mifa1Dezasseis anos depois de “Fátima nunca mais”, o padre Mário de Oliveira regressa à temática das aparições com o não menos polémico “Fátima S.A.”. O livro, que resulta de uma longa investigação feita pelo presbítero-jornalista, demonstra, segundo o autor, que “o Santuário de Fátima é uma máfia poderosa”. Frontal e polémico, como é seu timbre, o popular Padre Mário da Lixa, como também é conhecido, acusa a Igreja de ter cometido em Fátima um “crime lesa-humanidade” ao criar uma “encenação-ostentação”, repleta de “vergonha, mentira e crime”. Em entrevista ao JN, adianta mesmo que as “aparições só têm servido para ludibriar as populações mais desamparadas”.

    pramagi topoNo antigo Egito, a magia [heka] era uma das forças que o Criador tinha usado para fazer o mundo e a magia consistia, principalmente, em atos simbólicos que produziam efeitos práticos. Todas as divindades possuíam algum tipo desse poder e havia regras sobre os motivos e modos de usar magia. Os sacerdotes eram os guardiões desse conhecimento secreto; eram os únicos capazes de ler os livros antigos que continham as fórmulas, dádivas dos deuses que protegiam os homens das "desgraças do destino", verdadeiros tesouros guardados nos palácios e bibliotecas.

    igrepar1DISPONIBILIZAMOS ABAIXO o conteúdo integral da arrasadora conferência dada por Dom Antônio Carlo Maria Viganò, Arcebispo e ex-Núncio Apostólico dos EUA (em 29 de outubro de 2020), na qual ele trata de modo dramático sobre a grande crise atual na Igreja e a terrível "máfia eclesiástica" que nos assola, denunciando a proliferação das heresias promovidas pelo Vaticano II, as profanações de toda sorte cometidas pelos próprios clérigos, os erros gritantes do Papa Francisco (que segundo ele teria sido eleito por influência da maçonaria) e a apostasia generalizada.

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco