Ciência e Tecnologia

    Físicos alcançaram o primeiro teletransporte quântico entre chips de computador

    cienquan131/12/2019 - À medida que 2019 termina, a jornada rumo à computação quântica totalmente realizada continua: os físicos conseguiram demonstrar o teletransporte quântico entre dois chips de computador pela primeira vez. Simplificando, essa descoberta significa que as informações foram passadas entre os chips não por conexões eletrônicas físicas, mas por emaranhamento quântico - ligando duas partículas através de uma lacuna usando os princípios da física quântica.

    Ainda não entendemos tudo sobre o emaranhamento quântico (é o mesmo fenômeno que Albert Einstein chamava de "ação assustadora"), mas ser capaz de usá-lo para enviar informações entre chips de computador é significativo, mesmo se até agora estamos confinados a um ambiente de laboratório rigidamente controlado. "Conseguimos demonstrar um vínculo de alta qualidade entre dois chips no laboratório, onde os fótons compartilham um único estado quântico", explica o físico quântico Dan Llewellyn, da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

    "Cada chip foi então totalmente programado para realizar uma série de demonstrações que utilizam o emaranhado". Hipoteticamente, o emaranhamento quântico pode funcionar a qualquer distância. Duas partículas ficam indissoluvelmente ligadas, o que significa que olhar para uma delas nos diz algo sobre a outra, onde quer que esteja (neste caso, em um chip de computador separado). Para alcançar seu resultado, a equipe gerou pares de fótons emaranhados, codificando informações quânticas de maneira a garantir baixos níveis de interferência e altos níveis de precisão. Até quatro qubits - o equivalente quântico dos bits clássicos de computação - foram interligados.

    "A demonstração principal foi um experimento de teletransporte de dois chips, pelo qual o estado quântico individual de uma partícula é transmitido através dos dois chips após a realização de uma medição quântica", diz Llewellyn.

    "Essa medida utiliza o estranho comportamento da física quântica, que simultaneamente retrai o elo de entrelaçamento e transfere o estado das partículas para outra partícula já existente no chip receptor".

    Leia também - Cientistas alimentam aranhas com grafeno para criar teias dez vezes mais fortes

    Os pesquisadores foram capazes de realizar experimentos em que a fidelidade atingiu 91% - quase todas as informações foram transmitidas e registradas com precisão. Os cientistas estão aprendendo cada vez mais sobre como funciona o emaranhamento quântico, mas, por enquanto, é muito difícil de controlar. Não é algo que você possa instalar dentro de um laptop: você precisa de muitos equipamentos científicos volumosos e caros para fazê-lo funcionar. Mas a esperança é que os avanços no laboratório, como este, possam um dia levar a avanços na computação dos quais todos possam se beneficiar - poder de processamento superpoderoso e uma Internet de próximo nível com proteções contra hackers embutidas.

    A baixa perda de dados e a alta estabilidade do teletransporte, bem como o alto nível de controle que os cientistas conseguiram superar seus experimentos, são sinais promissores em termos de pesquisa de acompanhamento. Também é um estudo útil para os esforços para fazer a física quântica trabalhar com a tecnologia de chip de silício (chip Si) usada nos computadores de hoje e as técnicas complementares de metal-óxido-semicondutor (CMOS) usadas para fabricar esses chips.

    "No futuro, uma integração única com chip Si de dispositivos fotônicos quânticos e controles eletrônicos clássicos abrirá a porta para redes quânticas de comunicação e processamento de informações compatíveis com CMOS totalmente baseadas em chip", diz o físico quântico Jianwei Wang, da Universidade de Pequim na China. . A pesquisa foi publicada na Nature Physics.

    Fonte: https://www.sciencealert.com/

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco