ritacri1Por Ingrid Matuoka, 2015 - A busca por soluções fáceis, o diagnóstico equivocado e a incompreensão dos pais acerca da agitação natural das crianças elevou o Brasil ao posto de segundo maior consumidor de Ritalina do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. O dado, do Instituto Brasileiro de Defesa dos Usuários de Medicamentos, é alarmante. Ritalina é o nome comercial do metilfenidato, medicação que promete tratar o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, ou TDAH, e os principais consumidores da droga tarja preta são crianças e adolescentes.

    bior1Conhecer suas particularidades ajuda a tratar doenças, favorecer relações e mais. A grande dificuldade que a maioria das pessoas enfrenta nos dias de hoje está nos relacionamentos. Este desafio invoca transtornos psicossomáticos individuais e coletivos, que aumentam as sensações de angústia, medo, insegurança e ansiedade. Todos nós somos indivíduos, únicos, complexos, solitários e criativos. Mas quando escolhemos um caminho equivocado, adoecemos. É nas diferenças entre cada um que os problemas e conflitos muitas vezes surgem. Quanto mais o outro se diferencia de nós, mais difícil fica lidar com ele.

    ultraproce1Por James Gallagher, 15/02/2018 - Qual a relação entre alimentos ultraprocessados e o câncer? Pesquisadores da Universidade Sorbonne, em Paris, apontam a possibilidade de essa ligação ser grande em um estudo recém-publicado no British Medical Journal, uma das mais influentes publicações sobre medicina no mundo. O estudo classifica como ultraprocessados produtos como doces, refrigerantes, nuggets e pães produzidos em série e, a partir de resultados obtidos junto a 105 mil pessoas acompanhadas, apontou que quanto mais alimentos desse tipo elas consumiam, maior ficava o risco de câncer.

    refrivio129/03/22019 - Para muitos pais pode parecer exagerado que o consumo de refrigerantes possa promover um comportamento agressivo em seus filhos. No entanto, exagerada ou não, a ciência apoia essa ideia. O vínculo entre os refrigerantes e a agressividade nas crianças é respaldado por uma boa quantidade de estudos. A literatura indica que há um vínculo claro entre o comportamento agressivo e o consumo de refrigerantes pelas crianças. Mas será que isso ocorre com todos ou só com alguns tipos? Tem a ver com o açúcar, a cafeína, a gaseificação, os aditivos ou uma combinação de vários fatores?

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco