Conheça a incrível ponte que termina num túnel embaixo do mar

    pontemar2A Ponte Oresund é um dos maiores feitos da engenharia moderna. Imagine o nível de complexidade envolvendo a criação de uma longa ponte, para tráfego intenso de veículos e trens sobre o mar. Pra complicar ainda mais a vida do engenheiro, a ponte deve desembocar em um túnel sob as águas! A obra existe e atende pelo nome de Ponte Oresund, um dos maiores feitos da engenharia moderna, ligando a Dinamarca à Suécia de uma forma absolutamente incrível.

    Essa construção extrema envolve todo o complexo de Oresund Fixed Link, que conecta as cidades de Malmö, na Suécia, a Copenhage, na Dinamarca. Partindo de Copenhagen, os motoristas passam primeiramente pelo impressionantetúnel submerso com 4km de comprimento. Em seguida, volta-se ao nível do mar sobre Peberholm, que é uma ilha artificial construída a partir dos materiais descartados durante a construção. Em seguida, chega-se propriamente à ponte, que é estaiada e possui 8km de extensão.

    Leia também - Relâmpago Globular

    É, portanto, a maior ponte estaiada do mundo, considerando o tráfego de veículos e trens. A construção teve início em 1995 e terminou em 1999. O seu custo foi de aproximadamente 5,7 bilhões de dólares. Veja agora nos vídeo a seguir imagens dessa extraordinária “ponte-túnel”.

     

    Öresund: de “ponte impossível” a ícone da engenharia

     pontemar4

    Literatura da construção civil cita a estrutura como uma “aula de engenharia” em todos os seus aspectos. Dezoito anos depois de sua inauguração, a ponte de Öresund segue ganhando prêmios. Também frequenta uma série de livros que listam recordes. A obra que liga a Dinamarca à Suécia é um ícone da engenharia moderna. De “ponte impossível”, transformou-se em modelo de projeto. Uma das lições que a megaobra deixa é que ela é fruto dos erros. Equívocos em outras superobras realizadas pelo mundo serviram para orientar os engenheiros que atuaram na Öresund de como não repeti-los. A execução da ponte cumpriu rigorosamente o cronograma.

    Começou a ser construída em 1995 e foi inaugurada em junho de 2000. Antes do canteiro de obras ser efetivamente instalado, o projeto foi estudado por quatro anos. Todas as variáveis foram levadas em consideração para que o empreendimento atingisse a perfeição. Até a manutenção da ponte foi planejada antes que ela saísse do papel. Não é à toa que na literatura da construção civil a ponte de Öresund é citada como uma “aula de engenharia” em todos os seus aspectos.

    Leia também - De lápides inteligentes a caixão biodegradável: inovações na indústria funerária

    Öresund tem 16 quilômetros de extensão, incluindo o trecho de ponte estaiada e o túnel submarino. Ela cruza o mar Báltico e liga Copenhague, na Dinamarca, a Malmö, na Suécia. A estrutura atende o fluxo de veículos e de trens. A parte superior é uma autoestrada pavimentada com concreto e destinada ao tráfego rodoviário, ao longo de suas 6 pistas – quatro para a circulação de carros, motocicletas e caminhões e duas que só são liberadas em situação de emergência.

    pontemar3

    A parte inferior da ponte atende duas vias férreas. O túnel submarino acoplado à ponte percorre 4 quilômetros debaixo do mar Báltico. Já o tabuleiro da ponte tem 8 quilômetros, sendo um quilômetro suspenso pelos estais. O vão central mede 490 metros, com altura de 57 metros acima do nível do mar, para possibilitar o tráfego marítimo. As torres que sustentam os estais estão a 240 metros de altura, equivalente a um edifício com mais de 60 andares. O projeto complexo ainda exigiu a construção de uma ilha com 4 km2, e que ficou pronta em 14 meses.

    Estrutura consumiu trilhões de quilos de rocha e de concreto para viabilizar a ilha e o túnel

    A construção da ponte de Öresund tem números superlativos. Para viabilizar a ilha, foram consumidos quase 2 trilhões de quilos de rocha, areia retirada do fundo mar e entulhos de construção que vieram de várias partes da Europa. Na ponte e no túnel submarino foram usados 280 mil m³ de concreto estrutural, 82 mil toneladas de aço estrutural e 60 mil toneladas de aço corrugado para protensão. Com exceção do concreto usado nos tabuleiros, todos os outros elementos foram pré-fabricados na Suécia. Os elementos para o túnel são, até hoje, os maiores já produzidos pela indústria de pré-fabricados de concreto em todo o mundo.

    pontemarq

    Leia também - Como Riscar o Facebook da sua vida

    Cada uma das 20 peças tem 75 metros de comprimento, 38 metros de largura e 8,5 metros de altura, consumindo o equivalente a 8 trilhões de litros de concreto. Um único elemento possui tamanho semelhante a dois campos e meio de futebol e pesa aproximadamente 55 mil toneladas. Todos foram instalados com perfeição milimétrica, possibilitando que a ponte de Öresund se tornasse realidade. Atualmente, a estrutura recebe tráfego de 25 milhões de pessoas por ano, que transitam entre a Dinamarca e a Suécia.

    Fonte: http://www.curtamais.com.br/
               https://www.cimentoitambe.com.br/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco