Como Cingapura prosperou ao eliminar quase toda corrupção, usando de pena de morte à educação

    cinga128/02/2018, por Ronaldo Marcos - Atualmente, ninguém duvida que a chave para o sucesso de Cingapura é que ela começou a combater a corrupção. O promotor desta iniciativa foi Lee Kuan Yew, o "pai de Cingapura", que serviu como primeiro-ministro de 1959 a 1990. O governo Lee Kuan Yew foi estritamente social, mas profundamente capitalista que, com a corrupção minimizada, mudou a economia desta nova nação até se tornar um dos países mais competitivos do mundo. Vamos analisar passo a passo suas característica que levaram ao sucesso de Cingapura.

    1. Fim da corrupção

    Quando Singapura finalmente ganhou independência da Malásia em 1965, a maior parte de sua população era pobre, isso se deveu em grande parte ao fato de que o desfalque e o suborno faziam parte integrante da vida pública. "Se você quiser derrotar a corrupção, você deve estar pronto para enviar seus amigos e familiares à prisão", disse Lee Kuan Yew que com determinação lutou até reduzir a corrupção à sua menor expressão.

    Uma das medidas mais importantes tomadas em Cingapura para lutar efetivamente contra esse mal foi aumentar os salários dos funcionários. Lee acreditava que, se os funcionários públicos fossem bem pagos, não teriam que procurar outras fontes de renda, mas isso não funcionou.

    Leia também - Uma, entre tantas civilizações

    De modo a evitar a tentação foi criado um programa especial contra a corrupção desenvolvido pelo Ministério das Finanças, que incluía uma série de medidas, como a rotação de funcionários para evitar a formação de laços ou realizar inspeções sem aviso prévio. Além disso, o Estado promoveu meios de comunicação independentes e objetivos que poderiam cobrir de forma imparcial todos os casos de corrupção. Como resultado, os especialistas mais apropriados para servir a nação começaram a trabalhar no serviço público. O chamado Office of Investigation of Corruption no primeiro momento teve poderes autoritários. Sem uma ordem judicial, eles poderiam prender o suspeito corrupto e começar a investigar suas atividades, como verificar contas bancárias.

    Todo funcionário público que foi condenado por atividades corruptas foi privado de seu trabalho, de sua pensão e de todos os benefícios. Sabe-se que o escritório enviou à prisão vários ministros, líderes comunitários, chefes de sindicatos e gerentes seniores de empresas públicas. No Brasil a tentativa de fazer isso, mesmo com as fracas leis atuais, foi rechaçada pelo Supremo Tribunal Federal, que com frequencia liberta corruptos aprisionados em outras instâncias.

    cinga2

    2. Reforma judicial

    Cingapura defende a pena de morte como uma medida rigorosa para acabar com o crime. Assassinos e traficantes de drogas geralmente acabam enforcados. Outros crimes graves, como o estupro e o seqüestro, são punidos por longos períodos de prisão e flagelação. Enquanto assaltos e vários graus de vandalismo são sancionados com chicotadas e sermões públicos. O caso de um americano de 18 anos correu o mundo em 1993. O jovem foi condenado a pagar uma multa consideravelmente alta e a pagar 4 meses na prisão, onde receberia seis chibatadas. Tudo isso por roubar em sinais de trânsito.

    "As chibatadas irão fazer você perder sangue e certamente deixará cicatrizes para a vida. Isso não está certo", defendeu Bill Clinton, então presidente dos Estados Unidos, criticando a pena contra um cidadão americano. "Por que deveria haver em Cingapura uma lei especial para os americanos e outra lei para os locais. Americanos acreditam na primazia da lei, mas quando eles devem ser punidos de acordo com a lei de outro país, os americanos não gostam tanto assim", explicou Goh Chok Tong, primeiro-ministro de Cingapura entre 1990 e 2004.

    Apesar de todos os esforços, o jovem americano teve que pagar a multa, recebeu quatro chibatadas e passou vários meses na prisão. Em Cingapura existem muitas leis que alguns de nós podemos achar absurdas. Por exemplo, jogar chiclete na rua ou não abaixar a alavanca em uma casa de banho pública são considerados crimes. Se você for pego, provavelmente terá que pagar uma multa alta. Essas leis não devem parecer tão absurdas, porque se o objetivo é manter a ordem pública e a limpeza, eles conseguiram isso.

    3. Criação de emprego

    O Grande Salto Adiante e a subsequente Revolução Cultural realizada por Mao resultaram em paralisia do desenvolvimento tecnológico e educacional na China no início dos anos 70. Por terem sido limitados os investidores estrangeiros em Hong Kong e Taiwan, eles colocaram os olhos em Cingapura. Neste país ainda nas fraldas, no final dos anos 60, algumas fábricas de tecnologia ocidentais começaram a ser construídas, 70 tipos diferentes de placas eletrônicas foram produzidas e nos anos 80 já era um centro de fabricação de produtos de tecnologia. Cingapura foi um dos poucos países que acolheram investidores estrangeiros que começaram a construir fábricas e tiveram toda a liberdade de produzir sem intervenção do governo. Além disso, as empresas estrangeiras foram seduzidas com os baixos impostos do país e com mão-de-obra barata e qualificada.

    O objetivo de Lee Kuan Yew não era que Singapura seduzisse para uma vida em outra capital estrangeira, o que ele realmente queria que os jovens ganhassem experiência em empresas estrangeiras e criassem empresas nacionais que poderiam competir no mercado internacional. Porque no início não havia pessoas com dinheiro, nem com experiência suficiente para criar grandes empresas, Lee decidiu treinar jovens em campos tecnológicos, de marketing e de gestão, a fim de criar empresas estatais onde esses mesmos jovens especialistas trabalhariam.

    cinga3

    4. Reforma Educacional

    No final da década de 1960, quando Singapura atraiu empresas estrangeiras para combater a alta taxa de desemprego, os jovens trabalhadores foram ensinados a ser pontuais, trabalhar de forma responsável e aprender a produzir produtos de alta qualidade. Com essas características, eles mantiveram seus empregos, ganharam experiência e aprenderam o negócio. O Governo de Cingapura entendeu desde o início que, se ele quisesse jovens capazes em diversas áreas que o país precisava a única solução era mudar completamente o sistema educacional. Até agora, o objetivo principal é fazer com que os alunos pensem, analisem e resolem problemas por conta própria. Além disso, eles ensinam a não se limitarem ao que está escrito nos livros didáticos, mas a forçá-los a ver ainda mais. "Não preparamos especialistas em mitologia grega, literatura inglesa ou literatura antiga, precisamos de tecnologias, ciência, experiência técnica com isso, eles podem ganhar a vida", diz Philip Yeo, ex-presidente do Conselho de Produtividade e Inovação do desenvolvimento econômico de Cingapura.

    Leia também - As lutas do movimento hippie

    Uma das primeiras empresas que o governo criou para ganhar dinheiro e criar mais empregos foi a Singapure Airlines. "O primeiro-ministro me disse: Singapore Airlines foi criada pelo Governo para não ganhar prestígio, mas para ganhar dinheiro. Então, se eu não começar a ver os ganhos eu vou fechá-la sem hesitação", lembra Lim Chin Beng, ex-diretor-geral da então recém-criada companhia aérea do estado.

    Não em vão, a Singapore Airlines revolucionou a forma como os clientes foram atendidos. Eles controlavam todos os detalhes, dos alimentos e bebidas, da forma como a comida era servida, através do conforto dos assentos para a qualidade dos fones de ouvido. Como resultado, eles criaram centenas de empregos. Hoje, é considerada uma das melhores companhias aéreas do mundo. Atualmente, possui várias subsidiárias de vôos de baixo custo, carga e até mesmo fornece alimentos para companhias aéreas para outras empresas. Este é apenas um exemplo das empresas que foram criadas e que começaram a abrir o caminho para Cingapura no mercado internacional. Em geral, o sistema é considerado como uma forma de socialismo bem sucedido que levou ao progresso econômico real, cujo objetivo era a produção de qualidade. E se nossos países tomassem Cingapura um exemplo? No mínimo, devemos começar com o primeiro ítem desta lista, que, na minha opinião, é a mãe da estagnação de um país.

    Fonte: http://www.folhamt.com.br/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco