Homem faz casa giratória para garantir chimarrão à sombra em Ituporanga

    casagir112/02/2016 - A aposentada Almira Berger, de 67 anos, mora numa casa de dois andares às margens da SC-427, em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. À primeira vista a residência localizada na cidade conhecida como capital da cebola parece comum. O térreo é de alvenaria e o primeiro andar, de madeira. Mas ao girar uma manivela ela se transforma, o andar de cima gira quase 360 graus. A ideia de Jens Cellarius, ex-marido de Almira, é inspirada em um projeto da Alemanha. Ele construiu a casa giratória em 1998 para garantir tomar chimarrão na varanda sempre na sombra, independentemente do horário. Com um sistema de roldanas criado pelo agricultor, o primeiro andar, que tem três quartos, sala e banheiro, gira lentamente.

    Ao ser questionada sobre como funciona a engenhoca, Almira brinca:

    — É tudo no feijão — diz, rindo e mostrando os braços.

    No centro, há uma escada em formato de caracol por onde passa a tubulação. Foi o próprio plantador de cebolas quem construiu a casa, que demorou cinco meses para ficar pronta e hoje é ponto turístico da cidade. Com a separação, Almira ficou com a propriedade e recebe os visitantes. Não sabe precisar quantos já a visitaram, mas acumula alguns livros de assinaturas dos curiosos.

    Leia também - Masaichi Fukushi, o colecionador de pele tatuada

    casagir2

    casagir3

    casagir4

    casagir5

    casagir6

    Além de ser exótica, a casa é grande. No total são seis quartos e cinco banheiros, o que é um problema na hora de limpar, aponta a aposentada, que acrescenta que o sistema de roldanas também dificulta. Por isso, cogita inclusive vender a residência.

     

    Fonte: http://dc.clicrbs.com.br/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco