Rituais de sacrifício envolvendo papa e a elite européia expostos !!!

    josef-ratzinger( O compromisso do Portal O Arquivo é expor as noticias com as devidas fontes, sem tomar partido, portanto o internauta fica então livre para tirar suar própiras conclusões. ). Esta declaração foi emitida em 28 de outubro de 2013 pela Direção Central do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado, em Bruxelas, na Bélgica. Toos Nijenhuis da Holanda confirma ritual de sacrifício de crianças pelo papa Bento XVI na Assessoria da Mídia Global do Tribunal Internacional para Crimes da ...

    Igreja e do Estado (ITCCS) em sua Direcção Central, em Bruxelas. “Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina”: confirma testemunha de um ritual de sacrifício ocorrido em 1987, Toos Nijenhuis da Holanda. Nova prova de culpa do Vaticano leva políticos italianos a enfrentar o Papa Francisco no próximo processo judicial da Lei Comum anunciada – O Papado revida fazendo ataques contra o ITCCS.

    A Breaking News Resume: O processo criminal de outro Papa se aproximou da realidade este mês quando políticos italianos concordaram em trabalhar com as ITCCS em uma ação judicial de direito comum contra o papado […]O acordo veio depois que uma nova testemunha confirmou o envolvimento de Ratzinger em um ritual de sacrifício de crianças na Holanda, em agosto de 1987. “Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina em um castelo francês, no outono de 1987?, afirmou a testemunha, que foi uma participante regular na tortura e ritual de culto e assassinato de crianças. “Era feio e horrível, e isso não aconteceu apenas uma vez. Ratzinger muitas vezes participou. Ele e o cardeal católico holandês Alfrink e o fundador Bilderberger, assim como o Príncipe Bernhard, foram alguns dos homens mais proeminentes que participaram.”

    Esta nova testemunha confirma o relato de Toos Nijenhuis, uma mulher holandesa que veio a público em 08 de maio como testemunha ocular de crimes semelhantes envolvendo Ratzinger, Alfrink e Bernhard. (Ver: http://youtu.be/-A1o1Egi20c ) Logo após a sua demissão histórica do cargo de papa em 11 de fevereiro, Joseph Ratzinger foi condenado por crimes contra a humanidade em 25 de fevereiro de 2013 pelo Tribunal de justica em Direito Comum Internacional e por cidadãos globais com sede em Bruxelas que emitiram um mandado de prisão contra ele. Desde então, ele tem fugido e evitado ser preso dentro da cidade do vaticano sob um decreto do atual Papa Francisco.

    O surgimento desta nova evidência da cumplicidade do vaticano no assassinato de crianças levou um grupo de políticos italianos a concordar em trabalhar com as ITCCS para enfrentar o papado com a lei da Corte da Justica Comum contra o atual Papa Francisco, Jorge Bergoglio, por acolher e esconder Ratzinger e pela sua própria cumplicidade em crimes de guerra. Os políticos tem estado em negociações a portas fechadas com representantes ITCCS desde 22 de setembro.

    “Nós estamos fazer uma revisão e não abolir Tratado de Latrão do nosso país com o Vaticano, cujas ações em abrigar estupradores de crianças certamente atendem à definição de uma organização criminosa transnacional no âmbito do direito internacional”, afirmou um porta-voz de um dos políticos.

    Em resposta, durante a mesma semana de 7 de outubro, quando essas novas alegações vieram à tona, o Vaticano iniciou uma série de ataques contra grupos ITCCS na Europa envolvidos em documentar o envolvimento da Igreja no ritual de culto assassinato. Agentes pagos sabotaram o trabalho do ITCCS na Holanda e na Irlanda, durante essa semana, e em 14 de outubro, o site principal ITCCS foi destruído pelos mesmos sabotadores.

    Fontes políticas em Roma, revelaram que esses ataques foram pagos e coordenados pelo Escritório da agência de espionagem do Vaticano conhecida como a “Santa Aliança” ou a entidade e seus filiados, o Sodalício Pianum, fundada em Roma, em 1913. Eles também envolveram os agentes do Núncio Apostólico da Holanda, o arcebispo André Dupuy, que fez o contato direto com dois dos sabotadores “, Mel e Richard Ve”, e com o arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, que também pagou suborno para atrapalhar e impedir ITCCS de trabalhar na Irlanda.

    “Obviously the Vatican is panicking. This is a good sign” commented ITCCS Field Secretary Kevin Annett today from New York City.

    “Obviamente, o Vaticano está em pânico. Isso é um bom sinal “, comentou o Secretário de Campo do ITCCS Kevin Annett hoje de Nova Iorque.

    “A maré política mudou contra a igreja, não é mais possível se esconder dos assassinos de crianças atrás do Tratado de Latrão. E, em sua agonia, a hierarquia da Igreja está usando seus métodos usuais de mentiras e desinformação tentando mudar o foco de sua própria culpa criminal.”

    Em resposta a essa descoberta e os renovados ataques a seu trabalho, a Direcção Central ITCCS em Bruxelas fez hoje o seguinte anúncio para mídia mundial e de suas afiliadas nos vinte e seis países:

    1. No mês de novembro, a nossa rede vai convocar uma conferência de imprensa mundial em Roma, com políticos italianos e anunciar uma nova fase de nossa campanha para desestabilizar o poder secular do Vaticano. Esta campanha irá incluir o lançamento de uma nova ação judicial de direito comum contra o atual Papa Francisco e seus agentes por cumplicidade em crimes contra a humanidade e participacão em rituais em cultos e assassinatos.

    2. Para salvaguardar esses esforços, p nosso Web site principal em www.itccs.org foi restaurado e protegido com novos recursos de segurança. Além disso, a partir de agora, todas as seções ITCCS irá operar sob uma Carta oficial, que todos os membros devem assinar e jurar. Uma cópia desta carta será afixada no itccs.org e distribuída em todas as nossas seções.

    3. A título de informação, no nosso site na televisão ex-www.itccs.tv foi comprometida e apreendidas pelos agentes pagos conhecidos pelos apelidos “Mel e Richard Ve”, que estão agindo em oposição deliberada aos ITCCS para denegrir o nosso trabalho e o bom nome de Kevin Annett, nosso Secretário. Nem “Mel e Richard Ve” e nem o site itccs.tv é parceiro ou de qualquer forma representam os ITCCS.

    4. Jorge Bergoglio (aliás Papa Francisco) e outras autoridades do Vaticano estão agora sob investigação criminal por crimes hediondos que envolvem o tráfico, tortura e assassinato de crianças. Aconselhamos a todas as pessoas a abster-se de ajudar Bergoglio e seus agentes, sob pena de condenação sumária por participar de uma conspiração criminosa comprovada que emana da Curia e do Gabinete do Romano Pontífice.


    Ritual de sacrifício de crianças, envolvendo elites europeias é exposta!

    culpados


    15/10/2013 - Membros de igrejas europeias e funcionários do governo, que estão envolvidos em um ritual de estupro e assassinato de crianças, foram expostos por um novo grupo de testemunhas, eles afirmaram as declarações públicas da Holandesa Toos Nijenhuis.

    No dia 7 de outubro essas novas testemunhas, entregaram declarações juramentadas para o Escritório Central do ITCCS e advogados em Genebra que descrevem sua observação ou participação no ritual de, tortura, estupro e assassinato de crianças a partir dos cinco anos de idade em propriedades privadas na Holanda e França. As testemunhas citaram dois cardeais católicos, um juiz francês, padres belgas e membros das famílias reais holandeses e britânicos como participantes neste crime.

    No ultimo dia 08 de maio, a ITCCS postou uma entrevista exclusiva com Toos Nijenhuis no qual ela nomeia alguns dos mesmos homens mencionados nestes últimos depoimentos como participantes do culto. De acordo com Toos e as novas testemunhas, as crianças eram sequestradas, drogadas, estupradas, torturadas e perseguidas e assassinadas em um evento ritualizado. Toos identificou pelo menos um campo no sul da Holanda, onde tais assassinatos, rituais, e enterros aconteceram, segundo Toos esses rituais aconteceram em 2010. A baixo o vídeo do depoimento de Toos e cenas dos locais onde ela identificou como sendo um dos locais do ritual. (em outro idioma).

    https://www.youtube.com/watch?v=w1NxKMkfgW4


    Coincidindo com estas novas exposições, Toos e sua família enfrentaram recentemente ataque e ameaças, para destruir sua associação e o ITCCS, e também seu secretario de campo Kevin Annett, que ajudou Toos a divulgar a história.

    Esses ataques vem de uma cineasta da Africa do Sul, Melani Spencer, e seu marido Richard, residente holandês que inicialmente trabalhou com a Sra. Nijenhuis, mas que virou-se para trabalhar contra ela e o ITCCS.

    Em varios e-mails, Spencer tentou extorquir dinheiro de Toos e sua família, e ameaçou com uma ação judicial, e mentiu em alguns programas de rádio, sobre Toos e Kevin Annett, aparentemente sem qualquer motivo ou provocação. (Estas cartas, declarações de Toos e das novas testemunhas, estão arquivados pela ITCCS, e será publicado com o conselho do Departamento Jurídico do ITCCS).

    A Direção Central do ITCCS divulgou uma declaração pela sua assessoria pública.

    " O esforço heróico de Toos Nijenhuis para salvar crianças de futuras torturas e assassinatos nas mãos de homens poderosos esta sendo ameaçada hoje, agora que outros estão vindo a frente para confirmar sua história. O ITCCS apela a todos os seus filiados e simpatizantes, que apoiem a todas as testemunhas, ajudando-os a trabalhar com os ITCCS para estabelecer tribunais comuns locais de justiça que pode nomear e prender os criminosos e proteger os inocentes."

    Os ITCCS estará lançando uma nova campanha na Europa para expor esse culto de assassinos de crianças e aqueles que ainda estão na ativa, através de uma decisão do tribunal, a ser convocado na Holanda com a ajuda das testemunhas e da Sra. Toos. Esta nova equipe irá incluir juristas europeus e grupos de direitos humanos, e também sera chamado sobreviventes de tortura e de rituais assassinos de todo o mundo.

    Para ser voluntário desta campanha envie um e-mail para.
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


    Fundado Tribunal Internacional contra Crimes da Igreja Católica e do Estado


    30/07/2012 - Ficamos sabendo pelo site Vaticans Assassins que foi fundado um Tribunal que busca julgar os crimes cometidos pela Igreja Católica e a Coroa da Inglaterra. O site desse Tribunal é o http://itccs.org/. O Tribunal é sustentado por acusações de sobreviventes de tortura e estupro cometidos dentro da Igreja Católica.

    O Tribunal impôs 10 medidas que a Igreja Católica deve seguir até 12 de setembro de 2012: entregar os padres estupradores, os restos mortais das vítimas, a anulação das isenções fiscais das Igrejas nos países onde vigora a Common Law (EUA-Canadá, Inglaterra, Irlanda e Austrália) e deixar de ser reconhecida como um Estado (entre outros). Esses últimos dois pontos soam particularmente como absurdos.

    Diz ainda o site do Tribunal:

    “O Papa Bento XVI e os seus Bispos têm até meia-noite de 15 de setembro de 2012 para começar a cumprir estas medidas”, disse o Secretário do Tribunal Kevin Annett.

    “Depois disso, vamos começar as ações para impedir o funcionamento normal da Igreja Católica Romana em todo o mundo, e vamos buscar acusações contra o Papa Bento XVI e outros funcionários do Vaticano por crimes contra a humanidade e conspiração criminosa.”

    O ACCAW, ITCCS e outros grupos irão fazer uma “campanha permanente de pertubação sem violência e de desobediência civil que visem a Igreja Católica Romana … até que o reinado de terror da Igreja sobre as crianças tenha terminado. “

    As histórias de genocídio, aparentemente com participação da coroa inglesa são contadas no seguinte site:

    http://www.hiddenfromhistory.org/

    De acordo com o site Vaticans Assassins o Secretário Kevin Annet é um homem morto:

    “Esse mesmo tipo de ataque que Kevin Annet está fazendo, ou seja, pedido o fim do poder político do Papa foi feito pelo príncipe Bismarck com a sua “Leis Falk” e levou a expulsão dos jesuítas de toda a Alemanha e Prússia em 1872 provocando duas tentativas de assassinato contra o grande Chanceler Luterano. Foi esse mesmo ataque que fez o padre católico Paulo Sarpi de Veneza, que resultou em seu esfaqueamento por um assassino jesuíta. Foi esse mesmo ataque que levou o Papa Paulo VI a ordenar o assassinato do presidente John F. Kennedy, pois esse afirmou que nenhum papa lhe diria o que fazer enquanto presidente dos Estados Unidos”.

    Vaticans Assassins ainda prossegue:

    “Atualmente existem dezenas de jesuítas assassinos do Vaticano que gostariam de matá-lo de acordo com o juramento de sangue através da “taça de veneno, o cabo de estrangulamento, o aço da poinard ou a bala de chumbo.” E se você realizar uma demonstração na Praça do Vaticano você pode compartilhar o mesmo destino de Savonarola, John Huss e William Tyndale.

    Você está fazendo o que os protestantes calvinistas e batistas fizeram por séculos. Você está resistindo aos poderes espiritual e temporal do papa. Você está expondo os crimes e contravenções de uma organização internacional, a fraternidade criminosa liderada pelo Papa Bento XVI perversamente intitulado como “o Vigário de Cristo.” Que você continue meu amigo, e você sirva de exemplo para todos os homens, especialmente para aqueles que creem na Bíblia de King James de 1611…… Você é um daqueles pregadores. Que o Senhor o abençoe na sua luta protestante contra a “Mãe das prostituições e abominações da Terra”, a grande cidade de Roma onde habita o Mistério Babilônia, a Religião chefiada pelo atual rei Nimrod de Satanás, o papa de Roma”.


    Fonte: VaticanCrimes

    http://adventismoemfoco.wordpress.com/

    https://www.facebook.com/ufologiaparacientifico

    Fonte original: http://itccs.org/2013/10/28/i-saw-joseph-ratzinger-murder-a-little-girl-eyewitness-to-a-1987-ritual-sacrifice-confirms-account-of-toos-nijenhuis-of-holland/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco