Lei seca nos Estados Unidos

    leseca1Agentes do governo no ato de confiscar e descartar bebidas clandestinas em Chicago em 1921(imagem ao lado). Na história dos Estados Unidos, a Lei Seca, também conhecida como O Nobre Experimento ou Proibição (Prohibition), caracteriza o período de 1920 a 1933 durante o qual a fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas para consumo foram banidas nacionalmente, como estipulou a 18ª emenda da Constituição dos Estados Unidos. Em um primeiro momento, houve um grande apoio à medida, mas, depois, o comércio e consumo ilegal de bebidas se tornaram corriqueiros, com o governo fazendo vistas grossas.

    Traficantes e comerciantes ilegais, como Al Capone, em Chicago, montaram grandes esquemas que lucravam com o consumo ilegal. A medida só seria revogada no governo de Franklin Roosevelt. Em maio de 1657, a Corte Geral de Massachusetts tornou ilegal a venda de bebidas de forte teor alcoólico "conhecidas pelos nomes de rum, uísque, vinho, conhaque etc." Em geral, maneiras informais de controle do consumo tanto individual quanto na comunidade ajudaram a manter a expectativa de que o abuso de álcool era inaceitável. "A embriaguez era condenada e punida, mas apenas como um abuso de uma bênção divina. A bebida em si não era considerada culpada, da mesma maneira que não se culpa a comida pelo pecado da gula. Excesso fazia parte de uma indiscrição pessoal." Quando esses controles informais falhavam, havia sempre as medidas legais.

    Um dos médicos mais notáveis do século XVIII, Benjamin Rush, argumentou em 1784 que o uso excessivo de álcool era prejudicial à saúde física e psicológica (ele acreditava mais em moderar do que proibir seu consumo). Aparentemente influenciados pelas crenças do doutor Rush, cerca de 200 fazendeiros de uma comunidade em Connecticut formaram a Associação de Temperança em 1789. Associações semelhantes também surgiram na Virgínia em 1800 e Nova Iorque em 1808. Durante a próxima década, outras organizações ligadas ao Movimento de Temperança foram formadas em oito estados, algumas delas adquirindo grande relevância em seus territórios de abrangência.

    Leia também - Quem foi o "homem" da máscara de ferro?

    Em 1830, os americanos consumiam uma média de 1,7 garrafa de bebidas destiladas por semana, três vezes mais do que a quantidade consumida em 2010.

    leseca2
    Al Capone, um dos maiores gângsters dos Estados Unidos: seus crimes eram financiados pelo contrabando de bebidas

    A Lei Seca entrou em vigor em 1920, com o objetivo de salvar o país de problemas relacionados à pobreza e violência. A Constituição americana estabeleceu, na 18.ª Emenda, a proibição da fabricação, comércio, transporte, exportação e importação de bebidas alcoólicas. Essa lei vigorou por 13 anos (1920-1933).

    O efeito causado pela lei foi totalmente contrário do que era esperado. Ao invés de acabar com o consumo de álcool e com os problemas sociais, entre outros problemas, a lei gerou a desmoralização das autoridades, o aumento da corrupção, explosões da criminalidade em diversos estados e o enriquecimento das máfias que dominavam o contrabando de bebidas alcoólicas. O ponto de encontro das pessoas que queriam beber eram bares clandestinos localizados no subterrâneo, com o objetivo de não chamar atenção.

    Argumentando que a legalização das bebidas geraria mais empregos, elevaria a economia e aumentaria a arrecadação de impostos, os opositores do então presidente norte-americano Franklin Roosevelt o convenceram a pedir ao Congresso dos Estados Unidos que legalizasse a cerveja. Com isso, em 1933 é revogada a emenda constitucional da lei seca.

     

    5 Curiosidades Sobre a Lei Seca nos EUA Que Você Provavelmente Não Sabia

     

    Você conhece a história da Lei Seca nos EUA e suas consequências? Esse é um capítulo muito interessante, que vale a pena conhecer. Apesar do nome da legislação, ela não tem nada a ver com a Lei Seca no Brasil. Ou melhor dizendo, nossas regras não se parecem com as dos norte-americanos, pois lá a lei é bem mais antiga. Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer Multa da Lei Seca. Por isso ao se perguntar sobre o que foi a Lei Seca implementada pelo governo dos Estados Unidos, entenda que ela tem muito mais a ver com questões econômicas do que relacionadas ao trânsito.

    Não significa que beber e dirigir nos EUA seja permitido. Não é nada disso. Mas como você vai ver neste artigo, a Lei Seca na Terra do Tio Sam já inspirou até mesmo filme – e um grande filme, diga-se de passagem. Há gângster, sonegação de impostos, vilões e mocinhos. E não é ficção. Curioso para saber mais sobre essa história? Então, acompanhe a leitura. Vamos falar sobre legislação e também sobre comportamento ao volante. Afinal, o que é Lei Seca? E o que está previsto como regra sobre o teste do bafômetro no Brasil?

    Leia também - A Canção do Executor - Bem vindos ao Macabro mundo da Arqueologia da Execução

    Já quanto à multa por dirigir embriagado, qual é o seu valor, quantos pontos na CNH ela gera e quais são as penalidades adicionais? Tudo isso você vai saber agora. E é bom ficar ligado para que nenhuma dúvida reste. Caso seja multado por essa razão, pode se ver diante de um problema dos grandes. Mas o recurso à multa da lei seca é sempre uma possibilidade. É claro que nós recomendamos sempre evitar dirigir depois de beber, por menor que seja a quantidade ingerida. Mas como ninguém está livre de ser autuado de forma injusta, a sugestão é que conheça seus direitos.

    leseca3

    O Que é Lei Seca

    Ficou conhecido como Lei Seca nos EUA um período da história norte-americana que inicia em 1920 e vai até 1933. Durante 13 anos, uma lei federal proibiu que bebidas alcoólicas fossem fabricadas, transportadas ou mesmo vendidas em todo o território nacional. É claro que a lei dizia uma coisa, mas a realidade foi muito diferente. Imagine se nossos políticos aprovassem a implantação de uma Lei Seca que seguisse de perto as regras americanas de quase um século atrás? Já pensou que tomar uma bebida com os amigos ou mesmo sozinho em casa seria considerado um crime?

    Será que você cumpriria a lei à risca ou conseguiria comprar sua cervejinha por meios ilegais? Bem, foi isso que fez uma grande parcela dos norte-americanos: simplesmente burlou a Lei Seca nos EUA. Parte dessa história é contada no filme Os Intocáveis, de 1987, estrelado por Kevin Costner, Andy García, Robert De Niro e Sean Connery. O site Mundo Estranho descreveu nesta reportagem que a Lei Seca nos EUA acabou como um grande fracasso e fala da corrupção, “com policiais e políticos sendo subornados pelas quadrilhas que distribuíam o produto no mercado negro.”

    E assim seguiram os anos, com os americanos arranjando diferentes formas para beber. Havia quem cruzasse a fronteira com o Canadá para voltar com caminhonetes lotadas de bebidas. Depois de um tempo, no qual a demanda não parava de crescer, a máfia controlou o contrabando de bebidas durante todo o período de vigência da Lei Seca nos EUA. É muito interessante entender as razões que levaram o governo federal dos Estados Unidos a criar a legislação. Acompanhe com atenção o próximo tópico que abordará a história da Lei Seca nos EUA.

    História da Lei Seca nos Estados Unidos

    A explicação tem origem religiosa, além de interesses de ordem econômica. Para você ter uma ideia, já no século XIX existiam pessoas que utilizavam argumentos de ordem religiosa contra o uso do álcool. Segundo eles, o abuso do álcool causava prejuízos físicos e atrapalhava a relação das pessoas com os familiares e também com Deus. As grandes cidades da época, como Nova York, eram consideradas verdadeiros núcleos de bebidas, crimes e prostituição. Mas quais poderiam ser os interesses econômicos em colocar em vigor a Lei Seca nos EUA?

    Os grandes burgueses do começo do século XX acreditavam que os trabalhadores norte-americanos “renderiam” mais se não estivessem sob o efeito do álcool. O resultado da implantação da Lei Seca nos EUA, na prática, foi o aumento da criminalidade, do contrabando e da fabricação caseira de substâncias alcoólicas. Foi a época de ouro para que mafiosos como Al Capone ganhassem verdadeiras fortunas com a venda ilegal de álcool.

    Al Capone, interpretado no cinema pelo ator Robert De Niro, também “controlava” a polícia através de subornos. No entanto, a legislação acabou revogada pelo entendimento de que legalização das bebidas geraria mais empregos, além de representar um avanço econômico e maior recolhimento de impostos. Desta forma, em 1933, chegou ao fim uma das legislações mais polêmicas e fracassadas de toda a história dos Estados Unidos: a Lei Seca nos EUA.

    Para o historiador Rainer Sousa, no artigo Lei Seca dos Estados Unidos, do site Mundo Educação, o fracasso foi um sinal de que criar leis que acabam por atingir a liberdade individual. O consumo de álcool estava tão enraizado na sociedade norte-americana que nem a imposição de uma lei foi capaz de acabar com esse hábito. Mas a Lei Seca nos EUA deixou gravada na história uma série de curiosidade que serão abordadas no próximo tópico.

    5 Curiosidades Sobre a Lei Seca nos EUA

    leseca4

    Você sabe como as autoridades dos Estados Unidos conseguiram prender o gângster Al Capone?

    Mesmo tendo conhecimento das atividades ilícitas de Al Capone, os investigadores não conseguiam provas concretas que levassem à condenação dele. Você sabe qual foi o jeito encontrado? Policiais federais, sob a liderança de Eliot Ness (papel de Kevin Costner no cinema), estudaram suas finanças e identificaram milhões de dólares em impostos sonegados. Isso mesmo: Al Capone não foi preso por subornar policiais ou contrabandear bebidas em plena Lei Seca nos EUA. Ele foi para a cadeia por causa da sonegação de impostos. A fama de Eliot Ness é tão grande que até mesmo o juiz brasileiro Sérgio Moro se comparou a ele.

    Leia também - Fatos que poucos sabem sobre Che Guevara, a Besta Sanguinária

    Al Capone foi solto por estar doente e debilitado

    No ano de 1938, Al Capone foi diagnosticado com sífilis em estado avançado pelos médicos da prisão. De acordo com o site Guia dos Curiosos, em 1939, o gângster foi solto em razão de seu debilitado estado mental, já não mais oferecendo risco à sociedade. “Por causa da doença, perdeu grande parte da coordenação motora e passou a ter dificuldades para falar”, diz o texto. Al Capone faleceu sete anos depois de ser libertado, de sífilis.

    Você tem noção do enorme poder concentrado nas mãos de Al Capone durante a época da Lei Seca?

    Era muito poder, quase sem limites. A rota do contrabando ia de Cuba ao Canadá e, com uma fortuna avaliada em 100 milhões. de dólares, era o homem mais rico dos Estados Unidos em 1927. Não é à toa que Al Capone se tornou um dos criminosos mais famosos não somente da história dos Estados Unidos, mas também do mundo inteiro.

    Você sabe o que aconteceu com Eliot Ness após o seu momento de glória ao conseguir prender Al Capone?

    Essa reportagem da Folha de São Paulo conta que o herói da Lei Seca, Eliot Ness, faleceu sem nenhum prestígio, em 1957, quando tinha 54 anos. Segundo o texto, Ness estava “pobre e em desgraça pública”. “Sua reputação de integridade moral absoluta desmoronou a partir de 1942, quando abandonou o local de um acidente de trânsito aparentemente provocado por ele”, diz o teto. Como se pode perceber, o destino de Eliot Ness foi tão trágico quanto o de Al Capone.

    A Lei Seca estimulou a produção clandestina de cerveja

    A Lei Seca nos EUA foi a oportunidade para muitas pessoas tentarem a sorte ao fabricarem de forma amadora bebidas alcoólicas. Mas muitos não se deram bem na aventura. O site Mixology relata nesta reportagem que eram comuns notícias dando conta de que alguém havia perdido um olho durante um processo de fabricação tradicional. Em casos mais graves, havia também mortes causadas pela intoxicação por álcool.

     

    Fonte: https://pt.wikipedia.org
               https://doutormultas.com.br

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco