A Cidade Submaersa de Heracleion, uma das descobertas mais importantes do Egito Antigo

    cidsubmersa117/04/2020 - Ninguém sabe ao certo como ela afundou, mas seus tesouros e estátuas enormes revelam sua suntuosidade. A cidade de Thonis-Heracleion poderia ser considerada a Viena do Egito. Construída em torno de seu grande templo, era atravessada e interligada por uma rede de canais. Cada pequena ilha, entre as teias aquática, abrigava casas e pequenos santuários. Há 2.300 anos atrás, Thonis-Heracleion — os nomes egípcio e grego da cidade — era um dos grandes centros portuários do mundo.

    Por isso, seu porto comandava e controlava todo o comércio do Egito. Localizada a 6,5 ​​quilômetros da costa de Alexandria, sua história hoje é pouco conhecida. O que se sabe, no entanto, é que ela ficou, durante milhares de anos, escondida, submersa no fundo do mar.As citações sobre Thonis-Heracleion apareciam em inscrições e textos antigos, mas ninguém sabe ao certo como ela foi parar debaixo d'água. A primeira luz sobre a cidade foi encontrada por Franck Goddio, um arqueólogo francês. O cientista e sua equipe conseguiram encontrar diversas ruínas da cidade, depois de anos examinando a Baía de Abu Qir, na costa do Egito. Sua primeira descoberta foi a enorme cabeça de uma das estátuas da época.

    cidsubmersa4

    Leia também - 50 anos de Jornada nas Estrelas

    Além dela, os arqueólogos encontram 64 embarcações, 700 âncoras, um pote de pedra maciça cheio de moedas de ouro e muitas outras estátuas, todas com mais de 16 pés de altura (equivalente a quase 5 metros). Grande parte das peças, feiras de granito e diorito, estavam perfeitamente preservadas pela água. Junto aos artefatos, os arqueólogos ainda encontraram os restos de um enorme templo, que foi construído em homenagem ao deus Amon-Gereb. Nos arredores do local, uma descoberta surpreendeu: os cientistas se viram de frente com pequenos sarcófagos, usados para enterrar os animais que eram usados como oferendas. Todos os objetos ajudam a construir melhor a imagem de como era a vida e o cotidiano em Thonis-Heracleion..

     

    Arqueólogos acabam com um mito de 2.000 anos ao descobrirem cidade perdida

     cidsubmersa2

    10/10/20216 - Além da lendária e misteriosa Atlantis (que todos nós sabemos, mas que ninguém até agora a encontrou) ainda há uma centena de mitos e lendas à serem descobertas se são verdadeiras ou não. Então, um desses mitos acaba de ser confirmado. Os arqueólogos encontraram a cidade perdida de Heraklion! Acredita-se que a antiga Heraklion foi destruída por um forte terremoto e desapareceu da face da terra em apenas uma noite. Semelhante com o mito da Atlântida, que também desapareceu em questão de horas. E agora, depois de dois Milênios, a lenda da cidade foi descoberta. O que vocês verão agora é só um pouco do que já foi descoberto.

    cidsubmersa8

    As ruínas foram cobertas por sedimentos e água, os pesquisadores acharam as ruínas há uma profundidade de cerca de 10 metros na Baía de Aboukir, que fica cerca de três quilômetros da costa de Alexandria. Em um ponto, o arqueólogo francês Franck Godo viu em uma lage de granito negro em que estava esculpida a palavra “Heraklion”. Milhares de outros itens já foram descobertos. Além bem preservados, o que não deixa dúvidas: esta realmente é a lendária cidade, sobre a qual pouco se sabe, embora em escrituras antigas, ela apareça muitas vezes. Diodoro escreveu que Hércules, filho de Zeus, salvou a vida de pessoas que estavam nas margens, e em gratidão, eles construíram um templo e o nomearam em sua honra.

    cidsubmersa3

    No primeiro século aC um forte terremoto a destruiu a cidade, e a maioria dos cidadãos foram mortos. Os sobreviventes fugiram, deixando todas as suas posses para trás. Em seguida, a água cobriu as ruínas, e a cidade tornou-se um mito. Perto das paredes em ruínas, os arqueólogos encontraram três enormes estátuas de granito rosa, que, presumivelmente, desabaram durante o terremoto. Duas estátuas retratam um faraó desconhecido e sua esposa. A terceira estátua é a de Hapi, o deus egípcio da inundação do Nilo. Dentro do templo principal há um túmulo monumental de granito rosa coberto com hieróglifos. Sua parte superior ainda é difícil de ler, mas uma tradução preliminar do fundo do texto mostra que certamente era o templo de Heraklion.

    cidsubmersa5

    Mas a descoberta mais impressionante com dois metros de altura e em granito preto era a estela. Uma cópia quase completa da estela encontrada em 1899. Esta é a primeira duplicata das estelas da egiptologia. A estela de Nokratzha, que está agora no Museu Egípcio, no Cairo, diz que o Faraó Noktanebus introduziu o imposto de 10 por cento para os artesãos gregos. O texto termina com as palavras: “Que seja esculpida na estela erigida em Nokratzhe, nas margens do canal de Anu”. A estela encontrada não é nada diferente da primeira, exceto para a última frase, que diz: “Faça-se esculpida na estela, instalada na entrada para o mar grego em Heraklion-Tonis”.

    Leia também - A participação da Máfia na II Guerra

    cidsubmersa6

    A busca subaquática apenas começou, e o grupo de Godo já encontrou uma ampla variedade de materiais. Todos eles datam do século I aC e anteriores e estão em muito boas condições, embora tenha permanecido debaixo de água por 2000 anos. Este brincos de ouro, pulseiras, broches, anéis, centenas de moedas são apenas um pouco do que se achou na superfície e sem esforços.

    Fonte: https://aventurasnahistoria.uol.com.br/
               Universo Inteligente

    Translate

    ptenfrdeitrues