Os perigos de se procurar pela VERDADE sobre os UFOS

    UFOS MORTEO seguinte artigo foi encontrado no site unknowncountry.com e fala a respeito das misteriosas mortes de algumas das pessoas que investigam a questão dos OVNIs e vida extraterrestre: Um estudo que durou 30 anos, feito por uma astrônomo amador e ex-conselheiro governamental dos Estados Unidos, Timothy Hood, revelou que os pesquisadores de OVNIs começaram a morrer sob circunstâncias misteriosas durante as décadas de 1970 e 1980. As causas das mortes abrangiam desde suicídios improváveis, estranhos desaparecimentos, ....

    cânceres súbitos, assassinatos, até muitos outros tipos de morte provenientes de uma variedade de “causas naturais” que muitas vezes foram provadas terem sido medicamente inconclusivas.

    Leia também - OVNI em Nova Escócia, Canada

    A lista dos pesquisadores de OVNIs ou abduzidos que morreram é bem longa e inclui Barbara Bartholic, Phil Schneider e Ron Rummel, Edward Ruppelt, Kathy Kasten, Ron Bonds, Damon Runyon, Edgar Jarrold, Dr. B. Noel Opan, Frank Edwards, Rep. Rouse, escritor H. T. Wilkins, Henry E Kock, diretor de publicidade do Universal Research Society of America, escritor Frank Scully, contatado George Adamski, Rev. Della Larson – também um contatado, escritora Gloria Lee Byrd, Marie Ford, entusiasta de OVNIs Doug Hancock, Feron Hicks, pesquisador canadense Wilbert B. Smith, pesquisador brasileiro Dr. Olavo Fontes, Jim e Coral Lorenzen, biólogo Ivan Sanderson, fundador da CUFOS James A. Hynek, e Bill Cooper, um pesquisador quase cego que foi morto em uma invasão policial por ter, aparentemente, perseguido e atirado em um policial.

    Ivan Sanderson

    Ivan Sanderson

    Foi sugerido que a procura pela verdade pode muitas vezes levar os investigadores a territórios perigosos, particularmente, ao que parece, no campo da pesquisa dos OVNIs, onde um número desproporcional de pesquisadores perderam suas vidas.

    Barbara Bartholic

    Barbara Bartholic

    Poderia ter sido somente coincidência que durante os últimos 10 anos um total de 137 pesquisadores, escritores, cientistas e testemunhas interessados neste assunto morreram, muitas vezes de forma estranha e incomum? A lista de mortos até mesmo inclui proeminentes astrofísicos que tinham se dedicado à procura pela vida extraterrestre. Na verdade, 15 indivíduos trabalhando dentro da indústria espacial morreram em um curto espaço de tempo no final da década de 1980. Essas incidências foram notadas pelo famoso escritor, Sidney Sheldon, que , enquanto trabalhava em seu livro “The End of the World” (O Fim do Mundo – trad. livre n3m3), compilou a “Lista Sheldon”, que detalha uma série de mortes misteriosas de especialistas britânicos que trabalhavam no desenvolvimento de armamentos espaciais.

    Phill Schnieder

    Phill Schnieder

    Outros casos parecem ser somente coincidências infelizes: Dr. John E. Mack, eminente psiquiatra de Harvarde e ganhador do Prêmio Pulitzer, morreu em Londres (2004) após ser atingido por um motorista bêbado que mais tarde, aparentemente, foi considerado culpado e preso, embora tenha havido muito pouca cobertura do caso pela imprensa. Ainda há aqueles que acreditam que sua morte tenha sido suspeita, pois pareceu conveniente demais: Dr. Mack tinha se tornado o objeto de uma revisão sem precedentes de 14 meses pela Escola de Medicina da Harvard, durante a qual seus métodos controversos de pesquisa dos assim chamados ‘abduzidos por alienígenas’ foram investigados.

    Dr. Olavo Fontes

    Dr. Olavo Fontes

    Após publicar seu livro, “Abduction: Human Encounters with Aliens” (Abdução: Encontros Humanos com Alienígenas – trad. livre n3m3), em 1994, a Universidade considerou censurá-lo e revogar seu cargo, embora finalmente uma declaração foi emitida, confirmando “a liberdade acadêmica do Dr. Mack, de estudar o que for de seu interesse e de declarar sua opinião, sem impedimento“.

    Ron Rummel

    Ron Rummel

    Infelizmente, sua liberdade não o beneficiou muito, pois ele morreu logo depois. Esta sucessão de eventos fora de tempo tem quase se tornado tão misteriosa quando os próprios OVNIs. Certamente, a procura por vida extraterrestre pode levar os pesquisadores dentro deste campo a descobrirem muita informação classificada e sensível; muitas vezes há o envolvimento militar nesta área, devido à ameaça em potencial para a segurança nacional por qualquer objeto – terrestre ou extraterrestre – que entre o espaço aéreo protegido.

    Wilbert B. Smith

    Wilbert B. Smith

    Este ano, nova evidência foi revelada pelo ex-funcionário da Base da Força Aérea Nellis, o Dr. Charles Hall, que parece confirmar que os militares estadunidenses estavam escondendo verdades chocantes da população na década de 1960, e poderia explicar porque qualquer um que ameaçasse a expor esses segredos seria considerado como uma ameaça à segurança nacional.

    Edward J. Ruppelt

    Edward J. Ruppelt

    Como testemunha, o Dr. Hall tem um histórico extremamente acreditável: ele é um ex-veterano da Força Aérea dos Estados Unidos e atualmente trabalha como físico nuclear. Assim, sob quaisquer outras circunstâncias ninguém poderia duvidar seu de testemunho.

    Leia também - A Experiência Filadélfia - A Verdadeira História contata por um sobrevivente

    Enquanto trabalhando na base do estado de Nevada na década de 1960, ele alega ter encontrado pelo menos três espécies diferentes de seres extraterrestres: Charles Hall alega ter encontrado pelo menos três espécies diferentes de seres extraterrestres: ‘Grays‘, ‘Brancos Altos’ e uma raça loira conhecida como ‘Norwegians‘ (Noruegueses).

    Frank Scully

    Frank Scully

    Ele diz ter trabalhado ao lado dos seres por dois anos, e admite que ele e outras pessoas inicialmente ficaram com “muito medo” deles, mas que os seres também estavam com medo dos humanos. O Dr. Hall teria trabalhado na base por dois anos em contato próximo dos alienígenas. Ele escreveu livros sobre suas experiências, os quais foram publicados como ficção, porém, mais recentemente, ele admitiu que os livros eram baseados em fatos.

    Kathy Kasten

    Kathy Kasten

    A evidência que dá apoio à existência de vida extraterrestre é agora quase decisiva; no início de maio deste ano, pesquisadores, ativistas, líderes políticos e militares e agentes de alta patente de todo o mundo testemunharam a respeito da realidade do fenômeno dos OVNIs / extraterrestres, perante vários ex-membros do congresso dos EUA. Arquivos oficiais foram liberados desde 2007 no Reino Unido, confirmando que os OVNIs, os quais desafiam as explicações, têm sido detectados por radar.

    Frank Edwards

    Frank Edwards

    Pode-se imaginar o porquê de informações como essas terem sido uma vez classificadas aos níveis mais altos, particularmente na década de 1960, quando a ideia de vida extraterrestre ainda era firmemente ocultada como sendo fantasia de ficção científica e a reação da população poderia não ser favorável. Talvez os governos previam o pânico, ou não queriam admitir que não estavam completamente em controle; isto certamente forneceria um motivo poderoso para o acobertamento dos fatos, embora possa-se questionar se é justificável perda de vidas inocentes no processo. É claro, isto é meramente especulação, embora as estatísticas certamente sejam intrigantes.

    Ron Bonds

    Ron Bonds

    Espera-se que os governos globais agora aceitem que a necessidade de tal obscuridade tenha passado, à medida que a consciência em expansão da população certamente está se tornando mais aberta à possibilidade de que ‘não estamos sós’, e a aumentada evidência científica e os testemunhos de pessoas continuam a dar suporte a isto. Todavia, não podemos presumir que as decisões sobre o desacobertamento foram tomadas somente pelo nosso (EUA) governo.

    Damon Runyon

    Damon Runyon

    Em seu livro mais recente, “Alien Hunter” (Caçador de Alienígenas – trad. livre n3m3), Whitley Strieber sugere que as raças alienígenas tenham seus próprios elementos criminosos que estão trabalhando no avanço de suas agendas, e que este possa ser o elemento que está prevenindo a disseminação dos fatos relacionados à sua existência neste planeta.

     

    A lista de Sheldon


    A indústria bélica e os OVNIs sempre estiveram mais relacionados do que se imaginava. Cientistas, que trabalhavam num projeto secreto, capaz de defender a Terra contra invasão alienígena, morrem em circunstâncias intrigantes. Por que? Isto aconteceu em outubro de 1986 na cidade de Bristol. Um homem elegantemente vestido amarrou cuidadosamente a ponta de uma corda à uma árvore, fez um laço na outra ponta, colocou no próprio pescoço, entrou no carro e arrancou em alta velocidade. Teve morte instantânea. A polícia, ao chegar ao local do ocorrido, encontrou na carteira do morto documentos em nome do professor Arshad Sharif. Os jornais noticiaram o suicídio. E parece que ninguém se interessou pelo estranho fato de que o professor Sharif, ao resolver matar-se, incompreensivelmente viajou para isto mais de 100 km de sua casa em Londres até Bristol.

    Enquanto isto, praticamente alguns dias depois, mais um professor londrino, sr. Vimal Daziby percorreu o mesmo caminho para jogar-se de cabeça para baixo da ponte de Bristol. Foi uma estranha coincidência, principalmente se levarmos em conta que estes cientistas trabalhavam no mesmo tema: desenvolviam uma arma eletrônica para um projeto do governo inglês análogo ao "Guerra nas estrelas" dos EUA (defesa espacial). E mais um detalhe curioso : ambos, Sharif e Daziby interessavam-se por UFOs.

    Leia também - OVNIS, Controle mental e Projetos Secretos

    O famoso escritor americano, Sidney Sheldon, que decidiu fazer uma investigação particular sobre o caso, descobriu que o suicídio de Sharif e Daziby não foram os únicos. Uma misteriosa epidemia caiu sobre os cientistas ingleses que se ocupavam com o problema UFO e armas estelares. Janeiro, 1987. Avtar Sing-Gada desapareceu sem vestígios, declarado morto.

    - Fevereiro, 1987 Peter Pegegel foi esmagado na garagem pelo próprio carro.

    - Março, 1987. David Senias suicidou-se, jogando seu carro em alta velocidade contra um café-bar.

    - Abril, 1987. Mark Visner enforcou-se.

    - Abril, 1987. Stuart Guding assassinado.

    - Abril, 1987 David Greenhalg caiu da ponte.

    - Abril, 1987. Shanny Warren afogou-se.

    - Maio, 1987. Michael Baker morreu em desastre automobilístico.

    Pelos dados de Sheldon, o total de colegas de Sharif e Daziby que, num curto período de tempo, os seguiram para outro mundo ultrapassou de vinte. Mais exatamente 23 pessoas. Poderia-se considerar isto como simples coincidência? No que estavam envolvidos tais cientistas?

    Fonte: ovnihoje.com
              http://www.portaldascuriosidades.com/

    Translate

    ptenfrdeitrues