A inexplicável história do soldado espanhol teletransportado no século XVI

    soldatrans118/06/2018 - Seria de fato um caso extraordinário, ou apenas uma lenda urbana? Existe uma estranha história sobre Gil Pérez, um soldado de guarda do século XVI. A precisão desta estranha história tem sido questionada por alguns historiadores, porque não foi relatado até um século após a ocorrência do incidente. No entanto, o caso apresenta fatos surpreendentes. Gil Perez era um soldado espanhol comum, um membro da filipina Guardia Civil e trabalhava como guarda no palácio do Governador Geral em Manila, Filipinas.

    Ele fazia o seu dever de proteger o seu governo, independentemente de quaisquer circunstâncias que surgiram durante o seu dever de guarda. Então, algo inesperado aconteceu.Em 24 de outubro de 1593, Gil Perez estava fazendo seus deveres de guarda no palácio do Governador, em Manila. Piratas chineses haviam assassinado o governador — Gómez Pérez Dasmarinas — na noite anterior, mas os guardas ainda guardavam o palácio e aguardavam a nomeação de um novo governador.

    Gil Perez estava cansado então ele decidiu inclinar-se contra uma parede e descansar por um momento. Quando abriu os olhos, ele não reconheceu o lugar onde ele estava, mas continuou a fazer seus deveres de guarda até que foi abordado por alguém que começou a fazer-lhe perguntas e dizendo-lhe que ele estava em algum lugar que era impossível para ele estar.

    Gil estava na cidade mexicana Plaza Mayor (mais de 9.000 milhas náuticas de Manila, através do Pacífico). Ele explicou que momentos antes de ele chegar lá, Sua Excelência o governador das Filipinas, Gomez Perez Dasmarinas tinha sido morto por piratas chineses. Então, depois de longas horas de serviço em Manila, ele decidiu descansar por um momento. Um segundo depois, ele abriu os olhos para encontrar-se em um lugar totalmente desconhecido. Ninguém acreditou nele, é claro.

    Leia também - 7 Sinais de atividades Poltergeist

    As autoridades colocaram Perez na prisão como um desertor e pela possibilidade de que ele pudesse estar a serviço de Satanás. O Santíssimo Tribunal da Inquisição questionou o soldado, mas tudo o que ele poderia dizer em sua defesa era que ele tinha viajado de Manila para o México, de alguma forma. Depois de dois meses, um navio chegou das Filipinas no México, trazendo a notícia da morte do governador. Os tripulantes disseram que eles conheciam Gil Pérez, embora não soubessem que ele estava na Cidade do México. A última vez que o tinham visto foi em 23 de outubro no palácio.

    Testemunhas confirmaram que Gil Pérez tinha realmente estado em serviço em Manila pouco antes de chegar no México. Além disso, um dos passageiros a bordo do navio que reconheceram Pérez jurou que o tinha visto em serviço nas Filipinas em 23 de outubro. As autoridades da Cidade do México decidiram libertar Gil Pérez e enviá-lo para casa. Como não há nenhum outro relato de Gil materializando-se em qualquer lugar, assume-se que ele não tenha espontaneamente teletransportado-se novamente.

    Fonte: http://ramanavimana.blogspot.com/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco