Encante-se pela Caverna Phraya Nakhon na Tailândia que guarda um templo misterioso

    cavtailan139/19/2018 - Sabe aqueles cenários dignos de filmes de aventura do Indiana Jones? É basicamente isso que você vai encontrar na Caverna Phraya Nakhon na Tailândia, um local mágico e misterioso que esconde um templo dourado de cair o queixo. A Caverna Phraya Nakhon fica no Parque Nacional Khao Sam Roi Yot, mais precisamente em Prachuap Khiri Khan, pequena província a 60 km de distância de Hua Hin, na Tailândia.

    Nem todo mundo tem a oportunidade de conhecer essa joia rara tailandesa. Isso porque o acesso até a caverna, já dentro do Parque Nacional, não é dos mais fáceis. Assim que sair do estacionamento do parque, na aldeia de Bang Pu, você tem que andar aproximadamente 30 minutos até a praia de Laem Sala. Importante: aqui nesta praia, antes de começar a trilha, você deve pagar uma taxa ao Parque Nacional Khao Sam Roi Yot no valor de 200 Baht Tailandês, aproximadamente R$22.

    A partir da praia de Laem Sala, a subida até a caverna requer bastante esforço. Existe uma escada de pedra de 430 metros, com degraus irregulares e inclinação relativamente íngreme até o topo. Durante essa subida, você vai andar por uma floresta úmida e quente. Vale a pena fazer algumas pausas pelo caminho para recuperar o fôlego e para ver o mar e pequenas ilhas da região.

    Leia também - Cânion Antelope

    Dica: existe um barco que sai da aldeia de Bang Pu até a praia de Laem Sala. Essa viagem de ida e volta custa entre 150 e 200 Baht Tailandês, cerca de R$16-R$22. Levando em consideração que tem mais uma pernada pelo caminho, é um preço que vale a pena ser gasto. Quem vai fazer esse percurso não pode deixar de levar uma garrafa de água para se hidratar; garantir que o repelente esteja na bolsa, para se proteger contra os insetos, deve usar sapatos confortáveis e apropriados para trilhas; e vestir roupas leves. Nas duas aldeias, antes de iniciar as trilhas, você encontra restaurantes e pequenos comércios para comprar o que precisar.

    Caverna Phraya Nakhon: chegando ao paraíso

    cavtailan2

    Ufa, você superou a subida íngreme, agora, é hora de andar pelas cavernas. O espaço é dividido em duas câmaras. A primeira câmara tem uma cachoeira seco e paredões de pedra imensos cheios de estalagmites e estalactites. Neste espaço, ainda é possível ver a “Ponte do Inferno”, uma ponte de pedra natural. Após curtir esse cenário lindo, dirija-se à esquerda, por um caminho curto de madeira, para chegar a segunda câmara que tem o famoso Pavilhão Kuha Karuhas, que é mais conhecido como a Caverna Phraya Nakhon. A parte superior das duas cavernas é aberta. E isso faz toda a diferença no espetáculo, porque os raios de sol entram e iluminam de maneira gloriosa o Pavilhão Kuha Karuhas, deixando tudo ainda mais mágico.

    Esse pavilhão foi construído em 1890 para a visita do Rei Rama V à caverna. Depois disso, mais reis visitaram o local. Inclusive, até hoje, as paredes dessa câmara possuem as assinaturas dos reis Rama V e Rama VII. Dica: até às 11h da manhã, os raios de sol batem bem na Caverna Phraya Nakhon. Faça o possível para ir cedinho e poder curtir esse espetáculo.

     

    O incrível templo construído para um rei dentro de uma caverna na Tailândia

     

    cavtailan3

    22/11/2019 - Receber convidados em casa é uma verdadeira arte que poucos dominam. No entanto, esta construção talvez tenha alguma coisa a nos ensinar. Em uma região remota da Tailândia, os próprios moradores desta pequena comunidade decidiram construir o Templo Khuha Kharuehat, quando a cidade recebeu o rei Chulalongkorn – conhecido como Rama V. Dentro de uma caverna, localizada na província de Prachuap Khiri Khan, à medida que os raios de sol penetram, o templo fica dourado, recompensando os visitantes com uma visão espetacular.

    De difícil acesso, este hoje é um dos símbolos da Tailândia mais procurados pelos turistas, que desejam conhecer esta bela homenagem ao “grande rei amado”, apelido que o monarca era conhecido. Localizado dentro do Parque Nacional Khao Sam Roi Yot, ao norte da península malaia, é preciso algum esforço para chegar ao templo. Primeiro, é preciso chegar à Bang Pu. A partir daí, é possível caminhar 30 minutos subindo uma colina ou pegar um barco até a praia de Laem Sala. Mas este não é nem metade do caminho. Depois disso, é necessário subir cerca de 1 quilômetro pela floresta para chegar ao teto aberto da caverna. Embora possa não parecer muito, a subida íngreme e irregular pode ser difícil para quem não está em boa forma.

    Leia também - Viaduto de Millau

    Apesar da dificuldade, quem já foi garante que vale a pena. A vegetação abundante da caverna, com os raios de sol e o pavilhão dourado nos oferecem uma visão surreal da qual não temos a sorte de ver todo dia. Porém, é preciso planejar a visita, já que existe uma hora exata que os raios de sol penetram no templo – entre as 10h e 10h30. Uma verdadeira prova do espírito cortez e gentil dos tailandeses. Um tesouro escondido que nos mostra que, um dia, os políticos já foram amados e respeitados.

    cavtailan4

    Caverna Phraya Nakhon, templo, Indiana Jones, Parque Nacional, Tailândia, praia, trilha, caverna, ilhas, percurso, paraiso, estalactites, pedra natural, pavilhão, gloriosa, espetáculo, região remota, espetacular, visão, construção assinaturas, turistas, homenagem, malaia, íngreme, irregular, sol, visão surreal, políticos

    Fonte: https://quantocustaviajar.com/
               https://www.hypeness.com.br/

    Translate

    ptenfrdeitrues