Relatório Krill - CONFIDENCIAL - Parte 1

    krill11Um relatório a respeito de nossa aquisição de tecnologia avançada e de nossa interação com a cultura alienígena JANEIRO 1988 Por: O.H. KRILL. SUMÁRIO - Por todo o período de quarenta anos passados, quando UFOs tem sido ativamente observados em nossa civilização, muitos dados tem sido recolhidos, dados os quais tem frequentemente apontado para aspectos do fenômeno que tem sido suprimidos. Como resultado dessa supressão e compartimentalização da informação, nossa cultura tem sido fragmentada em vários níveis de "realidade", ambos coexistindo em oposição um ao outro. Parte de nossa cultura não quer acreditar na existência de outras espécies; parte de ....

    nossa cultura admite sua existência ou a probabilidade dessa existência; parte de nossa cultura está atualmente interagindo com outras espécies. Estas realidades simultâneas contribuem para a condição de extrema confusão na qual nos encontramos. A pesquisa acerca de UFOs segue um padrão similar. Alguns vêem o assunto sob perspectiva completamente empírica; outros procuram pelos padrões e relações funcionais nos eventos; outros vão além e fazem as perguntas certas nos momentos certos e desejam respostas.

    Leia também - IV Coloquio Brasileiro sobre OVNIs - 1969

    Algumas das respostas que estão surgindo são, para alguns, bastante perturbadoras e fantásticas. Considerando tudo, nós estamos tratando com novos conceitos de física, novos conceitos em psicologia, e com a consciência gradualmente crescente de que nós não estamos sozinhos aqui, e nunca estivemos. Como se não fosse bastante, parece que facções de nossa sociedade tem conhecimento disso, e aparentemente tem interagido com algumas espécies alienígenas por bastante tempo. O fator crucial é que, desde o início, a humanidade tem sido conduzida para um falso caminho, caminho este marcado por conspirações e desinformação. O conhecimento tecnológico e o poder absoluto tem sido os motivos do lado humano. Sobrevivência tem sido o motivo no lado alienígena, ou pelo menos até o ponto em que os visitantes alienígenas predominantes estão interessados. A intenção deste documento é trazer muitos dos detalhes a este respeito ao conhecimento público. Você não está sendo solicitado a acreditar neles, mas a considerá-los à luz do que tem acontecido, do que está acontecendo, e o que pode estar se desenvolvendo bem debaixo dos nossos narizes. Se você acha que pode não ter estômago para tais revelações, ou que não pode aceitá-las, não leia mais.

    É bastante evidente, ou deveria ser, que o problema UFO é bastante complexo e perigoso. O fenômeno UFO é um fenômeno multi-situacional e multi-dimensional. Nós estabelecemos o seguinte como tendo base em fatos:

    • Naves de outros mundos tem se acidentado na Terra.
    • Naves alienígenas tem origem nesta dimensão ou origem ultradimensional.
    • Desde o início, os esforços governamentais (EUA) para adquirir tecnologia alienígena foram bem sucedidos.
    • O governo norte-americano teve hóspedes alienígenas em alguma época.
    • O governo norte-americano tem realizado autópsias em cadáveres alienígenas.
    • Os órgãos de inteligência e de segurança estão envolvidos no encobrimento dos fatos pertinentes à situação.
    • Pessoas tem sido e são abduzidas, mutiladas, mortas ou simplesmente desaparecem como resultado da situação UFO.
    • Há uma ativa presença alienígena neste planeta, que controla diferentes elementos de nossa sociedade.
    • Forças alienígenas mantém bases na Terra e na Lua.
    • O governo norte-americano interagiu com as forças alienígenas por algum tempo, com o objetivo expresso de conseguir tecnologia em propulsão gravitacional, armamento pesado e no controle da mente.
    • Milhões de cabeças de gado tem sido mortas no processo de aquisição de materiais biológicos.
    • Tanto os alienígenas quanto o governo norte-americano são responsáveis pelas mutilações, mas por diferentes razões.
    • Nós vivemos em um mundo multi-dimensional que esta sobreposto e é visitado por entidades de outras dimensões. Muitas destas entidades são hostis. Muitas não o são.
    • O nosso desenvolvimento genético e nossas religiões tem por base a intervenção de forças terrestres e não terrestres.
    • A atual tecnologia excede de longe a que é conhecida pelo público.
    • O programa espacial norte-americano é um disfarce, com o propósito de relações públicas.
    • Pessoas tem sido assassinadas devido à ordem para suprimir todos os fatos sobre a situação. A CIA e a NSA estão tão profundamente envolvidas que a exposição destes fatos poderia provocar o colapso de sua estrutura.
    • Fatos indicam a possibilidade de os alienígenas se revelarem publicamente no futuro próximo.
    • Nossa civilização é apenas uma entre as muitas que tem existido por longas épocas.
    • Você, provavelmente, irá tirar muito mais conclusões. Para isto, basta continuar a ler...

    Mutilações de animais e os UFOS

     

    Cronologia Geral


    Pela metade do ano de 1963, uma série de ataques a reses e outros animais de criação ocorreu no Condado de Haskell, no Texas. Em um caso típico, um búfalo Angus foi encontrado com sua garganta cortada em uma ferida do tamanho de um pires em seu estômago. A população atribuiu os ataques a um animal ou besta selvagem de alguma espécie desaparecida. Como ela continuasse suas furtivas incursões através do interior do condado, a fera sedenta de sangue assumiu algo mais do que um aspecto mítico, e o lugar passou a ser conhecido como: The Haskell Rascal.

    Por toda a década seguinte, aconteceriam relatos esporádicos de ataques similares aos rebanhos. Estes ataques foram ocasionalmente descritos como "mutilações". O mais notável destes raros relatos foi a morte por mutilação, no sul do Colorado, do cavalo "Snippy", em 1967, acompanhado de avistamentos de UFOs, na região. Este relato foi investigado pelo Comitê Condom, e teve cobertura mundial, pela imprensa.

    Pode-se dizer que foi em 1973 que a moderna onda de mutilação em animais teve início. Aquele ano é geralmente considerado como o ano da última onda conjunta de UFOs, embora possam haver razões para questionar essa afirmação, dados os eventos de dois anos depois.

    Em 1973 e 1974, a maioria dos relatos de mutilações teve origem na região central dos Estados Unidos. Em 1975. Em 1975, um ataque sem precedentes estendeu-se através de dois terços do oeste do país. Houve vários relatos esparsos de mutilações naquele ano, acompanhados por descrições de UFOs e de helicópteros não identificados. Em 1978, os ataques aumentaram de intensidade.

    Por volta de 1979, numerosas mutilações em rebanhos ocorreram no Canadá, começando em Alberta e Saskatchewan. Os ataques nos Estados Unidos estabilizaram-se em número. Em 1980, houve um incremento nas atividades nos Estados Unidos. Desde então, mutilações tem sido relatadas menos frequentemente, ainda que isto possa ser devido em parte à crescente relutância dos fazendeiros e rancheiros em fazê-lo. Entretanto, elas ainda continuam; mais de dez mil animais já foram mortos nos Estados Unidos, e as mutilações ocorrem igualmente em todo o mundo, nas mesmas circunstâncias.

     

    Observações Gerais


    Qualquer indagação que pretenda provar a ocorrência sistemática das mutilações sobre os rebanhos e outros animais deve incluir em seu âmbito certos fatores, os quais podem estar ou não diretamente relacionados aos atos de mutilação em si. Estas mutilações—a morte e a remoção furtiva de partes internas ou externas—tem atingido literalmente centenas de animais (primariamente rebanhos) desde os anos 60. A cirurgia realizada nestes animais é conduzida com precisão misteriosa, sugerindo o uso de instrumentos e técnicas altamente sofisticadas. A persistente regularidade das mutilações e a aparentemente casual distribuição das carcassas sugerem um atrevimento extremo—mesmo arrogância—por parte dos mutiladores, arrogância esta que parece se justificar pela liberdade e impunidade pelos atos cometidos.

    Leia também - Lei Federal Sobre Exposição a Entidades Extraterrestres

    A relevância de um elemento específico do problema revela-se no curso de qualquer investigação meticulosa sobre as mutilações. Eu me refiro à aparência dos helicópteros sem marcas ou identificação vistos nos locais de mutilação, à época do fato, o que ocorre com muita persistência para ser simples coincidência. Estes misteriosos helicópteros estão quase sempre sem qualquer marca que os identifique, ou então as marcas parecem como se tivessem sido pintadas ou cobertas com alguma coisa. Os helicópteros são frequentemente reportados voando em altitudes anormais, inseguras ou ilegais. Eles retiram-se sempre que testemunhas ou policiais tentam se aproximar.

    Há vários relatos de comportamento agressivo por parte dos ocupantes dos helicópteros, que podem perseguir, pairar ou mesmo atirar sobre as testemunhas. Às vezes, estes helicópteros aparecem muito perto dos locais das mutilações, ou ficam pairando sobre um pasto onde uma carcassa mutilada é posteriormente encontrada. Eles podem ser observados um pouco antes de uma mutilação ocorrer—ou alguns dias depois desta ter ocorrido. A intenção aqui é meramente salientar que o elemento "helicóptero misterioso" é uma parte do assunto, que merece investigação.


    krill17

    O tema "helicópteros misteriosos" não surgiu com as mutilações em si. Tais helicópteros—sem marcas, voando baixo, silenciosos (ou mesmo com o som normal de helicópteros) -- tem sido relatados por anos, e tem sido ligados a um igualmente mais generalizado fenômeno—o avião fantasma. Os helicópteros tem sido vistos em áreas onde os UFOs aparecem, em muitos países. Em alguns dos mais interessantes relatos, eles foram vistos junto aos UFOs, ou logo em seguida ao avistamento destes. O caso mais adequado que eu posso considerar, mas que não é certamente o mais isolado, é um caso descrito por Virgil Armstrong em sua conferência sobre o tema: "O que a NASA não nos disse a respeito da Lua", onde ele discorre acerca de helicópteros e UFOs em geral.

    Armstrong diz que um amigo seu tinha inventado uma câmara especial arranjada de modo a aumentar as chances de conseguir boas fotos de UFOs. A câmara era montada em um suporte junto com um laser. A idéia era que, se um UFO aparecesse e ficasse parado, o laser poderia iluminá-lo, com o que se fariam fotos de ótima qualidade.

    Um dia, estavam eles em uma região no meio do deserto, quando um UFO realmente apareceu, e eles o iluminaram com o laser enquanto ele pairava. Mas não puderam tirar muitas fotos, pois logo a seguir o disco voou para longe. Pouco tempo depois, eles ouviram o som inconfundível de helicópteros se aproximando à distância. Estes pousaram estrategicamente próximo ao grupo, e deles desceu uma turma de Boinas Verdes, que são forças de segurança da Força Aérea. O comandante caminhou até eles e perguntou: - "O que vocês estão fazendo aqui?".

    - "Obviamente, nós estamos fotografando objetos aéreos, e acabamos justamente de ver um disco voador, do qual tiramos excelentes fotos". O comandante então perguntou ao líder do grupo se ele sabia quem ele era, ao que este replicou que não. O militar então disse: - "Sugiro que vocês saiam daqui imediatamente!". O líder então retrucou: - "Que direito você tem de mandar-nos sair daqui? Esta é uma terra do governo?". O comandante dos Boinas Verdes replicou: - "De fato, são. Vocês estão dentro da Base Andrews, da Força Aérea, e se não saírem em dez minutos, eu os prenderei". Em seguida, os militares removeram o filme da câmara, deixando que o grupo se retirasse.

    Isto não somente ilustra o fato de que os UFOs são vistos juntamente com helicópteros, mas demonstra também que, ou algum dos discos são nossos, ou então nós temos um acordo militar/governamental com aqueles que os pilotam. Os helicópteros mencionados antes não seriam então um mistério, e sim, helicópteros militares norte-americanos.

    Outro caso unindo helicópteros militares e discos reconhecidamente americanos vem do livro "UFO Crash at Aztec" (Desastre de UFO em Aztec), por Wendell Stevens. Neste livro, ele relata o incidente no qual um índio estava excursionando nas montanhas próximas à região conhecida como Área 51, ou Groom Lake, na Base da Força Aérea de Nellis, ao norte de Las Vegas. Ele ouviu a aproximação de helicópteros, e escondeu-se. Os helicópteros estavam irradiando um aviso endereçado ao público, para que todos se afastassem, pois que ali seria realizado um "perigoso teste militar". O índio manteve-se em seu esconderijo, enquanto os helicópteros iam e vinham sobre a região. Minutos depois, dois helicópteros foram vistos sobrevoando o canyon, com um disco negro voando entre eles e ligeiramente acima. Eles sobrevoaram o lugar, e então os helicópteros voltaram-se e voaram de volta para a Base, logo seguidos pelo disco. O nome do indivíduo, e como contatá-lo para maiores detalhes, são dados no livro.

     

    Os Misteriosos Helicópteros


    Situações envolvendo os misteriosos helicópteros parecem ser um pouco mais insidiosos. Um bom exemplo é um evento que ocorreu no Condado de Madison, Montana, entre junho e outubro de 1976. Vinte e dois casos confirmados de mutilação de gado ocorreram durante aquele período, e eles foram acompanhados de relatos de avistamentos, em todo o município, de silenciosos helicópteros negros a jato, sem marcas visíveis, de luzes anômalas fixas ou faiscantes no ar próximo à superfície, de aeronaves sem identificação e de furgões brancos em lugares remotos e em áreas de acesso proibido.

    Já na última parte desta época, no início do outono de 1976, um caçador de Bozeman, Montana, estava sozinho, por volta das 13:00 hs, na Red Mountain, uma área perto de Norris. Ele observou quando um helicóptero negro sem marcas sobrevoou o local, e desapareceu por trás de uma pequena colina. Curioso com o fato, ele subiu até topo desta. Havia um helicóptero negro no chão, com o motor ainda funcionando (um Bell Jet Ranger, ele pensou). Sete homens tinham saído do aparelho e foram subindo a colina na direção do observador. O caçador avançou na direção deles, acenando e gritando cumprimentos. Foi então que ele percebeu que havia algo acerca dos homens—eles eram todos orientais. Tinham olhos oblíquos e pele azeitonada, e estavam tagarelando entre eles usando uma linguagem indecifrável. Eles vestiam roupas comuns, e não uniformes. De repente, começaram a voltar ao helicóptero. O caçador, ainda acenando e gritando, foi atrás deles, quando então os orientais apressaram o passo. Quando o caçador aproximou-se cerca de dois metros, eles partiram em disparada, ocuparam o helicóptero e partiram.

    Leia também - Uma Taxonomia Experimental de Humanóides Extraterrestres

    Em uma documentada onda de "helicópteros misteriosos" ocorrida na Inglaterra, relatos afirmam a presença de tripulantes com aparência oriental em helicópteros não identificados. Olhos oblíquos, pele azeitonada, estes tripulantes com aparência oriental tem sido, há anos, uma constante nos relatos acerca dos UFOs. Um número significativo dos infames MIB ["homens-de-negro"] tem uma aparência similar, mas muito frequentemente eles são vistos como pálidos e magros, além de bastantes sensíveis à luz.

    Na revista STIGMATA No. 5 (Outono-Inverno 1978) Tom Adams delineou a mais notável e especulativa explicação relacionando os elos entre os helicópteros e as mutilações, incluindo o seguinte:

    • Os helicópteros são eles mesmos UFOs disfarçados para parecerem como naves terrestres.
    • Os helicópteros são militares/governamentais e estão diretamente envolvidos na condução das atuais mutilações.
    • Os helicópteros são governamentais/militares e não estão envolvidos com as mutilações, mas estão investigando-as.
    • Os helicópteros são governamentais/militares, e conhecem a identidade e os motivos dos mutiladores e para a sua presença. Eles estão tentando distrair a atenção da possibilidade de envolvimento dos militares.

    A resposta, até onde Tom Adams pode conceber, poderia ser uma combinação de todas as explicações. Também se tem especulado que eles estariam envolvidos em experimentos de guerra química ou biológica, ou com finalidades geobotânicas, na busca de depósitos minerais ou de petróleo. Em uma ocasião, um bisturi do tipo militar foi encontrado em um local onde houvera uma mutilação. Desde que os discos tem sido geralmente envolvidos com as mutilações, pensa-se que este fato é uma mistificação.

    Estes eventos, ou a sua discussão, são exatamente os precursores da revelação do motivo para as mutilações: aquisição, pelos alienígenas, de material biológico para o seu próprio uso. Para discutir isto de uma maneira sequencial e lógica, devemos rever antes o que tem realmente acontecido debaixo dos nossos narizes: interação direta com entidades biológicas extraterrestres (EBEs). Para discutir isto, contudo, devemos começar do início, com o que sabemos ser verdade.

    PARTE 2

     

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco