prato9Ufo — Quer dizer então que os objetos voadores não identificados, de alguma forma, pareciam se interessar pelas atividades da Operação Prato? Hollanda — Bem, pelo menos sabiam o que estávamos fazendo. Por exemplo, no caso da Baía do Sol, aconteceu algo peculiar. Naquela época já estava terminando o ano letivo e muita gente ficava na praia à noite. Tinha pelo menos umas 100 mil pessoas na orla, naquele fim de semana. No entanto, uma sonda veio para cima de nós, num lugar todo escuro onde não havia mais ninguém. Oras, por que veio ao nosso encontro, na escuridão, se tanta gente estava ali perto, na praia? Ufo — Esse foi o primeiro grande acontecimento ufológico envolvendo o senhor? Hollanda — Não digo que tenha sido grande, mas foi bastante significativo.

    prato1O que é a Operação Prato?Operação Prato foi o nome dado a uma operação realizada pela Força Aérea Brasileira em 1977, através do seu Comando Aéreo Regional em Belém, para verificar a ocorrência de estranhos fenômenos envolvendo luzes hostis relatados pela população do município de Colares, estado do Pará, Brasil. Colares, ilha pertencente ao município de Vigia, no litoral do Pará. Em 1977, o Primeiro Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (I Comar) recebe um ofício da prefeitura da época avisando que os UFOs estavam incomodando os pescadores e alguns já não conseguiam mais exercer suas atividades.Os objetos sobrevoavam as embarcações, mergulhavam ao lado delas em rios e mares.

    prato5Natureza dos Fenômenos - As ocorrências da Operação Prato se mostram “endêmicas”, haja vista a atitude peculiar, abundante e fria, onde configuram-se máquinas voadoras desconhecidas agindo e atacando seres humanos em regiões economicamente pobres ao Norte do Brasil. Populações paupérrimas estiveram às voltas com manifestações de violência, pavor, terror e muito medo. Cidadãos brasileiros sofreram queimaduras, algumas escoriações, ...

    roswell5Manchete do Jornal , Daily Record, de Rosewell, 1º de agosto de 1947 RANCHEIRO ATORMENTADO QUE LOCALIZOU "DISCO" DIZ ESTAR ARREPENDIDO Robert Ungar, de 47 anos, criador de ovelhas do município de Lincoln, que reside em seu rancho, 45 Km a sudeste de Maricopa, declarou hoje ter encontrado destroços que o exército  a princípio descreveu como um disco voador, mas a publicidade que se seguiu a sua descoberta  ...

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco