História de Santa Bernadette

    staber1Santa Bernadete nasceu no moinho de Boly, perto de Lourdes, na França, no dia 7 de janeiro de 1844. Foi a filha mais velha entre 9 filhos de Francisco Soubirous e Luisa Castérot. Seu pai era um pobre moleiro (operário de moinho de farinha) e viviam em condições precárias. Na infância Bernadete foi pastora e doméstica. Para piorar a situação, a região começou a enfrentar uma grave crise financeira. Por isso, mudaram-se para Lourdes, em condição de miséria. Em Lourdes, vão morar na antiga cadeia que estava abandonada.

    Este era um lugar sujo e infecto. Assim, Bernadete, que sempre tivera pouca saúde, piorou seu estado sofrendo com cólera e asma. Ela não pode frequentar a escola ficando analfabeta até os 14 anos.

    Aparições de Nossa Senhora Lourdes a Santa Bernadete

    No dia 11 de fevereiro de 1858, Bernadete, sua irmã Toinette e a amiga Baloume foram buscar lenha na gruta de Massabielle (rocha velha). Nesse dia Santa Bernadete viu uma mulher de branco, com um rosário na mão e um cinto brilhante. Mais tarde, esta mulher da visão se revelaria como Nossa Senhora da Imaculada Conceição. No momento da visão Bernadete disse que ficou com medo e começou a rezar o terço. Então seu coração se acalmou e ela teve serenidade para saber que realmente se tratava de uma aparição de Nossa Senhora. A partir desse momento Bernadete teve 18 aparições de Nossa Senhora, ocorridas entre 11 de fevereiro e 16 julho do ano de 1858.

    Uma água milagrosa brota na gruta

    Na aparição do dia 25 de fevereiro, Nossa Senhora mandou que Bernadete cavasse o chão na gruta Massabielle. Onde ela cavou, brotou uma fonte de água pura que jorra cerca de 5 mil litros por dia até os dias de hoje. Desse dia em diante, milhares de curas extraordinárias já aconteceram a enfermos que se banharam nas águas abençoadas da gruta de Lourdes.

    Leia também - A Monja que viveu a Bíblia

    Nossa Senhora se revela ao mundo

    Maria pediu a Santa Bernadete que fosse à gruta por 15 dias. Na 16ª aparição, ela revelou como queria ser chamada. Nossa Senhora disse: Eu sou a Imaculada Conceição. O Padre Dominique, pároco local, que conhecia Bernadete, disse que era impossível ela conhecer o Dogma (verdade de fé) da Imaculada Conceição, estabelecido em 1854 pelo Papa Pio lX, 4 anos antes das aparições em Lourdes. Como vimos, Bernadete era analfabeta e de família muito pobre.

    Promessa de Nossa Senhora de Lourdes a Santa Bernadete

    Em uma das aparições, Nossa Senhora disse a Bernadete: Não prometo fazer-te feliz nesse mundo, mas sim no outro. E, de fato, Bernadete foi submetida a inúmeros interrogatórios, dúvidas e questionamentos por parte de autoridades da Igreja e de céticos. Porém, para espanto e admiração de todos, Bernadete defendeu as aparições de Nossa Senhora com muita força e convicção, sem deixar de lado sua simplicidade e humildade

    Milagres de Nossa Senhora de Lourdes na gruta

    Numerosos milagres aconteceram na gruta de Lourdes dos dias de Bernadete até hoje. Uma mulher grávida de 9 meses com uma mão paralítica vai a gruta, vê ali Santa Bernadete tendo uma das visões de Nossa Senhora e depois das orações coloca sua mão paralítica na água da fonte ficando milagrosamente curada. Muitos milagres acontecem nos dias de hoje no Santuário de Lourdes, que recebe anualmente mais de 6 milhões de peregrinos de todas as partes do mundo.

    staber2

    Milagres de Santa Bernadete

    Santa Bernardete realizou muitos milagres em vida e mais ainda após a sua morte. Dois milagres em vida ficaram muito famosos. Um recém nascido tuberculoso, desenganado pelos médicos, foi levado por sua mãe ao convento que para Santa Bernadete acabar de bordar a roupa do doente, quando sua mãe coloca a roupa no doente ele fica curado. Uma mãe leva a filha aleijada no convento e pede para Bernadete segurá-la. A superiora diz para que ela não a deixe no chão, mas logo Santa Bernadete a deixa brincar e correr para todos os lados, pois ficou milagrosamente curada.

    Refugio de Santa Bernadete

    Por causa dos milagres e visões, a fama de Bernadete se espalhou e muitas pessoas vinham procura-la de todas as partes. Para fugir dessa gente, Bernadete se internou no hospital das Irmãs de Caridade em Nevers, Lourdes. Ali, ela recebeu aulas, aprendeu a ler e escrever. Lá ela faz de próprio punho, o primeiro relato das aparições de Lourdes. Em janeiro de 1862, o Monsenhor Bertrand Séveré Laurence, Bispo de Tarbes, reconheceu oficialmente o relato das aparições.

    Vida Religiosa de Santa Bernadete

    No convento, Bernadete sentiu confirmada sua vocação para a vida religiosa. Então, ela entra para o convento de Saint Gildad, iniciando seu noviciado em 1866. Em 30 de outubro de 1867, faz a profissão religiosa nas Irmãs da Caridade de Nevers. Bernadete dedicou sua vida à ajuda aos necessitados como enfermeira. Assim ela se sentia realizada, podendo demonstrar o amor de Deus aos doentes, dando-lhes alento, conforto e esperança. Assim viveu até sua morte.

    Santa Bernadette falece

    Santa Bernadete sofria de uma doença que a deixou totalmente paralisada em seus últimos anos de vidas. Ela faleceu no dia 19 de abril do ano de 1897, estando totalmente imobilizada na cama. Com a divulgação da notícia de sua morte, grande multidão foi ao convento prestar suas homenagens e orações a Santa Bernadete. Seu sepultamento teve que ser adiado, para que todos pudessem dar o último adeus a Bernadete.

    Leia também - O Tenente-Coronel Sir Adrian Carton de Wiart, o verdadeiro Homem de Ferro

    Corpo incorrupto de Santa Bernadete

    Trinta anos após sua morte, seu corpo foi exumado por causa do processo de canonização que se iniciara em seu favor. E, para o espanto de todos, seu corpo estava intacto, incorrupto, do mesmo modo como ela tinha sido enterrada, apesar de seu hábito apresentar humidade e o rosário em suas mãos ter oxidado. O povo passou a chamar Santa Bernadete de Santa Dormente pois, em seu leito de morte, parece que ela está apenas dormindo. Hoje, mais de um século após sua morte, seu corpo continua intacto e está exposto em uma redoma de vidro, na Igreja do Convento de Saint Gildard de Nevers.

    staber3

    Canonização

    Tendo milagres estudados e confirmados pela Igreja, o Papa Pio XI celebrou a canonização de Santa Bernadete de Lourdes no dia 8 de dezembro de 1933, festa da Imaculada Conceição. A santidade de Bernadete foi confirmada ao longo de sua vida no convento. Todos testemunhavam o amor, a fé, a perseverança e o carinho que Santa Bernadete demonstrava para com todos. Sua festa é celebrada no dia 16 de abril. Na França também é celebrada no dia 18 de fevereiro. Junto à gruta foi erguido um belíssimo e grandioso Santuário, o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes. Local ponto de visita de milhões de fiéis todos os anos, em busca de renovação de fé, conforto espiritual e curas, que nunca deixaram de acontecer a fiéis que se banham nas águas da gruta.

    Oração a Santa Bernadete

    Senhor, vós que dignastes conceder à jovem Bernadete a graça de ver vossa Santíssima Mãe, e com ela conversar e orar, concedei também a mim uma maior devoção para com Maria Santíssima e a graça da boa saúde e disposição. Santa Bernadete Soubirous, rogai por nós.

     

    O Corpo Incorrupto de Santa Bernadette Soubirous, a Vidente de Lourdes

     staber4

    2018 - A incorruptibilidade do corpo de Santa Bernadette Soubirous é um dos casos mais impressionantes e estudados pela medicina A grande festa de Nossa Senhora Lourdes se comemora em 11 de fevereiro e a festa de Santa Bernadette em 18 de fevereiro na França. Desde 3 de agosto de 1925, o corpo intacto da Santa se encontra exposto numa urna de cristal na capela do convento de Saint-Gildard, na cidade de Nevers, França. A cidade fica na Borgonha, a 260 km ao sul-suleste de Paris.

    Assim informa uma inscrição ao lado do corpo da Santa na mesma capela:

    “O corpo de Santa Bernadette repousa nesta capela desde 3 de agosto de 1925. Ele está intacto e “como se estivesse petrificado” segundo foi reconhecido pelos médicos juramentados e pelas autoridades civis e religiosas por ocasião das exumações de 1909, 1919 e 1925. O rosto e as mãos, que escureceram no contato com o ar, foram recobertos com ligeiras camadas de cera, moldadas segundo os modelos recolhidos diretamente.

    A posição inclinada para o lado esquerdo foi assumida pelo corpo no túmulo”. Vejamos, entretanto, o que disseram os médicos responsáveis pelas perícias praticadas sobre o corpo da Santa nas diversas ocasiões mencionadas na inscrição.

    Primeira exumação

    Em 22 de setembro de 1909, trinta anos após o velório, seu cadáver foi exumado pela primeira vez e o corpo encontrado intacto.Os Drs. Ch. David e A. Jordan, que conduziram esta primeira exumação, escreveram no relatório da perícia:

    Leia também - A vida insólita de Charles Fort, investigador do incomum

    “O caixão foi aberto na presença do Bispo e do Prefeito de Nevers, seus principais representantes e diversos religiosos.

    “Não notamos nenhum odor.

    “O corpo estava vestido com o Hábito da Ordem a que pertencia Bernadette. O Hábito estava úmido.

    “Apenas a face, mãos e antebraços estavam descobertos.

    “A cabeça estava inclinada para a esquerda. A face estava lânguida e branca. A pele estava apegada aos músculos e estes apegados aos ossos.

    “As cavidades oculares estavam cobertas pelas pálpebras […]

    “Nariz dilatado e enrugado. Boca levemente aberta e se podia ver os dentes no lugar.

    “As mãos, cruzadas sobre o peito, estavam perfeitamente preservadas, bem como suas unhas. As mãos seguravam um terço. Podia se observar as veias no antebraço.

    “Os pés estavam enrugados e as unhas intactas.

    “Quando o Hábito foi removido e o véu levantado de sua cabeça, pode se observar um corpo rígido, pele esticada […]

    “Seu cabelo estava com um corte curto e bem preso à cabeça. As orelhas estavam em perfeito estado de conservação […]

    “O abdome estava esticado, assim como o resto do corpo. Ao ser tocado, tinha um som como de papelão.

    staber5

    “O joelho direito estava mais largo que o esquerdo.

    “As costelas e músculos se observavam sob a pele […]

    “O corpo estava tão rígido que podia ser virado para um lado e para o outro […]

    “Em testemunho de que temos corretamente escrito esta presente declaração, a qual representa a verdade em sua totalidade.

    Nevers, 22 de setembro de 1909, Drs. Ch. David, A. Jourdan.”

    staber2
    Foto ao lado tirada entre após a última exumação (18 de abril 1925) e antes de ser guardada na urna atual (18 de julho 1925). A santa faleceu em 16 de abril de 1879, 46 anos antes da foto.

    Segunda exumação

    Em 1919, dez anos depois da primeira exumação, realizou-se uma segunda exumação do corpo de Santa Bernadette, conduzida desta vez pelos Doutores Talon e Comte, com a presença do Bispo da cidade de Nevers, bem como do Delegado de Polícia e representantes da Prefeitura e da Igreja.

    Eis alguns excertos do relatório final do Dr. Comte, sobre esta segunda perícia:

    “Deste exame, concluo que permanece intacto o corpo da Venerável Bernadette, esqueleto completo, músculos atrofiados, mas bem preservados; apenas a pele, que estava enrugada, pelos efeitos da umidade do caixão.[…]

    “O corpo não estava em putrefação nem decomposição, o que seria esperado como normal, após quarenta anos de seu sepultamento.

    Nevers, 3 de abril de 1919, Dr. Comte.”

    starber3
    Santa Bernadette em seu velório, abril 1879, Nevers – A situação encontrada foi exatamente a mesma da primeira exumação.

    Terceira exumação

    Por fim, a 18 de novembro de 1923, Sua Santidade o Papa Pio XI assinou decreto reconhecendo a heroicidade das virtudes de Bernadette.

    Após a beatificação da Santa, foi efetivada uma terceira exumação em 12 de Junho de 1925. O objetivo era a retirada de “relíquias” de seu corpo.

    A canonização viria oito anos mais tarde, em 1933.

    Sobre esta última exumação, escreveu o Dr. Comte em seu relatório, em termos forenses que por vezes espantam aos leigos, mas que nos permitem medir com exatidão o grau da incorruptibilidade do corpo da vidente de Lourdes:

    “Eu queria abrir o lado esquerdo do tórax para retirar algumas costelas e então remover o coração, o qual eu tinha certeza que estaria intacto.

    “Porém, como o tronco estava levemente apoiado no braço esquerdo, haveria dificuldade em ter acesso ao coração.

    “Como a Madre Superiora expressou o desejo de que o coração de Santa Bernadette não fosse retirado, bem como também este era o desejo do Bispo, mudei de ideia de abrir o lado esquerdo do tórax e apenas retirei duas costelas do lado direito, que estavam mais acessíveis.

    staber6

    “O que mais me impressionou durante esta exumação foi o perfeito estado de conservação do esqueleto, tecidos fibrosos, musculatura flexível e firme, ligamentos e pele após quarenta e seis anos de sua morte.

    “Após tanto tempo, qualquer organismo morto tenderia a desintegra-se, a se decompor e adquirir uma consistência calcária.

    “Contudo, ao cortar, eu percebi uma consistência quase normal e macia.

    “Naquele momento, eu fiz esta observação a todos os presentes de que eu não via aquilo como um fenômeno natural”.(1)

    Leia também - Harry Houdini

    Naquela época foi confeccionada a urna de cristal que guarda o corpo de Santa Bernadette. As freiras cobriram seu rosto e as mãos com uma camada fina de cera. A urna se encontra hoje numa bela capela fora da clausura para que possa ser visitada. O corpo milagrosamente preservado de Santa Bernadette encoraja os visitantes a imitarem a vida de Santa Bernadette e levarem a sério as mensagens transmitidas pela vidente da Imaculada Conceição.

     

    Fonte: https://cruzterrasanta.com.br
               https://www.fatima.org.br

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco