M.O.A.B

    moab3Em 11 de março de 2003, a Força Aérea dos Estados Unidos testou uma das maiores bombas convencionais já construídas até então. Chamada de MOAB - Massive Ordnance Air Burst - que significa explosão maciça de munição aérea, é uma bomba projetada para destruir alvos altamente reforçados ou arrasar forças terrestres e blindados em uma grande área. Os fundamentos Veja alguns fatos sobre a MOAB: • atualmente, ela é a maior bomba convencional (o oposto de uma bomba nuclear) no arsenal dos EUA • a bomba pesa 9.525 kg, tem 9,1 m de comprimento e 1 m de diâmetro • ela é guiada por satélite, o que a torna uma "bomba inteligente" • ela é detonada a cerca de 1,8 metros acima do solo.

    Leia também - Nanotecnologia

    A idéia por trás de uma arma de "explosão aérea", em oposição a uma arma que detona no impacto com o solo, é aumentar seu alcance destrutivo. Uma bomba que penetra no solo e só então explode, tende a enviar toda sua energia para baixo contra o solo ou diretamente para cima no ar. Uma arma de explosão aérea envia uma grande parte de sua energia para os lados.

    • a bomba pesa 9.525 kg, tem 9,1 m de comprimento e 1 m de diâmetro

    • ela é guiada por satélite, o que a torna uma "bomba inteligente"

    • ela é detonada a cerca de 1,8 metros acima do solo

    A idéia por trás de uma arma de "explosão aérea", em oposição a uma arma que detona no impacto com o solo, é aumentar seu alcance destrutivo. Uma bomba que penetra no solo e só então explode, tende a enviar toda sua energia para baixo contra o solo ou diretamente para cima no ar. Uma arma de explosão aérea envia uma grande parte de sua energia para os lados.

    MOAB1

    A MOAB substituirá a BLU-82, também conhecida como Daisy Cutter, bomba de explosão aérea de 6.800 kg, desenvolvida durante a guerra do Vietnã.
     
    A MOAB não é a maior bomba já criada. Nos anos 50, os Estados Unidos fabricaram a T-12, uma bomba de 19.800 kg que podia ser lançada de um B-36.

    Comparada a uma bomba nuclear, a MOAB produz uma explosão minúscula. A menor bomba nuclear conhecida, a bomba de fissão Davy Crockett (em inglês), possui uma potência de 10 toneladas de TNT. A diferença é que uma bomba nuclear assim pequena pesa menos de 45 kg e produz quantidades significativas de radiação letal quando é detonada. Para efeitos de comparação: a bomba nuclear lançada em Hiroshima tinha uma potência de 14.500 toneladas de TNT e pesava apenas 4.500 kg, metade do peso da MOAB.

    Leia também - Visão Noturna

    Em vez de ser lançada de um bombardeiro através das portas do compartimento de bombas, a MOAB é empurrada para fora pela porta traseira de um avião cargueiro como o C-130. A bomba é montada sobre um estrado de carga. Um pára-quedas puxa o estrado e a bomba para fora do avião. Em seguida, o estrado se separa de modo que a bomba possa cair. A bomba então acelera rapidamente até sua velocidade terminal.

    Quando a bomba está caindo, um sistema de orientação baseado no sistema de posicionamento global (GPS) assume o controle e direciona a bomba para seu alvo.

    Capacidade detonante

    MOAB2

    A MOAB é construída pela Dynetics (em inglês) e contém aproximadamente 8.165 kg de tritonal. Tritonal é uma mistura de TNT (80%) e pó de alumínio (20%). O alumínio melhora a capacidade detonante do TNT, ou seja, a velocidade na qual o explosivo desenvolve sua pressão máxima. O acréscimo de alumínio torna o tritonal cerca de 18% mais poderoso do que o TNT sozinho.

    Em comparação, uma Daisy Cutter contém 5.700 kg de nitrato de amônia, alumínio e poliestireno, uma combinação conhecida como GSX (sigla em inglês para explosivos suspensos em gel). O GSX é comumente usado em mineração e é um explosivo comercial potente, barato e fácil de produzir. O TNT é um explosivo bélico de ruptura.

    Fonte: http://ciencia.hsw.uol.com.br/superbomba-moab.htm

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco