Verdades Incovenientes

    Vacinas, máscaras, politização, passaporte e outras verdades assassinadas

    dr marcelo mathias15/12/2021, comissão de saúde e meio ambiente. Audiência pública para discutir a necessidade de passaporte vacinal contra a Covid19 para acesso a locais publicos ou privados no estado do RS. Procunciamento do Dr Marcelo Mathias (presidente do SIMERS (Sindicato dos Médicos do Rio Grande do sul) - " A gente sabe que uma das coisas mais importantes da vida é a gente, não necessariamente, estar onde a maioria está. O que é mais importante? O mais importante é a busca incessante e determinada pela verdade, ...

    onde quer que ela esteja. A idéia do pensar diferente foi algo que sempre me seduziu muito e guiou, sobre vários aspectos, a minha vida. Eu acho que temos que falar aqui sobre um conjunto de fatos importantes que dizem respeito a questão da pandemia. E dentro da pandemia, nós tivemos, no meu entender, um grenal absolutamente inadequado que colocou de um lado a saúde e do outro a politização.

    A politização da saúde foi algo extremamente grave, porque quando a gente coloca interesse político partidário no desfecho ou no manejo a gente acaba torcendo para que a nossa teoria certa, portanto abrimos mão, muitas vezes, de buscar a verdade. E faço questão de dizer, como disse inúmeras vezes durante a pandemia: a pandemia é uma gerra e é uma guerra que tem pausa, agente, tem agressor, vítimas e soldados. E a minha categoria fez parte da turma dos soldados. Porque nos estivemos na linha de frente e muitos de nós falecemos atendendo a população. E em geral atendendo anonimos que nem conhecíamos.

    E justamente como estamos numa guerra, faço questão absouta de dizer. Ésquilo, 500 anos atrás, e quem me conhece sabe que eu faço essa citação frequentemente devido a sua importância. NUMA GUERRA A VERDADE É A PRIMEIRA VITIMA. E eu afirmo, na guerra do Covid a verdade foi assassinada inúmeras vezes, independente do lado. Pelo fato básico de que muitas pessoas procuraram a satisfação dos seus ideais político-ideológicos e não necessariamente dos fatos verdadeiros.

    Considerando isso, eu que sou um ginecologista e obstetra, mas fui compelido a estudar o covid 19 desde o início, convivi com todas as idiocincrazias políticas que foram criadas durante a pandemia. Eu descobri que ser favorável ou contrario a máscara, a vacina ou determinados tratamentos era um ato político ideológico. E eu fiz toda uma faculdade acreditando que as questões médicas são decididas a partir de trabalhos científicos com níveis de evidência. E não foi isso que aconteceu.

    Na política, determinado grupo político acha que quem não usa máscara, quem não faz a vacina e faz tratamento precoce é inimigo. Ao oposto também existe um lado que acredita que tudo isso é inimigo. E eu insisto, nós temos que buscar doa aquem doer, sempre, a verdade. Por isso, é justamente por isso que eu sempre busquei mais aqueles que tinham dúvidas e que buscavam a verdade, do que aqueles que certezas e portanto eram imutáveis. E as custas disso acho que nós precisamos citar algumas questões muito importantes.

    Quero dizer que do ponto de vista de busca de trabalhos científicos em medicina, a medicina nao é uma ciência exata e portanto a utilização de trabalhos científicos com metodologia discutível, foram utilizados por todos os lados para satisfazer o sentimento daquele que precisava ter o seu sentimento coberto por um trabalho científico. Então eu vi, por exemplo, defensores de máscaras citarem trabalhos dizendo que as máscaras salvavam vidas. Entretanto esses mesmos que exigiam um nível de evidência muito alto, por exemplo, para determinados tratamentos que eram utilizados por grupos de médicos, não se preocupavam com os níveis de evidência disponíveis nos trabalhos que defendiam a utilização de máscaras.

    E justamente por isso a gente percebeu que as redes sociais criaram uma granalização na ciência como eu nunca vi. A rede social jamais pode ser sensurada, nós temos que ter a liberdade de escolhar o que quisermos. Mas sim, há uma sensura e uma sensura claramente a conservadores nas redes sociais e não reconhecer isso é uma demonstração de ignorância. Eu ja fui acusado de muita coisa, mas nunca fui acusado de ignorar determinados fatos. Eu posso não necesssariamente saber tudo, mas eu nunca pulei a verdade para tentar satisfazer uma necessidade minha. Mas eu faço questão de citar as redes sociais, porque as que eu participo e sou extremamente ativo e busco muita informação boa, tambem criaram muitas informações inadequadas para todos os lados. E porque eu faço questão de dizer isso? Porque grenal em ciência não serve. Em ciência só serve a evidência maior que tem que vencer a evidência menor.

    E nesse aspecto, inumera vezes eu disso e faço questão, aqui numa assembléia legislativa, dizer o que eu disse inúmeras vezes publicamente e não tenho medo de assumir. Do ponto de vista de evidências médico nós temos as melhores evidências, evidências A. Nós temos ainda boas evidências, evidências B. Nós temos más evidências, mas que ainda são evidências, evidências C. E eu tenho um nível de evidência baixo, as evidências D, que são as opiniões dos especialistas. A opínião do especialista é muito perigoso no exato momento em que eu sou um especialista, um médico e eu posso fazer com que a minha opinião esteja colocada daquilo que me interessa. Maa ainda são considerada níveia de evidência. E a pandemia criou dois níveis novos de evidência. O nível J, que é dos jornalistas e o nível P, que é dos políticos.

    Isso é extremamente complexo. Só para que vocês tenham uma idéia, eu não sou contrário as vacinas, pelo contrário eu sou favorável, entretanto conversando com um colega médico, nesse final de semana, eu expus pra ele, primeiro lugar, dados objetivos do qual disponho, inclusive de trabalhos internos da Pfizer, que a maioria das pessoas não conhece demonstrando morte e mortalidade. Qualquer tratamento, até se tornar um tratamento com evidência alta ELE É EXPERIMENTAL, assim anda a ciência. E as vacinas são sim um tratamento experimental pelo fato de que não tem um nivel de evidÊncia mais alto. A dispeito disso o indivíduo médico não conhecia grandes paraefeitos inportantes da vacinação, especialmente a da Pfizer, quando eu mostrei o trabalho ele ficou chocado,porque na bolha onde ele circulava esse tipo de paraefeito não andava.

    E ai a gente cai num problema. Bolha é um lugar muito preocupante. A grande vantagem da bolha é que dentro da bolha a gente tem uma grande aceitação, dentro da bolha aquilo que a gente fala tem eco e eco positivo. O grande perigo da bolha é que existe uma outra bolha na qual tudo aquilo que a gente acredita é considerado mentira, é genocídio e assim por diante. E é justamente por isso que eu me dou ao trabalho, com uma certa nausia, de circular por todas as bolhas para obter todo o conhecimento que eu preciso para conseguir me manifestar. Até porque para quem nao me conhece, eu sou presidente do sindicato médico do rio grande do sul, o maior sindicato médico da américa latina. E tem dentro do seu corpo médicos com todas as ideologias e eu sou representante deles a dispeito das idéias que eles tenham, se concordam ou não comigo. E justamente por isso eu não me nego a colocar a minha posição publicamente, mesmo que eventualmente seja difícil.

    Eu vou colocar a posição da forma que eu fui convidado e eu fui convidado como presidente do sindicato medico do rio grande do sul e eticamente assim eu farei, porque é exatamente assim que eu sempre atuei. Nesse aspecto, eu faço questão de dizer que eu tenho mais evidências de que as vacinas, primeiro lugar, as vacinas como um todo salvam vidas, não há dúvida disso. As vacinas em particular, nós temos dificuldades técnicas. Deixa eu explicar uma coisa muito importante, para quem nao prestou atenção na frase, eu costumo dizer que vacinas, indiscutivelmente, salvam vidas. Porque isso é extremamente importante? Citando o exemplo da varíola, que foi a última geração vacinada para a varíola, ela acabou no mundo. Acabou graças as vacinas. A minha filha não teve diversas doenças que eu tive,porque eu fui de uma geração que tinha varicela na rua e a gente ia la pegar, e a minha filha vacinou. Portanto ser contra a vacina é apenas estar dentro de uma bolha e esquecer toda a história que se tem por tras.

    Faço questão de dizer que nem todas as vacinas são capazes de evitar as infecções, de evitar completamente a doença. Vou citar algumas delas por exemplo a BCG, todos nós fizemos, a maioria de nós fez. Ela não avita a tuberculose, ela reduz a gravidade da tuberculose. E ai nós vamos entrar em um problema grave das vacinas do covid. Elas são vacinas feitas para a primeira geração, como elas são feitas para a primeira geração elas tem toda a lógica do mundo para serem eficazes para a primeira geração. Quando as pessoas começam a se surpreender que cai a eficácia das vacinas com o tempo é a demonstração absoluta de que disconhecem a ciência e acham que é a imunidade do ser humano que cai...e não, é o fato de que estamos tratando de um ser mutante, que é o virus, que passa a ter novos antígenos cujas vacinas não tem capacidade de produzir imunidade. E é justamente por isso que fazer segunda, terceira, quarta, quinta, sexta doses de reforço, utilizando as vacinas de primeira geração não tem absolutamente nenhuma lógica e mais do que isso, começamos a ter acesso aos paraefeitos dessas vacinas.

    E ai ´e uma questão muito importante. E ai nos temos visto na mídia, na midia tradicional, de uma meneira muito clara, repetindo de maneira bastante importante a importancia da utilização de várias doses. E utilizaram como fonte o CEO da PFIZER. Quero dizer para vocês que o nível de evidÊncia do CEO da Pfizer, que ele apresenta é ZERO. Ele é um indivíduo que tem apenas o interesse , exclusivamente econômico. E portanto nós estamos tratando de uma questão comercial. Faço questão de dizer que a própria Pfizer tem um documento que foi disponibilizado, o congresso americano fez uma audiência na qual a Pfizer soliticou que não mostrassem os seus resultados pelos próximos 55 ANOS !!! Mas caiu isso. E ao cair, eu tive acesso ao trabalho e o trabalho mostra que entre os vacinados, nos EUA, até o dia 21 de fevereiro tinham tido 42086 paraefeitos, dos quais 1223 morreram.

    No exato segundo em que a gente passa a conhecer os paraefeitos a gente pode tratar com mais verdade e menos grenalização sobre os assuntos. Porque a gente tem o conhecimento dos efeitos, redução de internações hospitalares, de infecções........e ha o paraefeito que nós precisamos conhecer. Nesse aspecto faço questão de dizer, absolutamente:

    - MÁSCARA EM AMBIENTE ABERTO É ALGO QUE NÃO TEM A MENOR LÓGICA, faço questão de dizer pelo que eu entendi eu posso usar máscara no ambiente aberto, desde que eu não esteja fazendo esporte, mas para fumar eu posso ficar sem máscara.........O QUE NÃO TEM LÓGICA.
    - A PRÓPRIA OMS JA DISSE MUITO CLARAMENTE QUE AS RESTRIÇÕES E O FECHAMENTO DA ECONOMIA NÃO FUCIONAM, mas por alguma razão os governantes esqueceram a importância da OMS e simplesmente querem fazer para os outros as restrições.

    E ai vamos cair na questão do passaporte de vacina. Passaporte de vacina NÃO TEM NENHUMA LÓGICA. É o estabelicimendo do neosegregacionismo, é segregar pessoas. Porque uma ou outra não estão mais protegidos, mas por uma razão, porque essas pessoas tem uma sinalização de virtude. Se o objetivo é sinalizar virtude e não é necessariamente salvar vidas, nós estamos tratando de uma situação política e não de uma atitude médica.

    Façõ questão de lembrar para quem não conhece, que os EUA teve durante 50 anos uma lei segregacionista chamada Jim Crow, no sul dos EUA que separava negros de brancos. É isso que passaporte vacinal faz, separa vacinados de não vacinados. E um detalhe importante, nos temos que tratar sobre as novas variantes, porque as vacinas são feitas para as primeiras variantes e a variante omicros teve ontem, ao que me consta, o primeiro óbito. Ela ja esta espalhada pelo mundo, inclusive pela nossa cidade, ja tem gente aqui, ja chegou pelo Brasil E ELA CHEGOU BASICAMENTE PORrPESSOAS QUE TENHAM PASSAPORTE VACINAL. Porque são estas que podem viajar e as VACINAS NÃO SÃO CAPAZES DE PEGAR A VARIANTE OMICROM. O que só prova o seguinte:

    - COMPROVANTE VACINAL É ALGO TOTALMENTE TIRÂNICO.
    - SEGREGACIONISTA
    - SEM LÓGICA
    - ILEGAL
    - ANTICONSTITUCIONAL.

    Vacinas, especialmente para pessoas muito jovens, nós temos duas crianças internadas na UTI de Sorocaba, ELA TEM MUITO MAIS RISCOS QUE BENEFÍCIOS. E portanto, abriga-las a fazer, NÃO TEM A MENOR LÓGICA. O que tem lógica são duas coisas:

    - FAVORECER E BARATEAR OS EXAMES PARA DETECTAR IMUNIDADE. O SIMERS tem um acordo com um laboratório para obter o teste e IMUNES NÃO TEM O PORQUE FAZER A VACINA. E se nós pudermos propor uma coisa e eu sei que é uma coisa federal, se nos pudermos fazer uma coisa que é mais adequada, eu vou sugerir que seja criada uma lei que criminalize a politização da pandemia, um risco de vida muito grande e pessoa morreram por isso. Muito Obrigado !

    Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=eZP9JhSBew0

    Translate

    ptenfrdeitrues