compromisso de chegar a um clímax [até porque o casal tântrico sabe que o clímax é a catástrofe, nunca o processo de criar pacientemente toda uma realidade espiritual dentro de si mesmos].

No passado de ouro da humanidade o casal de yogues era preparado cuidadosamente até receber autorização para realizar o Maythuna [união sexual]. Os yogues necessitavam dominar a respiração, o pulso, os sentidos e a mente. Hoje, duas pessoas mal se conhecem num barzinho ou em uma discoteca e amanhã já estão "dizem que" praticando "alquimia sexual". E assim, periodicamente vão trocando de parceiro(a) como se de fato isso fosse um ato sagrado.

3. ALQUIMIA

Alquimia é a ciência ou a arte de transmutar os metais. Que metais? Os "metais alquímicos", obviamente! Quais são? Onde estão? No sistema seminal ou nos testículos do homem e nos ovários das mulheres. Portanto, se alguém perde sua matéria ou sua energia sexual não tem o que transmutar. A energia sexual é perdida não somente pelos espasmos sexuais. Também se perde essa energia pelo stress, pelas crises ou explosões de ira ou manifestações egóicas; ou ainda pelos excessos de atividade intelectual, física ou emocional.

Por isso o Alquimista é "recluso". Quer dizer: ele é discreto, não se identifica com as coisas da vida nem gasta de forma inútil suas energias vitais - porque sabe que irá faltar na hora de fazer o ato alquímico com sua (seu) consorte. Ser alquimista no mundo moderno, cujos sistemas exaurem até a alma do indivíduo, é algo bem difícil - mas não impossível. Basta se resguardar, se proteger e defender muito bem seu "ouro".

Muitos acham que praticar alquimia sexual é apenas "reter a energia sexual". Enganam-se! Reter energia até um cachorro ou um cavalo apartado das fêmeas faz - nem por isso evolui e ganha poderes espirituais. Isso é tao simples e tão elementar, mas derruba todos os teóricos deste tema que sacam e esgrimem argumentos de todo tipo, como se isso mudasse ou fosse mudar a realidade.

Portanto, "proteger e defender o ouro alquímico" dos ataques dos saqueadores é tão só o primeiro e mais elementar dos passos. Feito isso, vem o ato alquímico em si. O rei e a rainha da alquimia se unem para criar o reino alquímico em sua terra filosofal. Novamente, o ato alquímico em si é suave e doce, calmo e tranqüilo. Ninguém tem pressa de nada nem quer chegar a lugar algum, apenas, pacientemente aquecem o fogo do fornilho e mantem esse fogo na mesma temperatura para que a transmutação ocorra sem calcinações e sem perdas.

Dia após dia, ano após ano, durante 20 ou 30, o casal de alquimistas trabalha em seu laboratório na produção lenta e gradual de todo o ouro que precisa para a realização da Grande Obra.

Só o tempo e a prática nos permite o domínio gradativo de todos os processos mentais, respiratórios e físicos da alquimia. Mas o que precisa ficar claro é que a alquimia ou o tantrismo não são práticas voltadas ao prazer físico, à gratificaçào dos sentidos - mas sim são práticas esotéricas muito sagradas para construir o despertar espiritual. Isso caminha de mãos dadas com a purificação da mente [eliminação dos egos].

PARTE 5

 

Comentários   

 
#2 Guest 30-12-2013 14:32
quem é o sábio que conseguiu catalogar, e escrever, todo que acima se encontra, mas gostaria de saber, porque param as informações no item 5.
T.F.A.
joel barbosa
 
 
#1 Guest 01-07-2010 18:29
:eek: perfeito...o poder de todo poder, o conclui meu estudo de 2 anos obrigado ^^ energia sexual ^^
 

Adicionar comentário

ATENÇÃO:
- Não utilize os comentários para fazer perguntas ou enviar mensagens à administração do site;
- Não utilize palavrões;
- Não faça comentários ofensivos.

Código de segurança
Atualizar

GoogleNewsPropecia


Curta nossa página