cripor1Nunca foi tão fácil assistir a pornografia. Nunca antes ela foi tão consumida desde idades tão precoces. Os meninos começam hoje com nove anos. Gratuitos e acessíveis 24 horas por dia, os conteúdos de sexo explícito que inundam a Internet se tornaram a educação sexual do século XXI na ausência de formação específica e na ausência de orientação dos pais e mães. E uma terrível fonte de confusão para os adolescentes em suas primeiras relações sexuais adultas…

    oncli103/12/2019, por Roberta Struzani - Conhecer sua anatomia é chave para você ter realização pessoal. Você sabe identificar onde fica o clitóris na sua genital? Você toca seu clitóris? A pessoa parceira sabe tocar seu corpo do jeito que você gosta? Você sente prazer? Você tem orgasmo ou sente dificuldade em chegar ao ápice do prazer? Esse artigo vai te ensinar a conhecer esse botãozinho do prazer! Até alguns anos atrás, quando eu falava sobre o clitóris interno, muita gente não sabia do que se tratava. Lembro que o meu primeiro curso de pompoarismo prático haviam três médicas ginecologistas, e elas mesmas disseram não saber da existência dele e de muitas das coisas que eu dizia sobre a nossa anatomia.

    critec111/11/2017 - Usar as novas tecnologias de forma responsável pode ser algo difícil para as crianças se estiverem expostas a elas com muita frequência. Como nós, como pais, podemos ajudá-las a encontrar o equilíbrio? Quando éramos crianças não existiam as novas tecnologias, ou pelo menos elas não tinham o papel de protagonista que têm agora, e éramos loucos para ir para a rua brincar. Depois da escola, a única coisa que queríamos era que deixassem irmos buscar nossos amigos para ir ao parque correr de um lado para o outro. O pião, as bolas de gude ou uma bola eram o suficiente para sermos felizes e aproveitarmos o nosso tempo livre.

    tratcan110/10/2019, por Fabio Manzano - Homem de 64 anos tinha linfoma e tomava morfina todo dia. Pesquisa da USP-Fapesp criou método 100% brasileiro para aplicar técnica norte-americana CART-Cell, que pode custar mais de US$ 475 mil. Vamberto Luiz de Castro, 62, é funcionário público aposentado de BH e sofria de um linfoma terminal. Um paciente de 64 anos que tinha linfoma em fase terminal e tomava morfina todo dia deve receber alta no sábado (12) após ser submetido a um tratamento inédito na América Latina. Ele deixará o hospital livre dos sintomas do câncer graças a um método 100% brasileiro baseado em uma técnica de terapia genética descoberta no exterior e conhecida como CART-Cell.

    Translate

    ptenfrdeitrues

     

     

     Ajude a manter o site no ar.

     

    Curta O Arquivo no FacebookCurta O ARQUIVO no Facebook

    O Arquivo

    Sobre  |  Fale Conosco