Temas Inexplicados

    Rituais

    ritual1Ao iniciar um ritual, algumas pessoas começam o círculo pelo leste, outras preferem a maneira Celta e começam pelo norte. Na Tradição Celta, o norte é sagrado, pois é pelo norte que o guerreiro entra no círculo do conhecimento, e foi pelo norte da terra que os celtas vieram para a Europa. Uma forma de traçar o círculo é dizer: PELO PODER DA DEUSA E DO DEUS, PELOS GUARDIÕES DOS QUATRO QUADRANTES, EU TRAÇO ESTE CÍRCULO SAGRADO. DESTE ESPAÇO NENHUM MAL SAIRÁ, E NELE NENHUM MAL PODERÁ ENTRAR.

    Pode-se parar em cada quadrante e convidar os Elementais para entrarem no círculo. Antes do ritual ser iniciado, o lugar em que é traçado o círculo deve ser varrido com a vassoura para eliminar qualquer negatividade. Mesmo assim, deve-se evitar realizar qualquer ritual em locais negativos. Na maioria das vezes, o círculo é traçado no sentido horário durante os Sabbats e no sentido anti-horário para os Feitiços, em especial nos trabalhos para banir energias negativas. Dentro do círculo deve haver um símbolo em cada quadrante representando os quatro elementos: água, sal ou qualquer objeto marinho para a água a oeste; uma vela ou enxofre para o Fogo ao sul; um pouco de terra ou uma planta para a Terra ao norte; e uma pena ou incenso para o Ar ao leste. Esses elementos podem ser substituídos por velas na cor dos quadrantes. Na Tradição Celta, as cores são: negro para o norte, representando a meia noite; vermelho para o leste, representando o nascer do sol; branco para o sul, representando o sol do meio dia; e cinza, azul ou púrpura para o oeste, representando o crepúsculo.

    Antes de iniciar o ritual, tudo já deve ter sido planejado com antecedência, e as funções de cada um já devem estar determinadas. Terminado o ritual, a mesma pessoa que traçou o círculo deve abri-lo, fazendo o traçado no sentido oposto ao da abertura, e também deve se despedir das entidades que foram convidadas e agradecer a sua ajuda, dizendo: PELO AMOR DO DEUS E DA DEUSA, PELOS GUARDIÕES DOS QUATRO QUADRANTES, EU ABRO ESTE CÍRCULO SAGRADO. ELE ESTÁ ABERTO, MAS NÃO QUEBRADO. QUE ELE SEJA ENVIADO AO UNIVERSO. QUE ASSIM SEJA PARA O BEM DE TODOS.

    É muito importante a criatividade nos rituais. Eles não devem ser interrompidos e, salvo em caso de necessidade, nenhum membro deve sair do círculo até o final. Se isso tiver que ser feito, deve-se pular a vassoura para não quebrá-lo, pois, se isso ocorrer, todo o Ritual de Abertura terá que ser feito novamente. Se alguma pessoa se sentir mal, deve sair imediatamente do círculo. Grávidas, pessoas idosas ou muito jovens devem ter cuidados especiais. Pode-se iniciar as pessoas no Coven a partir dos 13 anos, ou, no caso das meninas, após a primeira menstruação. Não é comum crianças pequenas nos rituais, mas elas podem participar de alguns rituais em família. Para os que têm filhos, é aconselhável que se criem rituais leves para que as crianças conheçam os Deuses e desenvolvam seu amor pela natureza. Um exemplo seria criar um ritual simples para que as crianças consagrassem um jardim ou pedissem aos Deuses proteção para seus bichinhos de estimação.

    Todo ritual que não seja de adoração, isto é, que seja feito para se alcançar um propósito ou realizar algum desejo, é chamado de Feitiço ou Encantamento. Quase todos os desejos e problemas humanos encontram soluções nos feitiços. Dentro da Wicca não se faz o que chamam de Magia Negra, pois acreditamos que tudo o que fizermos voltará para nós multiplicado por três. A Magia Negra não é só aquela em que se deseja o mal para outras pessoas, ou rituais com o uso de sangue ou sacrifícios. Magia Negra também pode ser interferir no Livre Arbítrio de outras pessoas. Isso acontece muito em feitiços de amor, pois várias pessoas desejam se casar com determinada mulher, ou que o marido volte, ou que a filha deixe aquele namorado. Essas pessoas não parecem ter a menor preocupação com a vontade alheia. Para a tristeza das "mães bem-intencionadas", suas filhas têm o direito de escolher os seus relacionamentos e de dar cabeçadas na vida, pois, talvez, ela necessite até carmicamente dessa experiência para evoluir como ser humano. Além do mais, as pessoas têm o péssimo costume de julgar os outros pelas aparências e, muitas vezes, são vítimas de seus preconceitos e cometem grandes injustiças. é muito melhor fazer um ritual de proteção para que os Deuses orientem seus filhos no caminho certo, e deixar que eles vivam suas vidas com o mínimo de interferência. Quanto aos rituais de amor, uma pessoa nunca deve forçar outra a amá-la, e muito menos a casar com ela. O casamento de nossos sonhos pode se tornar um grande pesadelo. Muitas pessoas se casam através desses rituais de "amarração", para verem, depois de algum tempo, aquela paixão forçada se transformar em puro ódio. Correto seria pedir aos Deuses para que lhe mostrassem a pessoa certa para lhe fazer feliz e também ser feliz a seu lado, pois as pessoas que querem fazer feitiços de amor raramente parecem se preocupar com a felicidade do outro. Mas se a pessoa tem certeza de que é amada, e existem obstáculos ao bom relacionamento, um feitiço pode ser feito para afastar esses obstáculos. Sempre que terminar um feitiço, diga: QUE SEJA PARA O BEM DE TODOS. Confie na sabedoria dos Deuses, pois a visão deles é muito mais ampla que a nossa.

    Antes do ritual deve-se determinar exatamente o que será feito, para que não haja dúvidas durante a execução. Se tiver um Animal Guardião, poderá chamá-lo para ficar em sua companhia durante o feitiço. Para se fazer um feitiço, é importante que se tenha: desejo, concentração, visualização e expectativa. é preciso ter um forte desejo, pois um feitiço depende muito da carga emocional que você conseguir projetar nele. é preciso saber exatamente o que se quer e permenecer firme nessa idéia. Também é necessária uma boa dose de concentração para que não se desvie do objetivo e seja possível manter uma imagem fixa do seu desejo durante o ritual. Para que um desejo atinja os níveis mais profundos de nossa mente é necessário que ele seja expresso em imagens, pois o inconsciente trabalha através de símbolos e não de palavras. é importante que se consiga fazer uma visualização do desejo realizado, num quadro o mais perfeito possível. No começo pode parecer difícil, mas seria bom fazer alguns exercícios de visualização, como olhar para um objeto, fechar os olhos e tentar vê-lo novamente com o máximo de detalhes. Ou simplesmente tentar criar cenas mentais, o mais exatas possível. Mas a boa visualização não significa apenas ver o objeto. Se imagina-se uma fruta, o certo é imaginar seu gosto, cheiro, textura etc. A boa visualização leva em conta todos os sentidos. Finalmente, é preciso ter uma expectativa favorável, isto é, é preciso acreditar realmente que o feitiço vai funcionar. Muitas vezes essa é a parte mais difícil, pois seria preciso manter o espírito confiante de uma criança, mas as pessoas, com o passar do tempo, aprender a duvidar, especialmente se o feitiço demora um pouco para acontecer. Tudo no Universo tem seu tempo certo, e às vezes é preciso ter paciência e esperar o momento favorável.

    Em muitos feitiços pode ser necessário usar um Condensador Psíquico, isto é, uma substância que ajuda a concentrar energias. Um ótimo condensador é a camomila. Deve ser feito um chá bem forte, que deve ser coado e esfriado. Durante o feitiço deve-se deixar cair algumas gotas no material utilizado. A concentração de energia será muito mais rápida e fácil. Por último, é preciso ter paciência e aprender com os próprios erros, pois, quando se está começando no mundo da Bruxaria, nem tudo ocorre como desejado.


    Terceiro Olho


    Realize esse ritual neopagão para aprimorar os poderes psíquicos três dias antes da lua cheia e, preferivelmente, quando ela estiver nos signos astrológicos de Câncer, Peixes ou Escorpião.

    Comece preparando um chá mágico bem forte de artemísia ou mil-folhas (ervas que estimulam os sentidos psíquicos) e acenda treze velas votivas de cor púrpura para ajudar a atrair as influências psíquicas.

    Tome o chá e olhe fixamente para um espelho mágico, uma bola de cristal ou uma pirâmide de cristal enquanto entoa três vezes o seguinte encantamento: EU TE INVOCO, OH ASARIEL, ARCANJO DE NETUNO E GOVERNANTE DOS PODERES DA CLARIVIDÊNCIA. EU TE PEÇO QUE ABRAS O MEU TERCEIRO OLHO E QUE ME MOSTRES A LUZ OCULTA. PERMITE-ME VER O FUTURO. PERMITE-ME VER O PASSADO. PERMITE-ME PERCEBER OS DIVINOS REINOS DO DESCONHECIDO. PERMITE-ME A SABEDORIA DO SAGRADO UNIVERSO. ASSIM SEJA.

    Após isso, relaxe, respire lentamente e se concentre para abrir o seu Terceiro Olho. Não permita que pensamentos negativos contaminem sua mente.

    O Terceiro Olho, "chakra" invisível localizado no centro de sua testa, acima do espaço entre as sombrancelhas, é a fonte de poder mais elevada do corpo humano, da visão sobrenatural e da clarividência.


    Busca da Visão

     

    ritual2A busca da visão é um antigo "rito de passagem", no qual o buscador é enviado a um Local de Poder para jejuar, orar e pedir uma visão por três ou quatro dias, dormindo ao relento e as vezes sem água. O objetivo dessa atividade, chamada pelos Lakota de "Subida da Colina", é colocar a prova e desenvolver seu poder pessoal. À medida que você que você contempla a natureza, você exercita a paciência e a perseverança esperando por uma visão. A busca da visão não deixa de ser uma peregrinação simbólica que favorece sua conexão com a essência, o seu Wanagi (Eu Superior). Dentro do Xamanismo, existem diversas formas de realizar a busca da visão. Além de uma viagem a um local de poder e o tradicional jejum de três ou quatro dias, podem ser realizadas caminhadas solitárias, em região de difícil acesso, onde é colocada a prova a capacidade de sobrevivência e força espiritual. Existem algumas jornadas interiores na escuridão de uma Sauna Sagrada, de uma Kiva ou de um quarto fechado durante dias. A busca de visão pode ser tão simples como a solidão de uma tarde, vendo o sol se por numa montanha ou no mar.

    Qualquer que seja a forma, a busca da visão pode transformar sua vida. Simplesmente este é um ritual que ajuda a tranquilizar-se, concentrar-se e sintonizar-se com os Poderes Superiores e obter respostas para alguns de seus problemas mais complexos. Além de auxiliá-lo com algumas visões para contribuir para o bem estar de nossos irmãos e a preservação da Mãe Terra. Em meio à natureza, e com sua permissão arranje sete pedras (Um xamã não se considera superior, ou inferior a nada, nem mesmo as pedras, portanto só pegue as pedras se lhe for permitido) do tamanho de sua mão, mais ou menos.

    Deite-se (é melhor que seja em meio à natureza, mas esta parte pode ser feita em casa, ou no seu local de poder) e cubra-se com um cobertor ou lençol; coloque duas pedras abaixo dos pés (as pedras, todas, devem prender o cobertor), estas ajudam a ter habilidade para caminhar nos mundos interiores; coloque duas nas mãos (ao lado delas, e sempre acima do cobertor), para ter habilidade de tocarem a essência espiritual; coloque duas acima dos ombros, estas fornecem habilidade para ouvir-ver-sentir e expressar as visões percebidas; coloque uma acima da cabeça, esta fortalece e representa a intenção da viajar. Cubra a cabeça com um cobertor, chapéu, vende-se, etc, para ficar bem escuro.

    Ouça as batidas do tambor (na falta deste, conecte-se com a sua pulsação e com o ritmo da própria Terra). Decida ou intua, qual dos oito caminhos deseja seguir:

    LESTE: A abertura, encorajar sua direção e objetivo de vida, avaliar novos começos e projetos, avivar suas esperanças;

    SUL: Realização, encontrar seu poder, realizar seus propósitos, buscando seu autoconhecimento, desenvolvendo seu potencial;

    OESTE: Interiorização, assimilar e compreender as experiências, reforçar sua responsabilidade, encontrar a cura;

    NORTE: Sabedoria, aceitação, silencio, buscar o apoio e a orientação dos ancestrais, contatar a sabedoria inata;

    NORDESTE: Inspiração, buscar novas fontes de inspiração na Natureza, arte, música, livros, meditação;

    SUDESTE: Força do Guerreiro, agir como guardião e defensor da liberdade, buscar confiança, auto-afirmação, seus talentos;

    SUDOESTE: Intuição, através do equilíbrio ser receptivo para novas percepções, estar atento aos sinais buscando conhecimento;

    NOROESTE: Purificação, reprocessar-se para finalizar um ciclo e começar outro, buscar a verdade em tudo; Pedir a presença de seu animal de poder e de seu mestre-xamã interior. Procure uma das entradas para o outro mundo (fendas em rochas, ocos de árvore, cavernas, símbolos, espirais anti-horário para descer, horário para subir).

    Ao entrar no mundo interior, a cognição deve mudar. Abandone todos os seus conceitos e julgamentos, pois lá as coisas nunca são o que se imagina. Você poderá encontrar animais, humanos, divindades, elementais, etc. Uns poderão "falar" (comunicar-se de alguma forma) com você, outros te ignorarão.

    O importante é prestar atenção a tudo! A escuridão e a imobilidade embaixo do cobertor, preso pelas pedras, as batidas do tambor ou do pulsar da Terra, e a sua intenção facilitam o desprendimento do seu espírito a se deslocar para mundos interiores e planos diferentes. Quando o tambor mudar o ritmo, ou quando lhe for intuído, volte e anote tudo! Inclusive símbolos, formas, etc. Tudo poderá ser usado, para o seu objetivo, sua intenção da viagem!


    Meditação


    Para homens

    Escureça o Oratório (ou o lugar de suas práticas meditativas) e acenda um círio branco. Queime incenso, de modo que uma densa fumaça encha o aposento. Recite os seguintes versos do Antigo Canto de Amergin:
    EU SOU O VENTO QUE SOPRA PELOS MARES,
    EU SOU O MACHO SELVAGEM,
    EU SOU A ÁGUIA NO PENHASCO,
    EU SOU RÁPIDO COMO O GAVIÃO,
    EU SOU GUERREIRO DE MUITAS BATALHAS,
    EU SOU FORTE COMO UMA LANÇA,
    EU SOU A PONTA DE UMA ESPADA,
    EU SOU A PELE DO TAMBOR QUE CONCLAMA À GUERRA,
    EU SOU A CORDA DA HARPA,
    EU SOU O CAMPEÃO DOS FRACOS,
    EU SOU A VISTA DA MONTANHA MAIS ALTA,
    EU SOU SOU A SABEDORIA DO POÇO MAIS FUNDO,
    EU SOU O VENCEDOR DO DIA E DA NOITE.
    SEMPRE VIVI. JÁ FUI TUDO!

    Quando estiver recitando estes versos, detenha-se naqueles que clamarem mais em seu interior e repita-os. Ao sentir que o tempo e o espaço foram alterados, visualize a mão do Cavaleiro Lanceloth (seu Animus) saindo da fumaça do incenso.
    A mão de Lanceloth of The Lake, empunha uma magnífica Espada. No seu dedo repousa um Anel Mágico. Lanceloth aproxima sua mão de você, de modo que seu Anel fica bem nítido. Observe o desenho e a ornamentação do Anel. Este Anel, foi lhe dado pela Dama do Lago (sua Anima) e ele tem o poder de destruir todo os encantamentos (ilusões e tentações do Caminho).

    Ao meditar sobre o Anel, concentre-se em pelo menos uma dúvida, preocupação ou insegurança sobre sua vida material ou espiritual. Sinta que a força de Lanceloth está com você e o ajuda em qualquer dificuldade. Sinta também, o poder de todos os seus ancestrais masculinos, de todos os cavaleiros e guerreiros fluir em você.

    Ao fazer isto, visualize um brilho emanar do Anel e envolvê-lo. O calor deste brilho cobre seu corpo, até que você também irradie essa luminosidade sobrenatural. Fique sob a presença desta Luz por alguns minutos e inspire-a. Deixe-a invadir seu coração e pulmões ao respirar. Imagine esta Luz penetrando nos músculos de seu peito e ombros. Após alguns momentos, a luminosidade começa a diminuir e você vê apenas a fumaça do incenso.

    Volte a seu estado normal de consciência, repetindo uma ou outra frase do Canto acima. Termine seu exercício com a frase final do Canto: SEMPRE VIVI. Já FUI TUDO!

    Faça este exercício uma vez por semana. Recomenda-se que ele seja feito as terças ou quintas-feiras.

    (Exercício Ritual da Tradição Arthuriana, ramo do Caminho Cavaleiresco do Ocidente).


    Para mulheres

    Escureça o Oratório (ou o lugar de suas práticas meditativas) e acenda um círio branco. Queime incenso, de modo que uma densa fumaça encha o aposento. Recite os seguintes versos inspirados no Antigo Canto de Amergin:
    EU SOU O VENTO QUE SOPRA PELOS MARES,
    EU SOU A FÊMEA SELVAGEM,
    EU SOU A ÁGUIA NO PENHASCO,
    EU SOU RÁPIDO COMO O GAVIÃO,
    EU SOU A GUERREIRA DE MUITAS BATALHAS,
    EU SOU FORTE COMO UMA LANÇA,
    EU SOU A PONTA DE UMA ESPADA,
    EU SOU A PELE DO TAMBOR QUE CONCLAMA À GUERRA,
    EU SOU A CORDA DA HARPA,
    EU SOU A CAMPEÃ DOS FRACOS,
    EU SOU A VISTA DA MONTANHA MAIS ALTA,
    EU SOU SOU A SABEDORIA DO POÇO MAIS FUNDO,
    EU SOU A VENCEDORA DO DIA E DA NOITE.
    SEMPRE VIVI. JÁ FUI TUDO!

    Quando estiver recitando estes versos, detenha-se naqueles que clamarem mais em seu interior e repita-os. Ao sentir que o tempo e o espaço foram alterados, visualize a mão da Dama Morgana (sua Anima) saindo da fumaça do incenso. A mão de Morgana Le Fay empunha uma magnífico Cálice e no seu dedo repousa um Anel Mágico. Morgana aproxima sua mão de você, de modo que seu Anel fica bem nítido.

    Observe o desenho e a ornamentação do Anel. Este Anel, foi lhe dado por Merlin o Sábio (seu Animus) e ele tem o poder de destruir todo os encantamentos (ilusões e tentações do Caminho). Ao meditar sobre o Anel, concentre-se em pelo menos uma dúvida, preocupação ou insegurança sobre sua vida material ou espiritual.

    Sinta que a força de Morgana está com você e a ajuda em qualquer dificuldade. Sinta também, o poder de todos os seus ancestrais femininos, de todas as Damas e Guerreiras fluir em você. Ao fazer isto, visualize um brilho emanar do Anel e envolvê-la. O calor deste brilho cobre seu corpo, até que você também irradie essa luminosidade sobrenatural.

    Fique sob a presença desta Luz por alguns minutos e inspire-a. Deixe-a invadir seu coração e pulmões ao respirar. Imagine esta Luz penetrando nos músculos de seu peito e ombros. Após alguns momentos, a luminosidade começa a diminuir e você vê apenas a fumaça do incenso.

    Volte a seu estado normal de consciência, repetindo uma ou outra frase do Canto acima. Termine seu exercício com a frase final do Canto: SEMPRE VIVI. Já FUI TUDO!

    Faça este exercício uma vez por semana. Recomenda-se que ele seja feito as terças ou quintas-feiras.

    Tradicionalmente, Morgana Le Fay (o Arquétipo da Sacerdotisa) mostra-se como uma linda mulher de cabelos vermelhos, usando roupas e ornamentos medievais. Porém, você pode visualizar qualquer imagem de mulher significativa para sua vida espiritual pessoal.


    Ritual da Terra.

    terra1Escolha uma fruta, pode ser uma maca por exemplo, ou outra qualquer, um pequeno calice de vinho tinto e um punhado se sal. Dirija-se a um local tranquilo, onde haja terra. Coloque a mao em contato com a terra do local, pegue um punhado na mao, olhe bem para este elemento. Acarecie a terra como se passasse a mao na pele de um grande animal docil, sinta que a terra que voce toca tem vida. Entao enterre a fruta, jogue tres punhados de sal e termine derramando o vinho por cima. Diga em voz baixa: "_O Gaea, receba toda a gratidao de minha parte por tudo que me ofereces bondosamente." Esse Ritual pode ser feito outras vezes quando sentir vontade. Com esse Ritual voce comungara com o elemento Terra.

     

     

     

     

     

     

    Ritual do Ar.

    ar1Para esse Ritual sera necessatio um insenso de flores. Va ate um local ao ar livre, usando uma roupa toda branca, com os pes descalcos. Acenda o insenco e concentre sua atencao na fumaca que se eleva. Imagine que seus desejos e intencoes se elevam ate os reinos celestiais.De pe, abra os bracos e sinta o vento, por mais suave que possa estar. Diante da fumaca do insenco, repita por tres vezes:  "_Que o (a) Grande Deus (a) me conceda a leveza do elemento ar, me dando a graca de dancar com os Silfos." Repita esse Ritual por sete dias, ele lhe colocara em harmonia com a leveza da vida e com os aspectos mais sutis de seu interior. Com esse Ritual, voce comungara com o Elemento Ar.

     

     

     

     

     

     

    Ritual do Fogo.

    fogo1Compre uma vela de sete dias comum e de cor branca. Arrume um local seguro, longe de panos ou papeis, pode ser uma mesinha de madeira ou de pedra, onde voce deixara a vela queimando durante sete dias. Depois de escoler o local, coloque a vela em um pratinho ou catical largo, de metal por exemplo, e a acenda num Domingo de manha, primeiro dia da semana que e consagrado ao Sol, poistem a influenicia dele. Consentre-se na chama da veda por cerca de cinco minutos, todos os dias, se possivel no mesmo horario, dedique cinco minutos de concentracao na chama da vela, basta olhar na chama e deixar os pensamentos livres. Talvez nas primeiras vezes voce sinta que sua mente parece nao dar sossego, mas com a pratica do Ritual voce se tormara mais calmo e desenvolvera a concentracao que, alem de ser muito necessaria na vida diaria, tambem o sera nos proximos Rituais. Com esse Ritual, voce comungara com o Elemento Fogo.

     

     

     

     

     

    Ritual da Agua.

    agua1Pegue uma taca de cristal, vidro, ou um compo trasmparente simplis. Encha-o com agua, coloque-o sobre uma mesa ou ate mesmo no chao. Sente-se diante do copo com agua, respire fundo, fique o mais confortavel possivel, tente deixar as emocoes livres.  Feche os olhos. Se desejar, coloque uma musica suave, deixe-se relaxar por cerca de cinco minutos. Logo apos este pequeno relaxamento, abra os olhos e fixe sua atencao no copo com agua, olhe bem para a calma desse elemento e peca, mentalmente, que suas emergias se harmonizem com a calma e suavidade da agua. Diga, mentalmente ou em voz baixa: "_ Que a Graca da Deusa desperte em meu ser a intuicao, a calma e a purificacao."  Repita esta afirmacao por tres vezes.Feita a afirmacao, fique olhando para a agua no copo por mais ou menos por cinco minutos. Logo apos esta concentracao, agradeca-a sua maneira e mentalmente, a energia feminina do Universo pela Bencao recebida. Faca este Ritual por uma semana, todos os dias. Com esse Ritual, voce comungara com o Elemento Agua.

     

     

     

     

     

    Fonte: http://www.circulosagrado.com/
           'Wicca - A Feitiçaria Moderna', de Gerina Dunwich
     Alemdalenda
           http://waikonazos.br.tripod.com/waikonazos/id3.html

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco