tunwi topo04/09/2020 - Localizadas na Inglaterra, não se sabe quais eram os objetivos das passagens subterrâneas construídas entre 1810 e 1840, que resultaram em inúmeras teorias. No subsolo do bairro de Edge Hill, em Liverpool, na Inglaterra, existe um grande circuito de túneis feitos de tijolos que não tem caminho certo nem objetivo óbvio. Os Túneis Williamson foram nomeados em homenagens a seu idealizador Joseph Williamson, um comerciante do século 19. Hoje, eles foram restaurados e estão se tornando atrações turísticas em Liverpool.

    catasu1As Cataratas do Reno, perto de Schaffhausen, no norte da Suíça são as maiores quedas na Europa. As quedas possuem somente 25m de altura, mas tem 150m de comprimento e um grande volume de água, com média de 26.450 pés cúbicos por segundo, subindo para cerca de 45.000 na primavera, com o derretimento da neve. Existem mirantes com uma vista espetacular das quedas construídas em ambos os lados do Reno, além de passeios de barco em frente as quedas. As quedas estão localizadas no Alto Reno entre os municípios de Neuhausen am Rheinfall e Laufen-Uhwiesen , perto da cidade de Schaffhausen , no norte da Suíça , entre os cantões de Schaffhausen e Zurique. A queda não pode ser escalado por peixes, exceto por enguias ...

    clapo1O Castelo Aragonês, localizado na costa da Itália, já é curioso por si só. Construído acima de uma imensa rocha vulcânica que se liga à Ilha de Ischia por uma ponte, o local já foi residência de mais de 2 mil famílias entre os séculos 16 e 18, tendo sido um belo refúgio de proteção contra piratas. Sua origem é antiga: foi arquitetado no século 5 a.C. pelo grego Gerone I, o tirano de Siracusa — naquela época, a única maneira de alcançar a fortificação era por alto-mar. Em 1441, o rei Afonso V de Aragão ordenou a construção de uma ponte, tirando o castelo do isolamento total. Mas algo que seus idealizadores não imaginavam é que uma tradição horripilante seria levada a cabo nos subsolos da construção algum tempo depois. No século 17, o Castelo tornou-se o lar do convento das Clarissas Pobres, ordem de freiras que seguiam Santa Clara. Entre suas tradições estava o culto à brevidade da vida e, ...

    pedinga1A Pedra de Ingá é um monumento arqueológico, identificado como "itacoatiara", constituído por um terreno rochoso que possui inscrições rupestres entalhadas na rocha, localizado no município brasileiro de Ingá no estado da Paraíba. O termo "itacoatiara" vem da língua tupi: itá ("pedra") e kûatiara ("riscada" ou "pintada"). De acordo com a tradição, quando os indígenas potiguaras, que habitavam a região, foram indagados pelos colonizadores europeus sobre o que significavam os sinais inscritos na rocha, usaram esse termo para se referir aos mesmos.

    Translate

    ptenfrdeitrues