Lugares Extraordinários

    Monte Fanjing: a montanha sagrada dos templos que mais parece saída de um sonho

    torressagrados112/04/2019 - Poucos lugares do mundo podem ser tão místicos como o Monte Fanjing. Nomeado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO no ano passado, esta montanha encantada fica na cordilheira de Wuling, na província de Guizhou – sudoeste da China e é considerada local sagrado há vários séculos. A montanha abriga uma área de conservação, uma reserva natural e vários templos budistas, sendo que dois deles ficam no topo de uma torre solitária chamada New Golden Summit, ou Red Clouds Golden Summit, que se eleva mais ....

    de 100 metros acima do topo da montanha. Parece montagem no Photoshop, mas este lugar existe e o Templo do Buda e o Templo Maitreya estão separados por um desfiladeiro estreito que os visitantes podem atravessar por uma ponte curta. Muitos budistas acreditam que Fanjingshan é o local ideal para se alcançar a iluminação espiritual com Buda e Maitreya. Desde a dinastia Tang, que governou a China do sétimo ao décimo século, dezenas de templos foram construídos ali, mas apenas alguns sobreviveram.

    Leia também - A misteriosa cratera de Patomskiy: O ninho da Águia de Fogo

    Um desses pares de templos está localizado no topo de uma coluna de rocha solitária que parece um polegar gigante. Conhecido como o Pico Dourado da Nuvem Vermelha, o polegar rochoso eleva-se quase cem metros acima das montanhas circundantes, no cume do qual estão dois templos: o Templo do Buda e o Templo de Maitreya, separados por um desfiladeiro estreito que os visitantes podem atravessar por um ponte estreita. Subir este pico de 8.000 passos é um dos principais apelos de visitar Fanjingshan pelas impressionantes vistas sobre as nuvens da cordilheira de Wuling a partir do cume. O Monte Fanjing faz parte da cordilheira de Wuling, na província de Guizhou, sudoeste da China.

    Tombada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO no ano passado, a montanha abriga uma área de conservação, uma reserva natural e vários templos budistas. Ela é considerada um local sagrado há séculos.

     

    Os surreais e sagrados templos gémeos que estão empoleirados numa rocha

     torressagrados2

    10/01/2021 - Para chegar aos topo, os visitantes podem subir mais de 8.800 degraus, o que demora cerca de quatro horas. Ainda não parece ser tão cedo que vamos voltar a viajar, mas isso não nos impede de ir acrescentando locais tão incríveis que parecem bons demais para serem verdade à nossa, cada vez maior, bucket list. Nesta lista de destinos, arranje um espaço para estes dois templos budistas no topo do Red Cloud Golden Peak, no Monte Fanjiang, na China: são do mais remoto que há, mas a experiência de uma vida.

    Este é, segundo o “Daily Mail“, um dos locais mais místicos do mundo. A coluna rochosa chama-se Red Clouds Golden Summit e fica no Monte Fanjing, ou Fanjingshan, considerado local sagrado desde, calcula-se, a Distania Ming. Este incrível monte foi, em 2018, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO e é, a todos os níveis, uma combinação de geologia, natureza, espiritualidade e impacto arrebatador como não se encontra em mais nenhum lado.

    torressagrados3

    O Fanjing é o pico mais alto das Montanhas Wuling, a uma altitude de 2.570 metros na província de Guizhou, sudoeste da China. De acordo com este jornal, a montanha abriga uma área de conservação, uma reserva natural e vários templos budistas, sendo que dois deles ficam então mesmo no topo da montanha. São eles o Templo do Buda, símbolo do presente, e o Templo Maitreya, que representam o futuro. Lado a lado, encontram-se completamente encavalitados a uma altura vertiginosa, separados por um desfiladeiro estreito, chamado o Desfiladeiro da Espada de Ouro. Estão ainda unidos por uma ponte em arco, ainda mais arrebatadora, que os visitantes podem atravessar.

    Fanjingshan, esta montanha budista sagrada, é também uma verdadeira relíquia da natureza, lar de muitas espécies de plantas e animais. Aqui, ninguém entende bem como, sendo claramente um milagre da arquitetura, foram construídos estes templos budistas, eventualmente durante a Dinastia Ming — entretanto foram sendo restaurados ao longo dos anos, até por motivos de segurança. Para quem visita e escolhe subir ao topo, tem duas opções: um teleférico ou uma subida a pé de 8.800 mil degraus por escadas que contornam o monte, algo que, apesar das paisagens arrebatadoras, leva habitualmente mais de quatro horas a concretizar — são 2300 metros, até ao topo do pico rochoso.

    torressagrados4

    Aqui, além de encontrar vistas como em mais lado nenhum, encontra também, garantem os locais, espiritualidade: os dois templos, e a sua disposição e desafio de engenharia, são consideradas manifestações da fé dos budistas chineses, que acreditam que foi nesta montanha sagrada que o Buda Maitreya alcançou a iluminação. Em 2019, antes da pandemia, o National Geographic Traveller colocou o Monte Fanjing na sua lista de Melhores viagens dessse e descreveu a caminhada montanha acima como “escalar através de um mar de nuvens”.

    Leia também - Caverna do 'céu estrelado' na Nova Zelândia

    torressagrados5

    Como se tudo isto não bastasse, a província de Guizhou é um mundo de aventuras e locais deslumbrantes que podem tornar a passagem por lá na coisa mais inesquecível que vai fazer: encontra reservas naturais, cascatas, templos budistas, grutas e até uma caverna tão grande que é chamada de Palácio do Dragão.

    Quando tudo melhorar, só tem, por isso, de marcar um voo para Guyiang, o aeroporto desta província: encontra viagens de ida e volta normalmente a partir dos 700€.

    Font: https://www.hypeness.com.br/e
             https://www.mdig.com.br/
             https://www.nit.pt/

    Translate

    ptenfrdeitrues