Prata Coloidal, um Poderoso Bactericda

    pracolo1a20/04/2017 - A prata coloidal, assim como outros colóides minerais, é usada desde a antiguidade na medicina por ter potente ação antimicrobiana comprovada. Também é usada em processos industriais como a fotografia, a desinfecção de frutas, de material ortodôntico e diversos outros usos consagrados. A discussão aqui é sobre os benefícios do seu uso interno (por ingestão) ou se somente deve ser usada externamente.

    Segundo uma pesquisa de Salvatore de Salvo, escritor italiano, a prata coloidal pode ser usada inclusive, por ingestão desde que sejam rigorosamente mantidos os padrões de diluição recomendados - deve-se ter em conta que se trata da inserção de moléculas da prata coloidal em suspensão na água a ser ingerida. O uso da prata coloidal tem suas explicações científicas: as finíssimas partículas da prata, na forma de colóide, ocupam espaços moleculares causando a morte de células e microorganismos por falta de oxigênio.

    Mas, muitas dúvidas ficam no ar pois não existem artigos científicos sérios, conclusivos, que se possam confiar amplamente, sobre o uso da prata coloidal por ingestão (uso interno).

    Como cura a prata coloidal - se é que cura, claro

    Ou esta outra fonte, uma de tantas outras que existem pela net, Daniel Rocha, o Alkaline Man como ele próprio se intitula, explica de forma bastante clara sobre os efeitos da prata coloidal. Diz ele que a prata coloidal seria um regulador natural das bactérias patogênicas do nosso corpo e que agiria diretamente na nossa imunidade. Relembra o uso da prata coloidal, nas guerras americanas, em curativos para feridas e, na Igreja Católica, sempre se usou o cálice de prata e outros utensílios, para impedir os contágios pessoa a pessoa.

    Leia também - 10 coisas que você não deve fazer quando visita um recém-nascido

    Fazer prata coloidal em casa é seguro?

    Há uma infinidade de sites que atestam a segurança do método eletrolítico para se produzir prata coloidal e, outros tantos o desaconselham. Há fabricantes que garantem que a sua é a única prata coloidal pura, verdadeira. Enfim, uma coisa é certa: não vá usar um anel de prata para fazer prata coloidal pois que, nas ligas de prata para aneis, por exemplo, há cobre e outros minerais e não há prata pura. Uma outra coisa é certa: a prata, em si, é mesmo um poderoso bactericida! Mas usar ou não usar, fica a seu critério.

     

    Prata coloidal: Sabe o que é e para que serve?

     pracolo2

    19/09/2017 - Prata coloidal na cura de + de 600 tipos de doenças; Vírus; Bactérias.

    Um poderoso bactericida e anti-microbiano

    Há milhares de anos que a prata, - assim como o ouro - tem sido usada como um bactericida e cicatrizante por muitas civilizações à volta do mundo. As suas propriedades medicinais e seu poder reparador e fortificante são conhecidos desde os tempos da Grécia Antiga e do Império Romano. Muito antes do desenvolvimento da farmacopeia ocidental com todos seus efeitos secundários/adversos, a prata era utilizada como germicida e antibiótico.

    Desde meados do século XX até à actualidade, a industria farmacêutica produziu medicamentos sintéticos, que geram lucros enormes e alimentam uma poderosíssima industria multimilionária mas que não curam e ainda têm efeitos adversos.

    Actualmente são cada vez mais os adeptos desta “água milagrosa” que afirmam curar “cancros, Sida/Hiv, Fibromialgias, Gripes e Vírus de todo o tipo. Também há piscinas publicas e privadas/particulares que utilizam o método da “coloidal” para a desinfecção da água, em vez do perigoso cloro.

    Aplicação Humana – Veterinária - Botânica/Agricultura

    Os colóides de prata, gerados electricamente, penetram facilmente em qualquer tecido sendo incrivelmente eficazes contra as formas vivas – bactérias, germes, fungos, vírus - que provocam doenças, eliminando-as por completo. E com um importante “pormenor”: a acção da prata na forma coloidal não possui efeitos colaterais.

    Há milhares de relatos de sucesso sobre o uso da prata coloidal sugeridos em mais de 600 doenças variadas.
    Além da utilização na saúde humana e na veterinária, a prata coloidal pode ser usada também na agricultura, no combate de determinadas pragas e fungos, conferindo vitalidade especial às plantas e culturas. Pode ser usada também em desinfecção de áreas (desinfecção hospitalar), ferramentas, utensílios, frutas e verduras, enfim, um sem número de aplicações.

    Definições sobre Prata Coloidal

    O termo coloidal foi cunhado nos anos 1800 pelo químico inglês Graham. Por coloidal entende-se: “substâncias que difundiam através da água, a uma sumamente baixa taxa de substâncias cristalinas como cloreto de sódio, açúcar e glicerol as quais, embora substâncias cristalinas, atravessam um papel pergaminho facilmente, sendo que o septrum era praticamente impossível conseguir passar os corpos amorfos do material pelo papel de pergaminho. Os minerais coloidais entram e saem facilmente de membranas de animais, atributo inexistente em cristalóides. Os colóides são iões de prata suspensos de maneira uniforme ao longo de uma solução, no caso, água, como resultado da carga eléctrica positiva que está anexada a cada partícula de prata, resultante de sua remoção por electricidade, dos eléctrodos de prata. As cargas – partículas de prata – na forma de iões de prata, formam agregados de átomos (micro-agrupamentos) de prata, interagindo entre si, criando um efeito sinergético. Cria-se um movimento oscilatório randômico, conhecido como Movimento Browniano, pois, cada partícula electricamente carregada, possui um campo magnético e os micro-agrupamentos ficam nesse movimento, repelindo-se uns aos outros. Dessa forma eles ficam suspensos e uniformemente distribuídos na água. Pode-se observar que o fundo do copo ou recipiente fica, em algumas horas, com o fundo mais escuro, tendo em vista eventuais substâncias oxidas não coloidais se sedimentarem. Não se recomenda a utilização desses sedimentos, os quais devem ser separados da solução-mãe.

    Reestruturação molecular da água

    A produção de prata coloidal proporciona uma reestruturação molecular, tendo em vista a sua utilização como condutora de electricidade, criando um campo magnético, como parte do processo electro-coloidal. Tal reestruturação pode ser traduzida no realinhamento das moléculas de água em cadeias organizadas muito pequenas. Há muita pesquisa nos EUA ocorrendo em torno dessas transformações. Especialmente por ser um colóide de prata a menor parte elementar antes de perder a sua identidade como prata.

    Tamanho não é tudo

    A prata utilizada nos nossos aparelhos é a chamada “prata mil”, ou seja, 99,99% de pureza. Quando os eléctrodos recebem electricidade, partículas de prata são arremessadas para fora dos mesmos, formando-se os agrupamentos sub-microscópicos (agrupamentos atómicos) optimizados em 0,01 a 0,001 mícrones, que correspondem de 10 a 100 angstroms (unidade de medida correspondente a um décimo-bilionésimo de um metro). Dessa forma, chega-se à expressão “partes por milhão” (PPM) para expressar quanto de prata há numa solução pronta.
    A solução mãe de prata coloidal que se comercializa e se produz pode ser de 5,10,15, 20 ou 50 ou 100 ou 200 p.p.m.
    Assim, o corpo humano não tem geralmente nenhum trabalho para eliminar a prata coloidal.

    A EFICÁCIA DOS COLÓIDES DE PRATA:

    Experiência efectuada no laboratório do Instituto Adolfo Lutz de São Paulo, produziu um laudo cujo teste foi efectuado em 500 ml de água filtrada, sem cloro, contendo 104 Escherichia coli/I/mL, 105 Streptococus faecalis/I/mL e 103 Vibrio Cholerae/I/mL (cólera). Nessa água foram imersos os eléctrodos geradores da Prata Coloidal por dez minutos. Após esse tempo de contacto, uma alíquota de 100 ml foi transferida para um frasco âmbar por um período de 30 minutos.

    Transcorrido esse tempo, as colheitas realizadas, nas condições laboratoriais da experiência, revelaram:
    -Ausência de E. coli/I/mL
    -Ausência de S.faecalis/ mL
    -Ausência V. cholerae/I/mL

    Diferenças de outros métodos:

    Existem outras formas nas quais a prata se apresenta mas nenhuma delas resulta em prata electro-coloidal correctamente obtida. Somente através desse método se obtém colóides em partículas, na sua menor dimensão.

    Não se deve confundir, também, outras formas como nitrato de prata e outras formas de sais de prata, pois estão longe de serem colóides e não produzem os mesmos efeitos germicidas e bactericidas que na forma electro-coloidal.

    Há ainda outros métodos de obtenção de colóides de prata ou ouro, tais como, dissolução co-dispersão química, moinho e colóide, aparato de Bredig (arco-voltaico sob água), oxidação forçada por calor, fósforo e peróxido de hidrogénio de entre outros agentes, dupla decomposição através de diversos tipos de solventes e, precipitação simples provocada por adição de outros agentes químicos em diferentes combinações.

    Aplicações

    Algumas sugestões de doenças tratadas com a prata coloidal:

    Acne - além de tomar a solução-mãe, lave o rosto várias vezes ao dia com a solução- mãe, deixando-a secar na pele.
    Amigdalite - faça gargarejos com a solução-mãe.
    Antrax

    - apendicite

    - artrite

    - blefharitis

    - Cancro/Câncer de pele - além de tomar a solução-mãe, faça o mesmo procedimento em relação à acne.
    Cancro - ingestão de solução-mãe de 4 a 8 vezes ao dia.
    Cândida albicans

    - caspa - (humedeça o couro cabeludo com a solução-mãe e deixe secar - pode-se adicionar um pouco no gel, misturando-o com a solução, caso se use com frequência), catarro - chagas - colite crónica

    - cobreiro

    - coceira anal (além de tomar a solução mãe de prata coloidal, lave a área também com a solução-mãe), coqueluches - conjuntivite (pingue a solução nos olhos)

    - doença de meniere

    - infecção por criptosporídium

    - infecção nas orelhas (pingue solução-mãe no local)

    - cistites

    - dermatites (aplique compressas humedecidas em solução-mãe)

    - desordens intestinais

    - desordens na próstata

    - diabetes

    - diarréia

    - difteria

    - eczema

    - febre tifóide

    - fendas nos pés (pingue solução-mãe sobre a área). Furunculoses (pingue ou aplique gaze embebida em solução-mãe sobre a área)

    – gastrites - gonorréia - (tomar a solução mãe e lavar o local com a mesma)

    – todo o tipo de gripes (tomar a solução-mãe). Hemorróidas (tomar e lavar o local com a solução-mãe).
    Herpes (tomar e lavar o local das feridas produzidas pelo vírus com a solução-mãe, várias vezes ao dia) -infecções bacterianas em qualquer órgão…
    Infecções por estreptococus e estafilococus - salmonelas - lepra (tomar e usar gazes embebidas com solução mãe nos locais).

    Leia também - Por trás da química entre duas pessoas existem lições a serem compreendidas…

    LEUCEMIA- tomar 5 ml da solução mãe de 4 a 8 vezes ao dia a 15 ou 20 p.p.m.
    Queimaduras diversas - embeber gazes embebidas em solução mãe de hora a hora, entre 20% a 50% com soro fisiológico - (opcionalmente - várias vezes ao dia) - síndrome de fadiga crónica - reumatismo - rinites - seborreia (aplicar no local)

    - sífilis

    - septicemia

    - tétano meningites

    - tifo

    - tuberculose - úlceras diversas… verrugas (aplicar no local a solução mãe várias vezes ao dia).
    Vírus diversos, (incluindo o HIV e outros como o da hepatite).
    Podem-se criar inúmeras opções de uso, desde a profilaxia vaginal com uso da solução mãe, até fungos nas unhas, mau hálito e assim por diante, tanto para uso humano, como animal e botânico, até na desinfecção de ambientes, residenciais ou hospitalares.

    A PRATA COLOIDAL NÃO POSSUI EFEITOS COLATERAIS MAS VEDA-SE O SEU USO EM EXCESSO PARA NÃO PREJUDICAR A FLORA BACTERIANA.

    Siga correctamente a forma de uso para cada caso. O seu uso é infinito.
    Importante: Só utilizar água destilada ou água bi-destilada vendida em farmácias ou locais semelhantes para se produzir a adequada Prata Coloidal. Aliás, a água destilada é recomendada para a produção de prata coloidal, quando o objectivo for injecções intra-musculares ou intra-venosas.

    Nota:

    Tendo em vista a diferença de uma pessoa para outra, como a taxa de imunidade, saúde, alimentação, biótipo, etc., o tempo na obtenção de resultados pode variar.

    Relatos e experiências próprias demonstraram isso.

    Há casos e que, estados muito avançados da doença, especialmente as degenerativas, em que a prata coloidal não teve mais eficácia, assim como, nenhum medicamento ou tratamentos à base de radiação. Dessa forma, procuramos informar que a prata coloidal (assim como o ouro coloidal), não fazem milagres, apenas são especialmente eficientes e eficazes, tendo em vista as suas características já definidas e as suas respectivas propriedades...

    CANCRO e HIV:

    A literatura internacional, bem como, casos assistidos por nós, indica curas de diversos tipos de cancro. A ingestão para estes casos, assim como outros de igual ou maior gravidade, deve se concentrar na solução mãe, 4 a 8 vezes ao dia, na quantidade recomendada acima. Há casos de aplicação intra-venosa e intra-muscular de solução mãe combinada com soro fisiológico ou prata coloidal produzida em água destilada, mas tal procedimento deverá ter a concordância e acompanhamento médico e recomendada para casos terminais.
    Há pesquisas em andamento para eliminação completa de vírus como o hiv. O hiv é uma doença viral e diversas literaturas têm demonstrado que o iões de prata são altamente efectivos e selectivos, eliminando-o, ao contrário do que ocorre com antibióticos. A posologia deve ser, então, a mesma utilizada para o cancro ou ainda, a aplicação intravenosa com o acompanhamento e supervisão médica.

    Instruções de uso da água com prata coloidal:


    1.Guarde a solução mãe 5/10/15/20 p.p.m. sempre em lugar fresco e escuro, de preferência em garrafas ou recipientes na cor âmbar. Sempre em vidro de preferência.

    ATENÇÃO:

    PARA O TRANSPORTE EM VIAGENS OU PARA A ENTREGA DA PRATA COLOIDAL PODE-SE UTILIZAR GARRAFAS DE PLÁSTICO VERDE ESCURO/AZUL.
    A SOLUÇÃO MÃE CONSERVA-SE ESTÁVEL AQUI DURANTE 5 A 6 MESES…
    A solução pode ser guardada até por 24 semanas em frasco de vidro escuro havendo apenas uma leve alteração no sabor.

    2. A solução mãe pode ser diluída em até 4 partes iguais de água mineral, recebendo os mesmos cuidados de acondicionamento e guarda.

    3. Uma vez diluído, tome o equivalente a 4 colheres de sopa ou 1/4 de copo de 100 ml, 3 ou 4 vezes ao dia. Para prevenção, basta tomar uma ou duas vezes ao dia.

    4. Nos casos mais graves, tome o líquido concentrado na mesma quantidade ou aumente a dosagem do diluído para 8 vezes ao dia.

    Mais utilizações da Prata Coloidal:

    O líquido puro (concentrado) pode ser usado sobre feridas, queimaduras (se puder, use borrifador ou gaze embebida com a solução mãe). Pode-se misturar 1/4 da solução mãe com soro fisiológico para estes casos. Para uso em lentes de contacto, mergulhe-as num pouco da solução diluída em água ou soro fisiológico numa vasilha ou copo, deixando-as no mínimo 6 minutos, mas, não deixando por mais que 10 minutos em função das propriedades das lentes de contacto. Em seguida, com as suas mãos bem lavadas e desinfectadas com a própria solução diluída (deixe secar naturalmente) mude-as para um molho de alguns minutos em soro fisiológico, colocando-as para uso. Queimaduras podem ser tratadas com gaze embebida em 1/4 de solução mãe e soro fisiológico, deixando-as por 10 minutos de hora em hora sobre a área afectada.
    Feridas e coceiras/comichão tem tratamento idêntico, dependendo da gravidade.
    Feridas que não cicatrizam - mergulhar o local da ferida na solução, ou manter uma 'compressa' bem encharcada com a solução mãe sobre a área por duas horas consecutivas, duas a três vezes ao dia. Você pode colocar algumas gotas da solução mãe em bandagens e afins para acelerar a cura de feridas. Coceiras podem ser eliminadas lavando-se a área com a solução mãe diluída várias vezes ao dia. Se for grave, use a solução mãe pura. Elimine halitose, aftas e gengivites e outras infecções bucais, fazendo bochechos no mínimo 30 segundos antes de engolir (solução mãe diluída).

    Use em inalador em bronquites e asma.

    Use em água de vasos e outros possíveis focos de mosquitos incluindo o da dengue. Adquira um borrifador, para borrifar animais, plantas, ferramentas e utensílios, fitas k7 ou de vídeo (evitando mofo, que é um tipo de fungo). Pode-se borrifar sobre a comida, queijos, margarina, leite, etc. atrasando a sua decomposição (processo bacteriológico). Pode-se borrifar qualquer tipo de equipamento, como filtros de ar condicionado e condutas de ventilação. Pode-se misturar um pouco de solução mãe em água de pássaros, cães, gatos e outros animais. Roupas que serão guardadas por longo tempo, podem ser enxaguadas em água contendo um pouco da solução mãe.

    Telefones, aparelhos auriculares, armações de óculos, escovas para cabelos podem ser borrifados com a solução, assim como vasos sanitários. Roupas de cama de doentes podem ser borrifadas diariamente. Enfim, milhares de usos para desinfecção e eliminação de quaisquer tipos de bactérias, germes, vermes, e vírus...

    Porque a prata coloidal rejuvenesce?

    Pesquisas sobre o assunto sugerem que a prata coloidal, correctamente e electricamente obtida parece produzir células 'diferenciadas' necessárias para prevenir a perda da capacidade de substituição celular. É provável que o sistema imunológico debilitado seja incapaz de produzir tais células. Como a prata coloidal refaz o sistema imunológico e se constitui como um segundo sistema de protecção de imunidade, essa possibilidade parece ocorrer, tendo em vista a libertação da produção das células 'diferenciadas'.
    Considerando que a prata coloidal tomada diariamente de forma preventiva constitui um sistema imunológico adicional, é fácil deduzir também, que o processo de envelhecimento é retardado. É sabido que o envelhecimento ocorre ocasionado não apenas pelo processo natural disparado por determinados genes ainda em estudo pela ciência, mas pela submissão do organismo como um todo, a desgastes sofridos especialmente por causa de doenças. Evitadas preventivamente, o organismo como um todo tem condições de se manter por mais tempo em condições estáveis. Nunca é demais adicionar a necessidade de uma correcta alimentação, bom sono e exercícios, além de ajuste de valores em relação aos aspectos existenciais no plano psicológico para “uma boa e óptima visão do mundo“.

    Mais informações sobre a Prata Coloidal:

    A Humanidade acumula sabedoria empírica – aquela que se desenvolve por descobertas, erros, acertos – há quase 10 mil anos. A maioria das pessoas concorda que essa sabedoria, esse conhecimento, não pode ser negligenciado e sim, aproveitado. Filmes tratam disso, mostrando os milagres das plantas e segredos indígenas amazónicos. E isso é no mundo inteiro. Sem falar nas histórias de nossos ancestrais, nossos avós, enfim. Considerando essa forma de pensar, pesquisadores da mais alta relevância focaram esforços num metal usado há milhares de anos, não apenas como adorno, mas pelas suas propriedades extraordinárias: a prata. Um deles, Linus Pauling, vencedor do Prémio Nobel por duas vezes e idealizador da famosa Tabela Periódica, foi um desses pesquisadores, realizando experiências de diversas maneiras, desde a prata na forma natural, em sais, em nitrato, até na forma de colóides, obtidos através de descarga de corrente eléctrica. Descobriu-se que a prata é um poderoso bactericida, com uma característica invulgar: Elimina por completo bactérias, germes, fungos, vírus e, como vem sendo pesquisado mais recentemente, já com históricos de sucesso, vírus como o do HIV.

    A acção da prata na forma coloidal, obtidos através de algo parecido com a electrólise, é incrivelmente eficaz contra as formas vivas que provocam doenças, eliminando-as por completo, ao contrário do que ocorre com os antibióticos, cuja acção vem sendo contestada por uma falange cada vez maior de médicos, pesquisadores e consumidores, preocupados e com razão com o surgimento de novas cepas cada vez mais fortes. Antibióticos/anti-vida mais fortes ainda vão criando também mais efeitos colaterais. Já a acção da prata não possui efeitos colaterais. Adicionalmente, a prata vem sendo usada, com muito sucesso, noutras doenças, as quais aparentemente, não seriam frutos de infecções, como o cancro/câncer.

    pracol3

    Não se conseguiu ainda uma explicação científica plausível, pelo menos do que tenha chegado ao nosso conhecimento, sobre o porquê da prata coloidal agir com tanta eficácia sobre terrível doença como o cancro, excepto em fases terminais. Há que se considerar que órgãos degenerados não podem mais ser recuperados quando estão em estágios bem avançados nos quadros chamados de irreversíveis.
    A prata tem sido utilizada eficazmente também em queimaduras de gravidade, com recuperações extraordinárias. Associada com soro fisiológico é usada na hidratação constante em períodos curtos, como de hora a hora, através de gazes ou pulverização. Impede a possibilidade de qualquer infecção e/ou formação de cultura de bactérias em razão da exposição aberta das sub camadas da derme. Além da utilização na saúde humana e na veterinária, a prata coloidal também é usada na agricultura, no combate de determinadas pragas e fungos, conferindo vitalidade especial às plantas e culturas. A prata coloidal é usada também em desinfecção de áreas, ferramentas, utensílios, frutas e verduras, enfim, um sem número de aplicações, constituindo-se na mais completa farmácia do mundo. Surge uma pergunta evidente: porque não foi a prata coloidal aprovada ainda pelos órgãos de saúde para combate das doenças, especialmente junto à população carente?

    A razão é simples: há muitos interesses de laboratórios e de boa parte da cadeia produtiva e comercial de medicamentos em um mercado que supera a casa dos milhares de milhões de dólares por ano no mundo. Mas não se trata de condenar a alopatia e a medicina convencional/química, pois não há como negar os avanços incríveis que estas vêm obtendo. O que falta é a integração entre esses dois conhecimentos e não a antagonização entre os mesmos. Imagine o tratamento de queimados com a prata coloidal com acompanhamento médico. Imagine a aceleração da cura de feridas e fracturas de ossos, livres de infecções e com auxílio de um segundo sistema imunológico proporcionado pelo uso correcto da água com prata coloidal. Imagine a cura de cancros e do próprio hiv. É óbvio que alguns medicamentos e antibióticos deixarão de ser utilizados, imaginando-se o uso da prata coloidal em larga escala, mas, por certo, os investimentos na indústria médica e farmacêutica poderão ser dirigidos para outras soluções requeridas pela Humanidade, as quais não têm como ser atendidas pela polivalente prata coloidal. Quem sabe, ao longo dos anos, essa possibilidade venha a tornar-se uma realidade. Desta forma, a prata coloidal como solução médica de alta eficácia vem sendo utilizada sem que a mesma seja encontrada em prateleiras de farmácias e de supermercados, pois não se obtém o registo para a sua regulamentação no Brasil e nos EUA como um medicamento “multi-saúde”, especialmente por que não existe e nunca existiu na medicina contemporânea, algo similar, que substitua um sem número de medicamentos simultaneamente. Portanto, é o formalismo da medicina convencional/química/alopática também, que impede uma visão ampliada sobre esse tema. Entretanto, há casos de uso da prata coloidal em hospitais públicos na Europa, Brasil, Austrália, E.u.a., etc.

    A solução mãe geralmente mais comercializada pode ser de 15 ou 20 p.p.m. consoante a doença. Há também de 100 e de 200 p.p.m.
    Para tratamentos contra vírus tipo HIV e gripe A e hepatites, aconselha-se 5 a 10 mm de prata coloidal a 15 ou 20 p.p.m.

    Modo de usar:
    Tratamento preventivo:

    1 colher de chá 1 a 2 vezes ao dia.

    Tratamento intensivo contra todo o tipo de vírus e bactérias:
    1 colher de chá 3 vezes ao dia.

    NOTA:
    Quando houver alguma doença, tipo gripe A, hepatite, cancro, hiv-sida/aids, leucemia:
    tomar 1 colher de chá de prata coloidal a 15 ou 20 p.p.m. 3 a 5 vezes ao dia.

    Leia também - Ração Militar de Emergência

    As companhias farmacêuticas respondem, produzindo novos tipos de antibióticos; as bactérias nunca desenvolveram resistência à Prata Coloidal, durante milhares de anos.

    Sabonetes anti-bacterianos e detergentes geram um enorme risco para o meio ambiente. A aliança para o uso prudente de antibióticos declara: “O uso exagerado do Triclosannos sabonetes anti-bacterianos pode promover a resistência ao Triclosan. Esses sabonetes difundem-se em nossos ambientes e em nossa água, afectando negativamente todo o ecossistema e impedindo o tratamento correto do esgoto“.

    Os produtos anti-bacterianos são poderosos agentes químicos e possuem perigosos efeitos colaterais e as bactérias que conseguem resistir a eles formam mutações que não são mais afectadas por esses produtos. Eles são fortemente poluidores de nossas águas subterrâneas e nossas águas potáveis. E matam formas de vida essenciais para nosso ambiente.

    Nosso organismo é completamente dependente de bactérias “boas” para a vida. Os antibióticos as matam indiscriminadamente, o que gera sérios problemas de saúde. Às vezes, repentinamente, nós desenvolvemos alergias muito fortes aos antibióticos, o que torna perigoso adicionar mais antibióticos em sabonetes que já os possuem.

    Foto: zentrum-der-gesundheit; 25ppm - Deutliche Clusterbildung!

    E tem mais!

    Os antibióticos, no solo, contaminam nossas fontes subterrâneas e matam todas as bactérias benéficas à produção de alimentos orgânicos/biológicos.

    São muitas as razões para que você, querido(a) leitor(a), comece a utilizar a prata coloidal para si e para seus entes queridos. Poderá desta forma substituir e, muitas vezes, eliminar a necessidade de usar antibióticos. Agora você tem a informação! Use-a com sabedoria!

    Referências:?

    Salvatore de Salvo e Mara Teresa de Salvo, Novos Segredos da Boa Saúde, Editado pela Biblioteca 24×7 [ http://www.biblioteca24x7.com.br ], São Paulo-SP, Novembro 2008.?

    Kolloidales Silber 300 ml – hoch konzentriert (40 PPM) – Institut Katharos

    Kolloidales Silber: Das gesunde Antibiotikum für Mensch und Tier von Werner Kühni

    Immun mit kolloidalem Silber: Wirkung, Anwendung, Erfahrungen (vak vital) von Josef Pies

    Heilen mit kolloidalem Silber: Das Edelmetall Silber als natürliches Antibiotikum von Eva Marbach

    Obs.:

    Comecei a utilizar a Prata Coloidal ainda nos anos 80 e com sucesso. Recomendo vivamente, em vez das drogas farmacêuticas, visto que este tipo de prata é um excelente germicida, bactericida, fungicida e esterilizante. Também conheço quem utilize esta prata para evitar a malária e até combatê-la em vez de vacinas.

     

    Como fazer prata coloidal

     

    Você já deve ter ouvido falar sobre a prata coloidal. Ela é origina do metal de prata que depois de passar por processos em meio líquido se transformam em prata coloidal.Ela é muito útil e atualmente tem sido utilizada para curar muitas doenças presentes no corpo humano. Se você deseja conhecer mais sobre seu funcionamento e como fazer a prata coloidal então leia masi esse post a seguir que você terá todas as informações necessárias. Prata Coloidal A prata coloidal pode ser usado tanto na parte interna do corpo como na parte externa. Seu uso é de grande utilidade e muitas pessoas estão aderindo a ele por representar efeitos surpreendentes. Realmente tem dado muito certo o uso de prata coloidal.

    Na parte externa ela tem sido usada para: cicatrizar machucados ematomas cortes dos mais variados picadas de pernilongos dentre outros. Você pode ter certeza que seu efeito na parte externa do corpo é excelente. Um dos benefícios da prata coloidal é que ela fortalece o sistema imunológico. Você já pode sentir a diferença que ela faz logo no uso constante e frequente. Então depois de todas essas grandes vantagens que ela tem no corpo humano você vai poder aprender como fazer a prata coloidal de forma simples e fácil. Veja mais a seguir como se faz com os passos e as dicas. Materiais Necessários Um par de eletrodos prata 1000 Fonte de 24 a 35 amperes Uma vasilha para colocar a água em banho e maria Um recipiente de vidro Água destilada Fonte de calor.

    Passo a Passo Pegue a prata 1000 e coloque-a na vasilha em banho e maria para que ela derreta; Todo esses materiais você pode misturá-los em fonte de calor para que o vapor da prata possa ter contato com a água e assim é que está o grande segredo na cura de muitas doenças com esse processo da prata coloidal. De forma simples e com muita habilidade você tem a prata coloidal pronta para ser usada tanto na área interna do corpo como também na área externa. Ela foi criada há muitos anos por um americano na verdade foi ele que a descobriu. Por isso com os estudos e pesquisas mais e mais pessoas estão descobrindo o seu poder e a sua forma de curar de maneira séria e totalmente eficiente. Além de servir para o ser humano ela também atua no combate a pragas e fungos no setor de agricultura.

    Portanto você tem essa e muito mais vantagens em utilizá-lo de maneira adequada e com total satisfação. No uso de prata coloidal você tem muito mais benefícios para seu corpo e com certeza uma saúde muito mais tratada e saudável. Deve-se tomar cuidado quanto em questão da dosagem para que não cause transtornos intestinais e problemas. Por isso você deve tomá-lo de forma certa e sem exageros. Um copo pequeno por dia é o suficiente e não é necessário todos os dias não. Você pode ter toda e qualquer cura de doença com mais essa nova ferramenta. Aproveite as vantagens e faça logo o seu em sua própria casa.

     

    Fonte: https://www.greenme.com.br
               https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco