Construções com ossos de mamutes nos protegiam do gelo há 20 mil anos

    cabanaossos111/03/2020 - Pesquisadores encontraram dezenas de estruturas circulares feitas com ossadas de diversos animais na Ucrânia e na Rússia, feitas por nossos ancestrais na Era do Gelo. Arqueólogos da Universidade de Exeter encontraram cerca de 70 estruturas misteriosas na Ucrânia e na planície ocidental da Rússia feitas com ossos de mamutes. Segundo os especialistas, a descoberta revela pistas sobre como as comunidades antigas sobreviveram à Era Glacial naquela região.

    As análises mostram que o local tem mais de 20 mil anos e que os ossos provavelmente foram provenientes de cemitérios de animais. São 51 mandíbulas inferiores e 64 crânios usados para construir as paredes da estrutura circular, que mede 12,5 metros de diâmetro. Também foram encontrados pequenos números de ossos de rena, cavalo, urso, lobo, raposa vermelha e raposa do ártico. Essas estruturas eram usadas como habitações, podendo ser ocupadas por muitos meses ou por caçadores nômades. Embora ainda não esteja claro por que eles teriam construído moradias permanentes e trabalhosas, os cientistas alegam que isso deve ter acontecido porque a região possuía poucas árvores durante aquela época.

    "Esse é um exemplo raro de caçadores paleolíticos que viveram neste ambiente hostil. O que poderia ter trazido os antigos a este local? Uma possibilidade é que mamutes e humanos poderia ter chegado à área em massa porque tinha uma fonte natural que forneceria água líquida durante o inverno — rara neste período de frio extremo", afirma Alexander Pryor, líder do estudo. Além disso, a pesquisa também encontrou, pela primeira vez, restos de madeira carbonizada e outras plantas não lenhosas dentro da estrutura. Isso mostra que as pessoas estavam queimando madeira e ossos como combustível, e as comunidades que viviam lá aprenderam onde procurar plantas comestíveis durante a Era do Gelo. As plantas também poderiam ter sido usadas para venenos, medicamentos, barbante ou tecido.

    Leia também - O submarino que afundou por causa de um vaso sanitário com defeito

    A Era Glacial atingiu o estágio mais frio e severo entre 23 mil e 18 mil anos atrás, no norte da Europa, exatamente quando o local encontrado pelos especialistas estava sendo construído. A maioria das comunidades deixou a região devido à falta de alimentos e recursos dos quais dependiam para sobreviver. Assim, como o clima continuou a esfriar, os círculos ósseos também foram abandonados, sendo cobertos por sedimentos ao longo do tempo.

     

    Casas antigas feitas de ossos de mamute

     

    21/07/2019 - As moradias de ossos de mamute são um tipo muito antigo de habitação construída por caçadores-coletores do Paleolítico Superior na Europa central durante o Pleistoceno Superior. Um mamute ( Mammuthus primogenus , também conhecido como Mamute Lanoso) era um tipo de elefante enorme e antigo agora extinto, um mamífero peludo com presas grandes que tinha três metros de altura quando adulto. Os mamutes percorreram a maior parte do mundo, incluindo os continentes da Europa e da América do Norte, até morrerem no final do Pleistoceno. Durante o final do Pleistoceno, os mamutes forneciam carne e pele para caçadores-coletores humanos, combustível para fogueiras e, em alguns casos durante o Paleolítico Superior da Europa central, como materiais de construção para casas.

    Uma morada de osso de mamute é tipicamente uma estrutura circular ou oval com paredes feitas de grandes ossos de mamute empilhados, freqüentemente modificados para permitir que eles sejam amarrados juntos ou implantados no solo. No interior, é normalmente encontrada uma lareira central ou várias fogueiras espalhadas. A cabana é geralmente cercada por numerosos fossos grandes, cheios de ossos de mamutes e outros animais. As concentrações de cinza com artefatos de sílex parecem representar montes de pedras; muitos dos assentamentos de osso mamute têm uma preponderância de ferramentas de marfim e osso. Lareiras externas, áreas de açougue e oficinas de sílex são frequentemente encontradas em associação com a cabana: os estudiosos chamam essas combinações de Mammoth Bone Settlements (MBS).

    Datar habitações de ossos de mamute tem sido problemático. As datas mais antigas foram entre 20.000 e 14.000 anos atrás, mas a maioria delas foi datada de 14.000-15.000 anos atrás. No entanto, o mais antigo MBS conhecido é do sítio Molodova, uma ocupação Mousteriana Neanderthal localizada no rio Dniester da Ucrânia, e datado de cerca de 30.000 anos antes da maioria dos assentamentos de Osso de Mamute conhecidos.

    Sítios arqueológicos

    Há um debate considerável sobre muitos desses locais, levando a mais confusão sobre quantas cabanas de osso de mamute foram identificadas. Todos têm grandes quantidades de osso de mamute, mas o debate para alguns deles gira em torno de se os depósitos ósseos incluem estruturas de osso de mamute. Todos os locais datam do período Paleolítico Superior (Gravettian ou Epi-Gravettian), com a única exceção de Molodova 1, que data da Idade da Pedra Média e está associada aos Neandertais.

    Padrões de assentamento

    Na região do rio Dnepr na Ucrânia, numerosos assentamentos de ossos de mamutes foram encontrados e recentemente redatados para o epi-Gravettian entre 14.000 e 15.000 anos atrás. Essas cabanas de osso de mamute estão normalmente localizadas em antigos terraços de rio, acima e dentro de uma ravina que desce até uma encosta com vista para o rio. Acredita-se que esse tipo de local seja estratégico, pois se situa no caminho ou próximo ao caminho do que seriam rebanhos de animais migratórios entre a planície estepária e a margem do rio.

    Algumas moradias de ossos de mamute são estruturas isoladas; outros têm até seis moradias, embora possam não ter sido ocupados ao mesmo tempo. A evidência da contemporaneidade da habitação foi identificada por reajustes de ferramentas: por exemplo, em Mezhirich, na Ucrânia, parece que pelo menos três habitações foram ocupadas ao mesmo tempo. Shipman (2014) argumentou que sites como Mezhirich e outros com mega-depósitos de osso de mamute (conhecidos como mega-sites de mamute) foram possibilitados pela introdução de cães como parceiros de caça.

     

    Moradias de osso mamute perfeitamente preservadas encontradas na Ucrânia podem ser os primeiros exemplos de arquitetura

     

    10/09/2021 - Cabanas construídas com ossos de mamute encontrados ao longo do vale do rio Dniepr na Ucrânia (e também em locais na Morávia, República Tcheca e no sul da Polônia) podem ser as primeiras estruturas construídas pelo homem pré-histórico e, portanto, os primeiros exemplos de arquitetura. Algumas das mais notáveis ​​dessas cabanas de osso de mamute foram encontradas em Mezhyrich, um vilarejo no centro da Ucrânia, onde, em 1965, um fazendeiro desenterrou a mandíbula de um mamute durante o processo de expansão de seu porão. Outras escavações revelaram a presença de 4 cabanas pré-históricas, compostas por um total de 149 ossos de mamute.

    Esses abrigos datam de 23.000 aC e 12.000 aC, e acredita-se que sejam algumas das moradias mais antigas conhecidas por terem sido construídas pelo homem pré-histórico, geralmente atribuídas a Cro-Magnons.

    “Eles são compostos por várias centenas de ossos e presas dispostos em um círculo irregular, entre 6 e 10 m (20 e 33 pés) de diâmetro. Uma lareira normalmente fica perto do centro da antiga residência, e ferramentas de pedra e outros detritos estão espalhados dentro e fora da estrutura. Grandes poços cheios de ferramentas de pedra, fragmentos de ossos e cinzas foram encontrados perto das casas.

    “Um esforço considerável deve ter sido exigido para montar essas estruturas. Mesmo em estado seco, grandes ossos de mamute pesam centenas de quilos. Foi sugerido que os ossos e as presas foram recuperados de episódios de caça em que rebanhos inteiros de mamutes adultos e seus filhotes foram abatidos. Uma explicação mais provável é que eles foram coletados de acúmulos naturais de ossos, talvez na foz de riachos e riachos próximos aos locais.

    Leia também - AMAZONAS - Histórias das Mulheres Guerreiras

    O objetivo principal das moradias de ossos de mamute, presumivelmente cobertas com peles de animais, era provavelmente o abrigo do frio extremo e ventos fortes. Alguns arqueólogos, impressionados com o tamanho e a aparência das estruturas, argumentaram que elas também possuem significado religioso ou social. Eles foram descritos como os primeiros exemplos de ‘arquitetura monumental’ como evidência do aumento da complexidade social e diferenciação de status durante a fase final da Idade do Gelo. ” (Paul G. Bahn (ed) 100 Grandes Descobertas Arqueológicas [1995] 54-55)

    Outros objetos interessantes também foram encontrados no local, incluindo um mapa inscrito em um osso, provavelmente mostrando a área ao redor do assentamento. Os restos de um “tambor”, feito de uma caveira de mamute pintada com um padrão de pontos e linhas ocre vermelhas, também foram descobertos, juntamente com ornamentos de âmbar e conchas fósseis.

    Fonte: https://revistagalileu.globo.com/
               https://www.greelane.com/
               https://www.pensarcontemporaneo.com/

    Translate

    ptenfrdeitrues