orgal1Ainda que biologicamente somos uma mesma espécie e, estruturalmente, nossa anatomia e fisiologia são idênticas, homens e mulheres temos diferenças corporais que, entre outras consequências, nos fazem experimentar de maneira diferente os mesmos fatos e circunstâncias. Este é o caso do orgasmo. Ainda que se trate de um fenômeno, em geral, compartilhado por duas pessoas, situadas no mesmo tempo e lugar e, mais que isso, ambas protagonistas e artífices do fato, a experiência tal e qual acontece no interior do cérebro de cada uma é notavelmente diferente, reflexo também das divergências fisiológicas ocorridas entre homem e mulher durante este momento.

    vigame109/09/2018 - Não há dúvida de que os videogames significaram uma enorme mudança na forma como usamos o nosso tempo livre. Eles são os protagonistas nas reuniões de amigos, de momentos solitários, e constituem um mercado que movimenta bilhões de dólares. Todos nós já jogamos em algum momento e, geralmente, os relacionamos com situações de descontração em que não queremos pensar muito. Mas, e se o nosso videogame favorito estivesse beneficiando o nosso cérebro? Existe uma relação entre inteligência e videogames? A seguir, veremos a mudança que passamos na nossa maneira de ver o mundo graças aos videogames, e observaremos como nem todos eles têm o mesmo efeito cognitivo.

    camifu108/07/2017 - A empresa sueca Einride revelou um protótipo futurista de caminhão autônomo que promete revolucionar a indústria de transporte rodoviário. O modelo, chamado T-Pod, é controlado remotamente por drivers, transporta 20 toneladas de carga e produz zero emissões de C02. T-Pod, o caminhão do futuro. O T-Pod não foi projetado para transportar pessoas, mas somente cargas. O protótipo não possui assentos ou mesmo janelas. Logo, não há – literalmente – espaço para motoristas ou passageiros.

    muntrab116/01/2018 - Com o avanço da inteligência artificial, Yuval Noah Harari, autor de ‘Sapiens’, prevê que muitos profissionais não apenas ficarão desempregados, como também não serão mais empregáveis. Com o avanço da inteligência artificial, os humanos serão substituídos na maioria dos trabalhos que hoje existem. Novas profissões irão surgir, mas nem todos conseguirão se reinventar e se qualificar para essas funções. O que acontecerá com esses profissionais? Como eles serão ocupados? Yuval Noah Harari, professor da Universidade Hebraica de Jerusalém e autor do livro Sapiens – Uma Breve História da Humanidade, pensa ter a resposta.

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco